Bolsas do mundo todo fecham em queda com tombo recorde do PIB dos EUA

30 de julho de 2020 - Por

Bolsas do mundo todo fecham em queda com tombo recorde do PIB dos EUA

quem ama, compartilha!

Este texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: -0,56% (105.008 pontos)

Dólar: -0,26% (R$ 5,15)

Casos de coronavírus: 2.566.765 confirmados e 90.383 mortes*

Resumo:

  • Bolsas do mundo inteiro sofrem perdas nesta quinta-feira, incluindo a B3;
  • PIB dos Estados Unidos no segundo trimestre sofre derrete 32,9%, a maior queda da história;
  • Brasil já perdeu 90 mil vidas para coronavírus;
  • empresas listadas na Bolsa divulgam balanços que decepcionam mercado, colaborando com queda do Ibovespa;
  • Caixa anuncia empréstimos com garantia de imóvel;
  • Índice que corrige o aluguel acelera alta a 2,23% em julho, aponta FGV.

Pressões internas e externas colaboraram para que o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores, fechasse em queda nesta quinta-feira (30). O efeito dominó começou nos mercados da Ásia, continuou na Europa e se aprofundou nos Estados Unidos. A maior parte do globo viu seus índices derretendo hoje.

Os EUA sofreram o maior tombo na economia em toda sua história: uma queda de 32,9% no segundo trimestre, de acordo com o Departamento de Comércio do país, consequência principalmente do impacto do coronavírus. Já o PIB da Alemanha no mesmo período teve queda de 10,1%.

A pandemia também foi responsável pelas quedas na Ásia. Tóquio, capital do Japão, registrou recorde de casos, reacendendo o alerta de uma nova onda de COVID-19. O estado da Flórida (EUA) registrou, pela primeira vez, mais de 200 óbitos em um dia só. Por aqui, ultrapassamos as 90 mil mortes confirmadas.

Ainda falando em Brasil, os resultados dos balanços de empresas listadas na B3 que saíram hoje deixaram um gostinho amargo nos investidores. As ações do Bradesco, por exemplo, fecharam em queda de 3,5% diante do lucro líquido 40,1% menor no segundo trimestre de 2020, ante ao mesmo período de 2019. Os papéis do Banco do Brasil, Itaú, Petrobras, Vale e Ambev também sofreram perdas ao longo do dia.

Ao todo, foram 33 das 75 ações no Ibovespa que fecharam em baixa.

Bolsas do mundo todo fecham em queda com tombo recorde do PIB dos EUA

Caixa anuncia empréstimos com garantia de imóvel

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou nesta quinta-feira que disponibilizará empréstimos que têm imóvel como garantia, o chamado home equity – já falamos sobre essa modalidade aqui.

Este tipo de crédito permite menores taxas de juros no empréstimo pessoal. No entanto, estará disponível apenas para imóveis livres de ônus, ou seja, que não têm garantia para nenhum outro banco nem para a Caixa. Poderá ser oferecidos como garantia tanto imóveis residenciais quanto comerciais.

A contratação poderá ser feita a partir de 3 de agosto, com taxas pela TR, IPCA ou taxa fixa, sendo essas as condições:

  • IPCA: taxa a partir de 0,6% ao mês num prazo de até 15 anos com garantia de até 50% do valor do imóvel
  • TR: taxa a partir de 0,7% ao mês num prazo de até 15 anos com até 60% do valor do imóvel
  • Taxa fixa: taxa a partir de 0,8% ao mês num prazo de até 15 anos com até 60% do valor do imóvel

Índice que corrige o aluguel acelera alta a 2,23% em julho, aponta FGV

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), que corrige o aluguel, acelerou teve alta de 2,23% em julho, ante ao avanço de 1,56% em junho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

Desta forma, o índice acumula alta de 6,71% no ano e de 9,27% em 12 meses. Em julho do de 2019, o IGP-M havia subido 0,40%, tendo acúmulo de 6,39% em 12 meses.

*Até o fechamento do texto. Fonte: levantamento feito por jornalistas de G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) [email protected]

Leia em seguida

Ações dos grandes bancos têm desvalorização e arrastam Bolsa para o vermelho

4 de agosto de 2020

Itaú liderou as quedas na Bolsa e 66 das 75 ações do Ibovespa fecharam em baixa. O que houve para quase todo mundo cair junto? Entenda de um jeito simples!

Bolsas do mundo fecham no azul, mas Ibovespa fica no zero a zero

3 de agosto de 2020

Crescimento da indústria na zona do euro e China impulsionaram as bolsas do mundo, mas o Ibovespa amargou o zero a zero. Entenda o motivo.

Bolsa cai 2%, mas fecha o mês no azul pela quarta vez consecutiva

31 de julho de 2020

Apesar da queda do dia, esperança com uma possível vacina contra o coronavírus ajudou julho a fechar em alta. Saiba o que mais rolou no mercado financeiro.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas