Apesar do cenário político hostil, Bolsa fecha em alta nesta quarta (25)

25 de março de 2020 - Por

Apesar de crise política e coronavírus, bolsa tem alta

quem ama, compartilha!

Esse texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: +7,5% (74.955 pts)

Dólar: -0,93% (R$ 5,03)

Casos de coronavírus: 2433 confirmados e 57 óbitos (fonte: Ministério da Saúde)*

As boas-novas vindas dos Estados Unidos animaram as bolsas do mundo inteiro nesta quarta-feira (25). O Ibovespa, por exemplo, chegou a registrar 76.477,96 pontos na sua máxima do dia, por volta das 14h40 – uma alta de 9,68%. A disparada apenas desacelerou com a notícia de que a votação poderá ser adiada.

Falamos sobre o pacote que os EUA prepararam para lidar com a crise no resumo de ontem – que você pode checar na íntegra aqui. Resumidamente, serão aproximadamente US$ 2 trilhões (mais de R$ 10 trilhões) voltados para enfrentar os efeitos econômicos do coronavírus no país. Há grande expectativa para que este, que é o maior pacote de estímulos econômicos da história, seja aprovado pelo senado americano ainda hoje.

Foi assim que os principais índices do mundo fecharam:

Dow Jones (EUA): +2,39%
S&P500 (EUA): +1,15%
Nasdaq (EUA): -0,45%
CSI300 (Xangai e Shenzhen, China): +2,69%
SSEC (Xangai, China): +2,17%
Nikkei (Tóquio, Japão): +8,04%
KOSPI (Seul, Coréia do Sul): +5,89%
Straits Times (Cingapura): +6,07%
S&P/ASX 200 (Sidney, Austrália): +5,54%

Por que você tem que saber? O efeito deste pacote econômico melhorou os humores do mercado em terras brasileiras, conforme já explicamos. Apesar de esse ter sido um pequeno refresco, ainda não podemos esperar estabilidade no mercado financeiro, especialmente com os ânimos acirrados no cenário político brasileiro.

Para analistas do mercado, ainda não existe tendência de alta no curto prazo. Por isso, seguiremos pedindo calma para as leitoras: aja com racionalidade e não mexa no seu dinheiro por ora, a não ser que seja necessário.

Apesar de crise política e coronavírus, bolsa tem alta

Presidente critica quarentena por coronavírus, gerando instabilidade política

Em pronunciamento feito em cadeia nacional na última terça-feira (24), o presidente da República Jair Bolsonaro fez crítica ao pedido de governadores e especialistas para que a população fique em casa. Ele também foi contundente ao seu mostrar contra o fechamento temporário de escolas e comércio.

O discurso repercutiu negativamente em diversos setores da sociedade, incluindo governadores, senadores, deputados, OAB, STF e até mesmo políticos que, até então, eram aliados, como Ronaldo Caiado (DEM), governador de Goiás.

Por que você tem que saber? A recomendação de que todos fiquem em casa partiu da OMS e de diversas autoridades em epidemiologia. A medida busca “achatar” a curva de transmissão para evitar colapsos nos sistemas de saúde e na economia. Por aqui, a previsão da JP Morgan é que os casos de COVID-19 no Brasil aconteçam em meados de abril:

Apesar de crise política e coronavírus, bolsa tem alta

Neste gráfico, a linha vermelha representa o cenário mais pessimista, enquanto a verde mostra o cenário otimista e o azul o mais factível, de acordo com a JP Morgan. Uma visão similar é compartilhada pelo governo de São Paulo, pelo presidente do hospital Albert Einsten, o médico-cirurgião Sidney Klajner, e pelo ministro da Saúde, Henrique Mandetta.

Vale, ainda, lembrar que o novo coronavírus já vitimou mais de 20 mil pessoas ao redor do mundo até o fechamento deste texto, de acordo com o site Worldometer. A Itália já chegou a registrar 743 mortes em apenas um dia, de acordo com a Agência de Proteção Civil do país.

Tesouro Direto enfrenta três suspensões da negociação nesta quarta-feira

A grande volatilidade dos títulos interrompeu novamente as negociações no programa. A primeira suspensão aconteceu de manhã, antes das 10h; a segunda por volta das 15h; a quinta, já depois das 17h. Durante o período de interrupção, só era possível negociar títulos do Tesouro Selic.

Por que você tem que saber? Para evitar sustos caso queira negociar seus títulos – e, quem sabe, deixar para vender ou comprá-los em outro momento. Essas paralisações vem acontecendo com frequência em tempos de crise do coronavírus.

*Até o fechamento do texto

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

Coronavírus derruba a Bolsa nesta sexta

27 de março de 2020

As más notícias sobre o coronavírus chegaram do mundo inteiro, o que afetou a Bolsa e o mercado financeiro. E como isso vai te impactar? Veja aqui!

Projeção do PIB para este ano é de zero, segundo Banco Central

26 de março de 2020

Impacto do coronavírus na economia é grande. Além disso, 3,28 milhões de pessoas deram entrada no seguro-desemprego nos EUA. Tudo isso vai te afetar, sim; veja como

Coronavírus: mercado financeiro tem alta nessa terça-feira

24 de março de 2020

Em meio à crise do coronavírus, o mercado financeiro teve um dia de boas notícias. Mas população pobre continua sofrendo. Veja como isso te afeta.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas