5 situações que podem te fazer sentir parada no trabalho

5 situações que podem te fazer sentir parada no trabalho

Todo mundo já passou por um dia cansativo no trabalho, essa é uma situação bem comum. Mas se sentir parada e desmotivada com frequência não é bom para você ou para sua carreira. Uma pesquisa realizada pela Elancers, consultoria de recrutamento e seleção de executivos, revelou que 49% das mulheres brasileiras estão insatisfeitas na profissão escolhida.

Entre os homens, esse número é de 46%. Apenas 9% das pessoas que responderam à pesquisa se demonstraram satisfeitas com as amizades no trabalho. O levantamento entrevistou 2.290 profissionais no Brasil. Entre eles, é possível encontrar desde de analistas-assistentes, com salário em torno de R$ 2 mil, até diretores, com vencimentos mensais na casa dos R$ 30 mil.

Os maiores problemas relatados pelos entrevistados são a falta de reconhecimento profissional e a falta de satisfação pessoal com o trabalho – juntos, somam 67%. Salários e benefícios representam apenas 12,3%. “Isso demonstra uma tendência que permeia negócios de todos os mercados e que causa enorme impacto na produtividade das empresas, independentemente do cargo que a profissional ocupa”, comenta Sandro San, consultor de negócios.

Para te ajudar a identificar se você está em um momento parado no trabalho, separamos 5 situações que não contribuem para o seu desenvolvimento profissional e o que fazer para que isso não ocorra. Confira:

1 – Expectativa x realidade

Na maioria das vezes, escolhemos nossas carreiras muito cedo. E a chance de descobrir que não era bem aquilo que queríamos é grande. A mesma profissão pode ter várias áreas de atuação e se encontrar no que faz é o primeiro passo para realizar-se no trabalho. Para quem está começando ou pretende mudar de atividade, a dica é pesquisar a fundo como é o dia a dia no trabalho e alinhar as suas expectativas com a realidade.

2 – Insatisfação com a função

Trabalhar em algo que não gosta pode ser o pontapé inicial para você se sentir desanimada. Gastar energia com o que não te faz feliz irá te atrapalhar a desenvolver-se e pode, inclusive, prejudicar sua carreira. Se pretende permanecer na mesma empresa, converse com seus superiores e veja a possibilidade de mudar de área.

Caso queira mudar de profissão, pesquise bastante antes de escolher o próximo passo. Considere todas as suas aptidões e busque por qualificação. Pondere, ainda, sobre as oportunidades do mercado de trabalho.

3 – Falta de objetivos

Não ter objetivos claros em relação ao trabalho irá te atrapalhar a traçar um bom plano de carreira. Pessoas sem foco tendem a não encontrar uma função que realmente lhes agradam e acabam por ficar desmotivadas. Planeje cada passo, invista em profissionalização e procure melhorar seu networking.

motivacao-carreira

4 – Problemas com a equipe de trabalho

Ninguém está livre de encontrar chefes e colegas de trabalho com ideias diferentes. “Se a pessoa não se sente apoiada e com as suas necessidades profissionais sem a devida atenção, ela naturalmente irá procrastinar e deixar de fazer atividades que sejam importantes”, pontua a especialista em Programação Neurolinguística (PNL) e empresária Mileine Vargas.

Converse com seu superior para alinhar suas expectativas com o trabalho da equipe e expresse os eventuais problemas que tenha. O diálogo, nessas horas, pode ser a melhor saída para melhorar o ambiente e o relacionamento no emprego.

5 – Permanecer na zona de conforto

Para alcançar o sucesso profissional é importante sempre se reciclar e não parar de estudar. Permanecer na zona de conforto apenas contribuirá para você se sentir mais desmotivada ainda. Busque por novos objetivos, trace metas e procure se conhecer cada vez mais. Assim, em algum momento, realizará seus sonhos profissionais.

“As coisas não ficam boas nem ruins da noite para o dia. Tudo acontece lentamente. É importante se dar conta de que entrar na zona de conforto é um alerta de que as coisas não estão bem. Os problemas podem ser tanto de ordem pessoal quanto dentro do próprio ambiente de trabalho”, conclui Mileine.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Gabriella Bertoni

Gabriella Bertoni

Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

close