Aprenda a se desapegar do que não precisa em 5 passos

19 de maio de 2018 - Por

desapego-roupas

quem ama, compartilha!

*Carolina Camocardi

Desapego é o primeiro passo do consumo consciente. Não adianta comprar corretamente se você não consegue se desfazer do que está parado. Estamos falando do entrelace de duas faces da mesma questão.

O consumo está ligado ao desejo, enquanto o acúmulo está relacionado ao apego. Quando saciamos o desejo, criamos o apego e um novo desejo nasce. Esse é o ciclo vicioso. Como explica o mestre budista Lama Michel Rinpoche: “A natureza do desejo é a insatisfação. Assim que conseguimos satisfazer um desejo, essa satisfação começa a diminuir, até acabar. Quanto mais se satisfaz os desejos, mais se tem necessidade de se obter coisas novas e diferentes”.

Combatendo o acúmulo, conseguimos trabalhar o desapego e, assim, controlar novos desejos desnecessários.

Passo 1: não usa há mais de um ano? Tchau.

Há quanto tempo você não usa aquele item que pode ser lindo, caro e atemporal, mas sem função? Crie uma regra: se não usar por x meses, tire do armário. Atenção: o ideal é que esse tempo não seja superior a um ano. Essa pergunta também vale para aquelas peças ainda com etiqueta. Se comprou e não usou, simplesmente esqueça. A chance de usar só diminui com o passar do tempo.

Passo 2: não serve, desapegue-se.

Se alguma roupa está grande ou pequena, só ocupa espaço e afeta o emocional. Guardar pensando em usar algum dia é uma ilusão dolorosa. Talvez esse dia não chegue nunca e aquela pilha de roupas só lembrará que você não é mais como gostaria de ser. Chega de sofrer, esse processo é masoquista. Todo mundo muda o tempo todo, até as modelos magras e altas mudam, acredite. Vire essa página. Pare de se lamentar e aumente a autoestima. Garanto que abrir um armário onde só se encontra roupas que te servem ajudará no processo.

Passo 3: não é meu estilo. Está fora.

Por alguma razão, achamos que precisamos ter algumas coisas que não fazem sentido. Muitas vezes isso acontece por não sabermos quem somos e a insegurança nos torna vítimas da moda. Olhe para o objeto e pergunte sinceramente se você gosta dele. Ele é compatível com a fase de vida em que você está? Combina com seu estilo? Reflete sua personalidade? Autoconhecimento faz parte do caminho da tomada de consciência.

roupas-desapego

Passo 4: essa roupa não foi feita para mim. Adeus.

Muitas vezes a peça não é nossa e pronto. Ela foi feita para outra pessoa, mas ficamos ali insistindo, como em um relacionamento destrutivo. Brigando para encaixar e tornar confortável. Esqueça. Brigar desgasta muita energia e arrumar a roupa o tempo todo é uma verdadeira batalha. Quando a peça é feita para o seu biotipo, ela cai como uma luva. Você se sente plena e feliz. Tudo está no seu lugar certo. Se não for o caso, é hora de dizer adeus.

Passo 5: essa roupa tem a cara de quem? Presenteie.

Realmente essa peça tem a cara de fulana. Alguns itens mudam de dono em algum momento e isso é bem natural. A roupa também tem um tipo de “alma”, de energia, que “de uma hora para outra”, vira a cara de alguém. Se for assim, deixe a roupa ser feliz com outro dono. Dá uma satisfação enorme ver aquela peça ficar mais bonita em uma amiga do que parada no armário. Mas não doe aleatoriamente. Na dúvida, prefira investir em bazares e projetos sociais.

*Carolina Camocardi é personal stylist e trabalha com o conceito da imagem consciente. Desenvolve consultorias personalizadas com foco no autoconhecimento da própria imagem, desconstrução de paradigmas e reorganização visual e conceitos. 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Camocardi
Carol Camocardi

Leia em seguida

como-economizar-dinheiro-fazer-compras 01

25 de janeiro de 2019

Saber como economizar dinheiro não é só pesquisar preços: você PRECISA se fazer essas 4 perguntas básicas. A primeira: vale a pena? Conheça as outras!

consumo-consciente-desafio-6-meses-sem-compras

30 de novembro de 2018

Depois de alguns deslizes e muita luta, Carol Sandler concluiu o Desafio 6 meses sem compras e viu sua vida mudar! Quer mudar sua vida? Então, veja como aderir!

compras-consumo

4 de junho de 2018

Já parou para refletir no significado das suas compras e como isso impacta o meio ambiente? Isso é extremamente importante. Para te mostrar o porquê, trouxemos algumas ideias sobre o consumo consciente. Confira!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas