Como começar a investir na bolsa?

13 de março de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

“Tenho 26 anos, emprego fixo, sou solteira, não tenho filhos e ainda moro com meus pais. Como meu salário sobra todo mês, gostaria de fazê-lo render num investimento. Pelo que li, a poupança não é um bom negócio agora, apesar de ser o mais fácil. Nem imagino como começar a fazer isso e que caminho percorrer”, Camila Fernandes, arquiteta.

Nossa leitora entrou em contato conosco porque quer começar a investir na bolsa e não sabe por onde. Apesar de muitas mulheres terem as mesmas dúvidas que ela, o número de investidoras na bolsa de valores aumentou significativamente em 2012.

Com este novo movimento das mulheres, as corretora veem nelas as chances de conseguir mais lucros. “Nas famílias brasileiras, normalmente, é a mulher que cuida das contas. Fazem a sua tarefa muito bem feita, se tornando a gerente financeira da família”, diz Samy Dana, Ph.D em Business, professor da FGV e autor de uma coluna no caderno Mercado da Folha de S.Paulo.

Estude para não errar
Poupe dinheiro antes de fazer aplicações e sair gastando tudo. “Não adianta nada investir para ficar inadimplente. Só tome essa decisão quando tiver controle do seu orçamento”, orienta o professor. O perfil ideal para começar a investir na bolsa são aquelas mulheres independentes financeiramente, com controle do orçamento mensal e uma carreira profissional estabilizada

Para não ficar com a sensação de dar tiro no escuro, estude. Como ainda não temos a matéria de educação financeira no ensino básico, vá atrás e conheça mais sobre os investimentos. Use como sua aliada a internet, que está cheia de sites confiáveis para você se inteirar no tema – como o próprio Finanças Femininas!

Começar a lidar com o assunto finanças no seu dia a dia pode ser mais simples do que você imagina. Leia o caderno de economia dos jornais para saber como está a economia no país. Busque livros relacionados ao tema com autores didáticos e do seu interesse. Assista bons filmes que mostrem personagens lidando bem ou mal com dinheiro.

Cada ação em seu momento
Por mais que tenha vontade de investir e saiba bastante sobre o assunto, respeite o seu momento. “As solteiras são o grupo de mulheres que tem mais liberdade de escolher os rendimentos. São elas por elas mesmas. Já as casadas são mais cautelosas, porque respondem pela família. Já a divorciada é bem parecida com a solteira, mas ainda sim tem um pouco mais de cuidado por conta dos filhos”, explica Samy.

O orçamento é fator crucial
Divida a sua renda todo mês em três partes – uma servirá para o pagamento das contas, outra parte para poupar e investir e a terceira você pode utilizar para o seu lazer e consumo no geral.

Respeite a divisão e guarde o valor estipulado mensalmente. “30% é a quantia ideal para guardar do seu salário”, orienta o professor. Mesmo que não consiga separar esta porcentagem, poupe o que conseguir. Todo investimento é um ganho para a sua vida.

Conheça todos os riscos
O possibilidade de poder ganhar ou perder dinheiro com facilidade é mistificado em torno dos investimentos. Isso é verdade, por isso precisa conhecer todos os montantes e saber onde está aplicando o seu dinheiro. Assim não terá sustos e conseguirá atingir os seus objetivos nesse investimento.

“Existe risco em toda promessa de retorno financeiro num investimento. Quando me pedem uma opinião indico os títulos do Tesouro Direto indexadas à inflação. Nesse caso, além da recomposição, ganha cerca de 3,51% em cima da inflação”, explica Samy Dana.

A partir de agora não vale ter medo do desconhecido. Busque entender qual é o mecanismo dos investimentos. Liste quais são os mais interessantes no seu caso e continue procurando fontes para esclarecer quais são as suas dúvidas. Conhecendo mais sobre investimentos você ficará mais segura e com chances de ganho.

Ficou com alguma dúvida? Conte pra gente.

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

fundos-de-investimento-renda-fixa-ou-poupança

13 de fevereiro de 2019

Simulação da Anefac mostra que, com a Selic a 6,5% a.a., poupança bate fundos de renda fixa com taxa de administração alta. Descubra quais!

investimento-imobiliario-ganhar-dinheiro-aluguel-casa-01

12 de fevereiro de 2019

Quer ganhar dinheiro com investimento imobiliário? O primeiro passo é saber como aplicar o dinheiro que você ganha ao alugar casa ou apartamento. Saiba mais!

tudo-sobre-renda-fixa-tesouro-direto-cdb 01

24 de janeiro de 2019

Quer investir em renda fixa mas não sabe por onde começar? Conheça suas opções, entre Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs, RDBs e muito mais!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas