2017: o ano do feminismo financeiro

10 de janeiro de 2017 - Por

ano_feminismo_financeiro

quem ama, compartilha!

O empoderamento feminino foi pauta em 2016: das grandes revistas às grandes empresas, todos passaram a discutir como podemos promover a igualdade de gêneros. No entanto, a palavra “empoderamento” vem de dar o poder a alguém. E eu acredito que no caso das mulheres, esse poder precisa também ser conquistado por nós mesmas.

Nossa sociedade ainda sofre muito com o machismo (vide a chacina de Campinas, quando um homem matou 9 mulheres, incluindo a sua ex), mas junto com a busca do feminismo por poder, direitos e segurança, acredito que é fundamental trabalharmos também na independência financeira das mulheres.

Por isso, quando li em um blog americano que 2017 será o ano do feminismo financeiro, meus olhos brilharam.

Porque as mulheres precisam assumir o controle da sua vida financeira. Só assim poderemos assumir nossas próprias escolhas – e bancá-las.

Só com controle financeiro você tem coragem de pedir um aumento.

Só assim você pode sair de um emprego que não te faz feliz.

Só assim você pode montar o negócio dos seus sonhos.

Só assim você consegue comprar a sua própria casa e não depender de ninguém.

Só assim você pode casar, se separar, ter filhos ou comprar uma bicicleta – o que você quiser.

ano_feminismo_financeiro_interna

Por isso, acho que é hora de abraçarmos o feminismo financeiro. É hora de nos empoderarmos, cuidando do nosso dinheiro. Sem precisar que ninguém faça isso por nós. Sem ter que ficar pagando juros para o banco. Sem precisar ter medo de que se você pedir um aumento, pode acabar ficando sem emprego.

Esta é a nossa missão no Finanças Femininas – ajudar você a se tornar independente. Estamos há quatro anos no ar, trazendo orientação financeira para milhões de mulheres. Nós somos feministas financeiras. Vem junto com a gente?

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

empoderamento-feminino-como-ser-uma-mulher-poderosa

6 de março de 2020

O empoderamento feminino passa pela independência financeira e, neste dia da mulher, te convidamos a fazer parte do movimento Mulheres Poderosas. Confira!

o-que-empoderamento-feminino-tem-a-ver-com-independencia-financeira

3 de março de 2020

Temos um longo caminho até a igualdade de gênero e os debates sobre empoderamento e independência financeira fazem parte do processo. Leia mais.

mulheres-na-musica-iniciativas-apoiam-a-producao-artistica-feminina

22 de agosto de 2019

A produção artística das mulheres vem furando a bolha do machismo e conquistando espaço no mercado musical, que ainda é dominado por homens. O projeto”Por elas que fazem a música”, da União Brasileira de Compositores (UBC), aponta que apenas nove mulheres figuraram a lista dos 100 maiores arrecadadores de direitos autorais da música brasileira em […]

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas