7 ótimos motivos para não emprestar o cartão de crédito

25 de outubro de 2019 - Por

7-otimos-motivos-para-nao-emprestar-o-cartao-de-credito

quem ama, compartilha!

Pedir e emprestar o cartão de crédito é um hábito razoavelmente comum entre os brasileiros. Segundo um levantamento recente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 74% das pessoas solicitam o cartão de crédito emprestado para o pagamento de compras. A pesquisa foi feita com 805 consumidores de todo o Brasil.

Porém, o que começa com a vontade de ajudar pode acabar em uma fria. A probabilidade de o amigo ou familiar não pagar o que deve e lhe deixar endividada é grande. Isso pode prejudicar tanto as finanças quanto o relacionamento das duas partes. Então, antes de ceder ao pedido, leia alguns motivos para ponderar se você realmente deve emprestar o cartão de crédito.

Ficar endividada

Quando você empresta certa quantia, o combinado ficará entre vocês, sem a interferência de agentes financeiros e taxas de juros altas. No entanto, a dívida do cartão é muito mais agressiva. Neste empréstimo, existe o grande risco de a pessoa não pagar o que deve e você ter que bancar a fatura para não ficar endividada. Se não conseguir, terá que arcar com os juros estratosféricos de 307,2% ao ano, segundo levantamento do Banco Central. Se não pagar essa dívida, você ficará com o nome sujo.

Você pode ficar sem limite no cartão

Sempre incentivamos nossas leitoras a preferirem compras à vista para conseguirem descontos e terem controle financeiro. Porém, eventualmente, você pode precisar passar algo no cartão de crédito e, bem nesse momento, descobrir que está sem limite, já que foi todo usado por sua amiga (o). Caso isso aconteça, você terá que esperar todas as parcelas serem quitadas.

Fique atenta ao motivo do pedido

Já parou para pensar o que aconteceu para essa pessoa lhe pedir o cartão de crédito? As possibilidades não são muito boas. Ela pode, por exemplo, ter se descontrolado, estourado o limite do próprio cartão e está endividada. Ou, quem sabe, não tenha conseguido um cartão em seu nome por ter score de crédito baixo – entenda como isso funciona clicando aqui. A pesquisa do SPC Brasil e da CNDL apontou que 30% das pessoas que pediram o nome emprestado estavam com o limite estourado no cheque especial ou cartão de crédito. Fique de olho!

Cuidado para não acabar com o nome sujo

Se ela não lhe pagar o que deve, quem precisará arcar com o débito é você. E, se você também não conseguir arcar com a dívida, é seu nome que estará em jogo. É a sua fatura que acumulará juros, seu score de crédito que acabará mais baixo e, na pior das hipóteses, ficará com o nome sujo.

Cair na malha fina

Grandes movimentações financeiras – que não sejam compatíveis com a sua renda declarada – podem chamar atenção da Receita Federal. Então, sobrará para você a tarefa de se justificar ao órgão – e comprovar o empréstimo pode dar muito trabalho.

Negar o empréstimo pode ser a ajuda que a pessoa precisa

Imagine que esse amigo ou parente tem um problema de consumismo – e já está em uma situação delicada, talvez endividada por causa disso. Ao emprestar o cartão, você apenas dará, como diz a sabedoria popular, mais corda para essa pessoa se enforcar. O melhor a ser feito é negar o empréstimo e ter em mente que, na verdade, você também está fazendo isso pelo bem dela.

Abalar a amizade

De acordo com a pesquisa, o empréstimo do nome pode estremecer o relacionamento entre as duas partes. A amizade ficou abalada em 51% dos casos em que a pessoa não pagou o valor do débito. O estudo também apontou que apesar da ajuda, 49% das pessoas que pediram o nome emprestado não emprestariam o seu próprio nome, em caso de receber o mesmo pedido. Entre as justificativas, 30% dos entrevistaram disseram ter receio de que a pessoa não pague e 28% são cautelosos porque conhecem pessoas que emprestaram o nome e tiveram problemas por isso.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

cadastro-positivo-verdades-e-mentiras-sobre-o-banco-de-dados

11 de novembro de 2019

Consumidor receberá notificação sobre a inclusão de suas informações no Cadastro Positivo. É possível sair do banco de dados. Leia mais.

vício-em-cartão-de-crédito-pode-arruinar-sua-vida-financeira

8 de novembro de 2019

O vício de compras parceladas no cartão de crédito pode te deixar com a conta no vermelho. Saiba como organizar sua vida financeira.

cartao-de-credito-novas-regras(2)

1 de novembro de 2018

Se você costuma utilizar bastante o seu cartão de crédito, cuidado! A partir de agora, os bancos podem reduzir o limite sem aviso prévio. Saiba como isso pode te afetar.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas