Cautela entre os investidores prevalece e Ibovespa fecha com queda 0,45%

9 de outubro de 2020 - Por

Cautela entre os investidores prevalece e Ibovespa fecha com queda 0,45%

quem ama, compartilha!

Este texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: -0,45% (97.483 pontos)
Dólar: -1,11% (R$ 5,5259)
Casos de coronavírus: 5.035.744 confirmados e 149.189 mortes*

Resumo:

  • Cautela pré-feriado e petróleo fazem Ibovespa cair;
  • Banco Mundial estima melhora para o PIB brasileiro em 2020;
  • Inflação sobe para 0,64% em setembro;
  • Rendimento da poupança perde para inflação no acumulado de 12 meses.

O Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira (9) em queda de 0,45% aos 97.483,31 pontos. O tombo foi influenciado pela queda das ações da Petrobras, que tem forte participação na bolsa e acabou pressionando o índice para baixo, mas também pelo feriado prolongado que esfria as negociações no mercado.

A queda no preço do barril de petróleo foi impulsionada pela demanda e a alta no número de casos de Covid-19 na Europa. Com esses movimentos e a cautela predominando, as ações ordinárias da Petrobras fecharam o dia de negociações em queda de 3,30% e as preferenciais, caíram 3,13%.

O risco fiscal e o receio com teto de gastos seguem no radar de preocupação dos investidores, mas mesmo assim o Ibovespa encerrou a semana com alta de 3,69%, influenciado pelo otimismo dos norte-americanos que aguardam ansiosos a aprovação do pacote para impulsionar a economia dos Estados Unidos.

O dólar comercial fechou o dia em queda de 1,11%, aos R$ 5,5259. Na semana, acumulou queda 2,52%.

Estimativa para PIB brasileiro encolhe para 5,4% em 2020, diz Banco Mundial

O Banco Mundial reduziu a projeção de desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro para 5,4% em 2020, de acordo com o relatório “O Custo de se Manter Saudável” divulgado nesta sexta-feira (9) pela instituição. Na estimativa anterior, divulgada em junho, o recuo era de 8%.

O Ministério da Economia, porém, estima uma queda de 4,7% da economia brasileira este ano.

A expectativa para 2021 também melhorou e o Banco Mundial prevê alta de 2,2% para 3% no PIB. Já em 2022, a expectativa de crescimento é de 2,5%.

No documento, a instituição afirma que a América Latina e o Caribe, que engloba 28 países, foi a mais atingida pela pandemia do novo coronavírus com impactos na redução da demanda internacional, o colapso no setor de turismo e as consequências dos meses de isolamento.

Para a região, o Banco Mundial prevê queda de 7,9% no PIB, mas “há alguns sinais de que o impacto pode ser menos grave do que o temido inicialmente”, diz o documento.

O relatório ainda aponta que as ações de transferência de renda implementadas pelos países durante a pandemia tiveram impacto significativo na atividade econômica. De acordo com o Banco Mundial, cinco dos dez programas de maior cobertura populacional estão na América Latina e Caribe e que o efeito multiplicador dos projetos é maior na região do que em economias desenvolvidas.

Cautela entre os investidores prevalece e Ibovespa fecha com queda 0,45%

Alimentos e gasolina puxam Inflação para 0,64% em setembro

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, subiu 0,64% em setembro, acima da altade 0,24% registrada em agosto, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o maior avançopara o mês de setembro desde 2003, quando o indicador foi de 0,78%.

No acumulado do ano, o IPCA registrou alta de 1,34% e, em 12 meses, de 3,14%, acima dos 2,44% de agosto. Com esse resultado, a inflação está abaixo da meta de 4% estabelecida pelo governo, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

A alimentação e bebidas foram responsáveis pela maior variação (2,28%) e o maior impacto (0,46 p.p.) na inflação, puxado por alimentos para consumo em casa (2,89%). O aumento nos preços do óleo de soja (27,54%) e do arroz (17,98%) já acumulam altas de 51,30% e 40,69% no ano. Juntos, os produtos tiveram impacto maior (0,16 ponto percentual) que as carnes (0,12 ponto percentual).

Outros produtos que subiram e impactaram as famílias foram o tomate (11,72%) e o leite longa vida (6,01%). No entanto, caíram os preços da cebola (-11,80%), batata-inglesa (-6,30%), alho (-4,54%) e das frutas (-1,59%).

Além de alimentos e bebidas, seis grupos também tiveram alta em setembro. Entre eles estão os artigos de residência (1,00%), os transportes (0,70%) com a gasolina registrando alta de 1,95% – é o subitem de maior peso no IPCA – e a habitação (0,37%).

Poupança acumula perdas para a inflação nos últimos 12 meses

Apesar da poupança ser a aplicação favorita dos brasileiros, diversos especialistas já alertaram para a baixa rentabilidade. Com o avanço do IPCA, como você acabou de ler, o investimento fica ainda mais prejudicado. Nos últimos 12 meses, se descontada a inflação do período, a caderneta acumula perdas de 0,46%, indica o levantamento da Economatica.

Em agosto de 2020, a poupança ainda tinha rentabilidade positiva de 0,45%, descontando a alta dos preços no mês. Sem descontar o IPCA do período, a caderneta registra rendimento nominal de 2,67%.

*Até o fechamento do texto. Fonte: levantamento feito por jornalistas de G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) [email protected]

Leia em seguida

Forte alta nas ações dos bancos impulsionam Ibovespa que subiu 2,51%

8 de outubro de 2020

O risco fiscal saiu do radar por hoje e o Ibovespa teve um dia de negociações positivas. Exterior também refletiu no mercado brasileiro. Veja mais.

Ibovespa cai com rumores sobre Auxílio Emergencial até 2021 e risco fiscal elevado no Brasil

7 de outubro de 2020

A forte instabilidade política e fiscal no Brasil ofuscaram os ventos positivos que sopraram do exterior. Leia mais.

Promessa do Renda Cidadã fica para depois e Ibovespa cai 0,49%

6 de outubro de 2020

O novo Renda Cidadã seria apresentado nesta quarta-feira (6), mas no fim da tarde foi anunciado que o projeto ficaria para semana que vem. Leia mais.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas