Como cuidar da saúde mental em tempos de coronavírus?

19 de março de 2020 - Por

Como cuidar da saúde mental em tempos de coronavírus?

quem ama, compartilha!

A enxurrada de informações sobre a pandemia do novo coronavírus e o distanciamento social tem produzido sentimento de angústia em muitas pessoas. Diante da incerteza do que irá acontecer nos próximos dias com o aumento exponencial de pessoas com COVID-19 no Brasil, cuidar saúde mental tornou-se algo imprescindível.

“Temos que aproveitar os momentos de crise para tirar algum aprendizado, melhorar a nossa capacidade de adaptabilidade e a partir disso criar formas de proteção para beneficiar a todos”, diz Antônio Geraldo da Silva, presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Por mais que as notícias sejam desesperadoras, é fundamental ter racionalidade ao olhar a pandemia. Não é o momento de entrar em pânico e deixar o medo controlar nossas ações, mas pensar em soluções para lidar com a situação da melhor maneira possível.

Distanciamento social e a solidão

Evitar aglomerações é uma das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a disseminação do novo coronavírus. Portanto, ficar em casa faz parte de uma ação coletiva para proteger todas as pessoas.

No entanto, o distanciamento social pode ampliar a ansiedade e o estresse, sobretudo em quem mora sozinho. Em razão disso, é essencial manter o contato com os familiares e amigos por mensagens, ligações ou chamadas de vídeos. “Ligue para pessoas que você não fala há um tempo. Lembre-se que tem um monte de gente que precisa conversar, porque estão sozinhas e isoladas”, destaca Silva.

Como cuidar da saúde mental em tempos de coronavírus?

Como lidar com a crise de ansiedade e outros transtornos mentais?

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem 18,6 milhões de pessoas ansiosas, representando, o maior número do mundo. Diante do cenário de pandemia, brasileiros que sofrem com ansiedade e outros transtornos mentais, podem experimentar um agravamento dos sintomas, por isso é essencial não passar por esse momento sozinha e procurar ajuda profissional para lidar com a situação.

Preservar e cuidar da saúde mental

Com algumas adaptações, é recomendado seguir uma rotina normal durante o distanciamento social. Entre o home office, reserve um tempo para as refeições, exercícios físicos dentro de casa e entretenimento. Essa é a oportunidade de se dedicar a leitura de livros que você gostaria de ler, mas estava sem tempo. Assistir filmes daquela lista de clássicos e depois comentar com os amigos via mensagem.

Outra forma de cuidar da saúde mental é evitar a enxurrada de informações. É necessário manter-se informada, no entanto ficar o dia inteiro grudada no noticiário da televisão, redes sociais e sites não é saudável e pode gerar ainda mais preocupação, ansiedade e estresse.

Dedique alguns momentos do seu dia para se informar e lembre-se: procure fontes confiáveis e cuidado com as informações que circulam no whatsapp. Muitas pessoas compartilham fake news sem saber, por isso converse com seus familiares, amigos e pessoas idosas. Explique o que está acontecendo e recomende veículos fidedignos.

No Finanças Femininas estamos com uma cobertura especial para te ajudar a manter tudo sob controle, inclusive seus investimentos. Todos os dias publicamos um resumo do que aconteceu no mercado financeiro e o que você precisa ficar atenta. Além disso, vários portais derrubaram o paywall para que todos fiquem bem informados.

A solidariedade é a palavra-chave para superar o momento que estamos passando. Entenda que estamos nisso juntos e precisamos cuidar uns dos outros.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) [email protected]

Leia em seguida

Bolsa volta aos 98 mil pontos pela 1ª vez desde 18 de setembro

13 de outubro de 2020

Apesar das quedas em Wall Street, grandes empresas, Magalu e B2W injetaram ânimo na Bolsa de última hora. Saiba o motivo.

Cautela entre os investidores prevalece e Ibovespa fecha com queda 0,45%

9 de outubro de 2020

Apesar das perdas nesta sexta, o Ibovespa acumulou alta de 3,69% na semana influenciado pelo otimismo do exterior. Saiba mais.

Forte alta nas ações dos bancos impulsionam Ibovespa que subiu 2,51%

8 de outubro de 2020

O risco fiscal saiu do radar por hoje e o Ibovespa teve um dia de negociações positivas. Exterior também refletiu no mercado brasileiro. Veja mais.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas