7 dicas para escolher o seguro do seu carro

28 de março de 2016 - Por

escolha-seguro-carro

quem ama, compartilha!

Você tirou a carteira de habilitação, economizou e comprou o seu carro. Chegou a hora então de escolher um seguro que ofereça segurança contra roubos e acidentes, danos e imprevistos. Antes de definir a sua apólice, é fundamental fazer uma boa pesquisa.

As mulheres, apontadas em pesquisas como mais cautelosas para dirigir, geralmente conseguem seguros mais baratos que os homens.

Veja algumas orientações para escolher o seu seguro:

1 – Faça orçamentos de seguros antes de comprar o carro

Mesmo que você ainda não tenha comprado seu carro, pode fazer orçamentos de seguros. Eles poderão, inclusive, interferir em sua decisão sobre qual automóvel comprar. Alguns modelos, por exemplo, exigem um valor de seguro bastante elevado por serem muito visados por ladrões.

2 –  Compare preços e benefícios

Compare os preços e os benefícios em várias seguradoras. Para ter a certeza de que está fazendo uma boa pesquisa, compare coberturas semelhantes.

3 – Procure um corretor

Com a ajuda de um corretor, será mais fácil fazer orçamentos com diversas seguradoras. Ele poderá informar sobre as diferentes opções de coberturas e serviços disponíveis e apontar as vantagens e desvantagens de cada seguradora. Mas lembre-se de procurar corretores que estejam habilitados pela Superintendência Nacional de Seguros (Susep).

seguro_carro_mulheres
4 – Pesquise sobre a reputação da corretora e da seguradora

É essencial que você confie na sua seguradora, pois é a ela que precisará recorrer em momentos potencialmente estressantes, como acidentes ou roubo. Por isso, para evitar riscos antes de fechar negócio, informe-se sobre a reputação de sua corretora e de sua seguradora. O site do Fenacor fornece informações sobre as corretoras de seguro, enquanto as reclamações sobre seguradoras podem ser conferidas no site do Reclame Aqui.

5 – Utilize itens de segurança

Itens de segurança-  como rastreadores ou bloqueador – e dispositivos antifurto reduzem riscos e te ajudam a conseguir descontos.

6 – Avalie suas necessidades e condições

Antes de contratar o seguro, faça uma avaliação de suas necessidades, levando em conta seu perfil e hábitos, se precisará ou não de serviços adicionais e coberturas amplas ou apenas de serviços essenciais. Estude suas condições financeiras para contratar um seguro que esteja de acordo com sua realidade e assim evitar dificuldades futuras.

7 – Estude atentamente o valor da franquia

O valor da franquia precisa ser avaliado de forma cuidadosa.A franquia é a parte que o segurado irá pagar para que o seguro faça a reparação ou entregue a indenização do veículo em caso de sinistro.Se o prejuízo causado por um acidente não superar o valor da franquia, o pagamento do conserto será de responsabilidade do segurado. Pesquise sobre os custos mais comuns e escolha o valor mais apropriado à sua realidade.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

saiba-o-que-nao-fazer-com-o-seu-decimo-terceiro-salario

6 de dezembro de 2019

Muita gente usa o 13° salário para pagar as dívidas, ajudar nas contas de final e início do ano. Mas existe um erro comum com esse dinheiro extra que muita gente comete e pode comprometer sua vida financeira. Descubra!

5 maneiras de ganhar dinheiro extra que você sabia

26 de novembro de 2019

Moedinhas que você encontra dentro da bolsa? Não! Existem algumas maneiras de ganhar dinheiro extra que você provavelmente não sabia. Saiba mais.

como-usar-o-seu-13o-salario-com-sabedoria-neste-final-de-ano

25 de novembro de 2019

Uma das grandes alegrias do final de ano é o 13º salário. O dinheiro extra é um respiro no orçamento e pode ser utilizado para pagar dívidas. Confira as dicas!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas