5 passos para perder o medo de investir na Bolsa de Valores

30 de janeiro de 2020 - Por

Investir na bolsa: conheça os 15 termos mais usados e perca o medo

quem ama, compartilha!

A Bolsa de Valores não é mais um espaço predominantemente masculino. Em 2019, o número de mulheres investindo em ações mais que dobrou e somou 388 mil, segundo o levantamento da B3 (Bolsa de Valores de São Paulo). O montante investido por elas movimentou 79 bilhões no ano passado.

Apesar do aumento expressivo, investir na Bolsa de Valores pode parecer assustador à primeira vista para algumas mulheres por conta dos inúmeros termos e jargões – na maioria das vezes em inglês, a volatilidade e o medo de perder dinheiro.

Para se aventurar no mundo da renda variável, é necessário pesquisa e estudo para entender os ativos e as intempéries do mercado. Por isso, trouxemos algumas dicas para te ajudar a investir em ações e perder o medo da Bolsa de Valores.

Como investir em ações: procure uma assessoria de investimentos

No início é fundamental contar com uma instituição que tenha bons profissionais para aconselhá-la a tomar as melhores decisões. Depois, quando você já tiver acumulado conhecimento sobre o funcionamento da bolsa e experiência, terá autonomia para escolher os ativos por si mesma e operar o home broker – plataforma que permite negociar as ações pela internet – com mais segurança.

A Ella’s Investimentos é uma assessoria de investimentos voltada para mulheres, diversidade e credenciada à XP Investimentos. O escritório é formado por mulheres experientes no mercado financeiro que oferecem toda a orientação necessária para escolher os melhores investimentos, de acordo com o seu perfil de investidora, objetivos e prazos para realizar os seus sonhos.

Conheça o seu perfil de investidora

O mundo da renda variável é cheio de emoções e, em função disso, é primordial conhecer o seu perfil de investidora antes de investir em ações. O teste suitability, que é feito na corretora de investimentos, avalia sua idade, dinheiro disponível, tolerância ao risco, necessidade de ter dinheiro em mãos para eventuais emergências, entre outros aspectos.

A partir dessas informações você será classificada em uma das três categorias de perfis: conservador – que prioriza a segurança do dinheiro; moderado – aceita um pouco mais de riscos para conseguir retornos acima da média e, por fim, arrojado – topa correr riscos para ter uma boa rentabilidade. Assim, sua assessora de investimentos poderá recomendar os ativos mais adequados para você.

Geralmente, a Bolsa de Valores é indicada para pessoas com perfil arrojado por conta da volatilidade e alto risco. Por isso, é muito importante fazer o teste antes de investir em ações.

Saiba onde investir na Bolsa de Valores

Na prática, quando a investidora compra ações na Bolsa de Valores, está adquirindo uma pequena parte do capital social de uma empresa. Portanto, você se torna sócia da companhia junto a outras pessoas que adquiriram ativos daquele empreendimento.

As ações valorizam e desvalorizam de acordo com a percepção do mercado sobre aquela empresa. Por isso, quando a companhia lucra, você lucra também e vice-versa. Em razão do sobe e desce dos ativos, o mercado de ações é considerado volátil e com mais riscos, por isso são investimentos de longo prazo e o retorno vem com o tempo.

Você pode começar com as blue chips, que são ações de empresas gigantes e consolidadas. Geralmente, são mais previsíveis, menos voláteis e com alto potencial de lucratividade.

Outra opção é o ETF (Exchange Traded Fund ou Fundos de Índice). É como uma cesta de ações que torna o investimento na Bolsa de Valores mais seguro, para quem ainda tem receio de investir em renda variável.

Quando você compra cotas de um fundo de índice, você tem acesso a um portfólio com várias ações que espelham aquele índice. No Brasil, o ETF mais comum é o BOVA11, que acompanha o índice Ibovespa da Bolsa de Valores de São Paulo. Dessa forma, quando o Ibovespa sobe, sua rentabilidade aumenta, mas quando o índice cai, seu retorno diminui.

Além disso, é uma forma de diluir o risco, pois se a ação de uma empresa vai mal, você ainda têm outras para equilibrar o investimento.

Acompanhe as notícias de economia

Ficar atenta às informações sobre a Bolsa de Valores e a empresa que você comprou cotas é a melhor maneira de acompanhar os seus investimentos e ter segurança. Leia e assista o noticiário de economia para evitar surpresas ruins e acompanhar o humor do mercado.

Investir em ações é como andar de bicicleta

Lembra quando você estava aprendendo a andar de bicicleta? Primeiro começou com as rodinhas e, quando construiu confiança, tirou para andar com autonomia. Para investir em ações é a mesma coisa. Inicie com um valor baixo e veja como será a experiência de investir na Bolsa de Valores.

Quando estiver mais confiante e entendendo a dinâmica do mercado de ações, você poderá caminhar sozinha. Vale ressaltar que para ter autonomia, é importante pesquisar e conhecer o mercado. Consulte o site da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) – órgão regulador e fiscalizador do mercado, a B3 que é a Bolsa de Valores de São Paulo e para perder o medo de vez, a Carol Sandler conversou com a Betina Roxo, analista e sócia da XP Investimentos. Está imperdível! Confira!

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) carolnogueira@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

descubra-como-perder-o-medo-de-investir-em-acoes

13 de novembro de 2019

Para algumas mulheres, investir em ações pode parecer assustador, mas o mundo da renda variável não precisa ser um bicho de sete cabeças. Sandler e Rosa te contam tudo!

melhores-investimentos-bolsonaro-presidente-01

22 de novembro de 2018

Com Bolsonaro eleito, aplicações de renda variável, como bolsa de valores e alguns fundos de investimento, estão entre as melhores opções. Por que? Como aproveitar esse momento? Descubra!

copa-do-mundo-alemanha-eliminada-investir-dinheiro-investimentos-02

3 de julho de 2018

Uma instituição financeira afirmou que a Alemanha era a favorita para levar a Copa do Mundo. E se esse erro também acontecer nos seus investimentos? Saiba como se proteger!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas