Com a Selic a 5,5 %, investimentos em renda fixa ainda valem a pena?

19 de setembro de 2019 - Por

com-a-selic-a-5-5-investimentos-em-renda-fixa-ainda-valem-a-pena

quem ama, compartilha!

A taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, caiu 0,5 ponto percentual e alcançou o patamar de 5,5% ao ano. Foi o segundo corte consecutivo de 2019, efetuado pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). O anúncio aconteceu nesta quarta (18) e confirmou a expectativa da maioria dos especialistas do mercado.

No penúltimo encontro, realizado em julho, os membros do Comitê já tinham reduzido a taxa básica de juros de 6,5% para 6% ao ano. Vale lembrar que, naquele momento, a reforma da Previdência havia sido aprovada em 1° turno na Câmara dos Deputados. Com o novo corte, a Selic atinge o menor nível da série histórica iniciada em 1996.

Isso acontece porque, dentro da política monetária brasileira, a taxa Selic tem a função de controlar a inflação. Em geral, quando o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) – que calcula a inflação do país – está alto, o Banco Central sobe a taxa básica de juros para reduzir o consumo e forçar a redução de preços.

Por outro lado, com a inflação em queda, o BC reduziu a Selic para estimular o consumo e o crescimento econômico. Segundo o comunicado divulgado pelo Copom, as diversas medidas de inflação encontram-se em níveis confortáveis.

O Comitê afirma que a “percepção de continuidade da agenda de reformas afeta as expectativas e projeções macroeconômicas correntes” e considera que os avanços das reformas são fundamentais para a melhora do cenário econômico. Leia a nota completa clicando aqui.

Em agosto, o IPCA acumulado dos últimos 12 meses ficou em 3,43%, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). As projeções do Boletim Focus – publicação online semanal do Banco Central – divulgado no dia 16 de setembro, apontam que a inflação ficará em 3,45% no final deste ano. O percentual fica dentro da meta do governo federal de manter a inflação em 4,25%.

Juros dos EUA

O Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos) também reduziu a taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual, deixando-a na faixa entre 1,75% e 2%. Foi o segundo corte no período de um ano.

Em comunicado oficial, o Fed sinalizou que um novo corte pode ocorrer ainda neste ano, como um contraste ao aumento dos riscos econômicos mundiais. A taxa de juros dos EUA influenciam diversos investimentos e, por isso, pode trazer investidores para o Brasil.

“A queda de juros lá fora é condição desejável para nós. Atrai capital estrangeiro e é boa para a atividade econômica como um todo”, avalia Silvio Paixão, professor de macroeconomia dos cursos de MBA da Faculdade Fipecafi.

Vale a pena investir em renda fixa com Selic em queda?

Diante dessa conjuntura, surgem dúvidas de como ficam os investimentos no Tesouro Selic ou outras aplicações de renda fixa que tem a Selic como parâmetro. Será que ainda vale a pena investir em renda fixa?

“Os investimentos atrelados à Selic ficam menos rentáveis, mas existem boas opções de renda fixa embora sejam menos interessantes no momento. Isso depende de diversos fatores como perfil, prazo e objetivo. Tem um gama de investimentos com a rentabilidade maior que a Selic”, diz Erica Santos, sócia da Ella’s Investimentos.

Com perfil conservador, você pode investir em títulos de renda fixa atrelado ao IPCA, fundos de investimentos e imobiliários.

Se você é uma investidora de perfil mais moderado poderá ousar e investir em renda variável. “Desde que seja um percentual pequeno do seu portfólio, considerando seu prazo e objetivo também. Temos ETFs, fundos de ações e multimercado indicados para o perfil moderado”, recomenda Santos.

Por fim, Santos recomenda a diversificação da sua carteira de investimentos para alcançar maior rentabilidade no futuro. Não esqueça que antes de começar a investir, é importante conhecer seu perfil de risco, pesquisar sobre as aplicações financeiras e contar com a ajuda de profissionais qualificados para orientar sobre os melhores investimentos.

Matéria atualizada às 14h31. 

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) carolnogueira@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

cheque-especial-cuidados-apos-a-nova-regra-do-banco-central

5 de dezembro de 2019

Limite de 8% no juros do cheque especial ainda pode ser uma armadilha para quem tem o crédito disponível. Veja os cuidados na hora de utilizar o valor.

primeiros-passos-para-comecar-a-investir-no-mercado-de-acoes

4 de novembro de 2019

Para investir no mercado de ações, é importante pesquisar e conhecer seu perfil de investidora para escolher as aplicações em renda variável. Veja mais dicas!

selic-cai-para-5%-entenda-os-impactos-nos-juros-que-você-paga

31 de outubro de 2019

O ciclo de queda da Selic se mantém e dessa vez, a taxa básica de juros chegou a 5% ao ano. Contudo, a redução não deve ter muito impacto na sua vida. Saiba mais.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas