6 em cada 10 brasileiros não gostam de cuidar das finanças pessoais

6 em cada 10 brasileiros não gostam de cuidar das finanças pessoais

Se você é leitora do Finanças Femininas, deve saber bem sobre a importância de cuidar das suas finanças pessoais. Mas esse hábito não é muito benquisto: 58% dos brasileiros não gostam de dedicar tempo para cuidar das próprias finanças, aponta levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Ou seja, seis em cada dez pessoas admitem que nunca ou somente às vezes gostam de dedicar tempo a essa atividade.

A pesquisa foi feita em todas as 27 capitais com 805 consumidores acima de 18 anos, de ambos os gêneros e de todas as classes sociais, e deu origem ao relatório “Hábitos Dos Brasileiros Em Relação Ao Uso Do Dinheiro”.

Essa desorganização tem suas consequências: 17% dos entrevistados sempre ou frequentemente precisam usar cartão de crédito, cheque especial ou até mesmo pedir dinheiro emprestado para conseguir pagar as contas do mês. Esse percentual aumenta para 24% entre os mais jovens.

No entanto, também é de conhecimento da maioria dos participantes que ter uma vida financeira equilibrada pode, sim, trazer mais tranquilidade – 56% deles disseram que se sentem melhor quando fazem um planejamento das despesas para os próximos seis meses.

O problema é que nem sempre isso é colocado em prática, visto que 48% deles nunca ou somente às vezes fazem um planejamento cuidadoso para os meses seguintes. O mau hábito é ainda mais forte entre as classes C, D e E – consumidores de renda mais baixa -, cujo percentual sobe para 51%.

O estudo também analisou a quantas anda o hábito de se planejar para realizar um sonho de consumo, descobrindo que ele não é comum para a maioria dos consumidores. Apenas 48% da amostragem estabelece metas e as segue à risca quando almeja algo de maior valor, como um carro, casa ou viagem. Esse comportamento é mais comum entre as classes A e B, com percentual de 59%. Há, ainda, os 38% que nem sempre possuem planos para o futuro. Lembrando que, para realmente ter motivação para guardar dinheiro, é fundamental ter um objetivo firmado.

financas-pessoais-02

Matemática? Não, obrigada

Infelizmente, ainda tem muita gente que acha que é preciso ser bom de matemática para ter as finanças pessoais sob controle. De acordo com o SPC, 61% dos entrevistados acreditam que informações numéricas são úteis na vida financeira diária, e 62% acham que aprender a interpretar números é importante para tomar boas decisões financeiras.

Sim, interpretar números é muito útil. Porém, não é preciso fugir do assunto, 19% dos entrevistados não costumam prestar atenção em assuntos que envolvem números, percentual que aumenta para 24% entre os homens e 27% entre os mais jovens.

Sem falar que 39% da amostragem nunca ou só às vezes calcula o quanto paga de juros ao parcelar uma compra. Quando parcela uma compra, um terço (33%) dos brasileiros nem sempre sabe se já têm outras prestações rolando no cartão de crédito – as quais comprometem o orçamento.

Como fugir das estatísticas

Segundo o estudo, somente três em cada dez (31%) brasileiros garantem que procuram dicas de especialistas sobre a gestão da vida financeira sempre ou frequentemente. Já 25% assumem que vão atrás desse tipo de informação apenas às vezes.

Desculpas não serão aceitas: “Hoje, com a facilidade de acesso à internet, esse número poderia ser muito maior. Há uma grande oferta de conteúdo de qualidade e gratuito em portais, vídeos e até mesmo nas redes sociais que tratam da relação com o dinheiro de forma leve, descomplicada e aplicada às situações comuns do dia a dia”, comenta José Vignoli, educador financeiro do portal ‘Meu Bolso Feliz’ e parceiro do SPC Brasil.

Então, se você realmente quiser ter finanças saudáveis, busque informações e, o mais importante, aplique-as na sua vida. Comece pelo Finanças Femininas: acompanhe nosso site, veja nossos vídeos no YouTube e cuide do seu bolso!

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close