Como o dinheiro afeta as coisas que você mais valoriza na vida

14 de setembro de 2015 - Por

dinheiro-impacta-sua-vida

quem ama, compartilha!

Se você tivesse que fazer agora uma lista de todas as coisas boas e ruins que o dinheiro pode te trazer na vida, a listagem teria mais coisas positivas ou negativas? Pensando neste tema, o milionário Steve Siebold, autor do livro “How rich people think“, escreveu um artigo para o Business Insider. Depois de ter entrevistado mais de 1.200 pessoas ricas, ele fez uma reflexão sobre como o dinheiro afeta as coisas mais importantes na vida.

Em uma tentativa de desconstruir a concepção do senso comum de que o dinheiro pode se tornar um “vilão” e destruir as melhores coisas na vida de alguém, tais como família, saúde, amizades, ele mostra um outro lado da moeda. Na visão de Steve, se encarado da maneira certa, o dinheiro pode ser um grande aliado a melhorar as coisas que mais valorizamos na vida.

De um modo geral, o autor ressalta que existe uma crença sustentada pelo senso comum que riqueza sempre vai envolver trabalhar sete dias por semana, com muito estresse, sem descanso e sono adequado. Seguindo essa premissa, o dinheiro seria um adversário para uma vida saudável.

Ele defende, no entanto, que o dinheiro dá acesso aos melhores tratamentos médicos e tira qualquer preocupação com despesas médicas em caso de tratamentos caros. Além disso, ele acredita ainda que pessoas ricas têm o conforto de não precisar preocupar com um dos motivos que mais gera estresse para as classes com menor poder aquisitivo: dinheiro.

Vale ressaltar, no entanto, que a visão do autor considera uma pessoa rica que leva um estilo “bon vivant”, ou seja, que usa os recursos financeiros para gozar a vida e não carrega preocupações. Sabemos bem, no entanto, que nem toda pessoa rica faz isso, muito pelo contrário, a preocupação em manter o patrimônio ou aumenta-lo leva a um ciclo estressante.

familia-rica

Família

Um outro conceito que o autor procura desconstruir é a ideia de que o dinheiro te afasta da família ou empobrece as relações com as pessoas que você mais ama. De um certo modo, há um clichê de que é preciso optar por uma coisa ou a outra. Steve, por outro lado, acredita que a família pode servir como elemento motivador para que você construa sua riqueza, focando em prover às pessoas que você ama tudo aquilo que estiver ao seu alcance.

Ele acrescenta ainda que não é o dinheiro que deixa as famílias disfuncionais, se existe um problema nos relacionamentos familiares, eles apareceram antes da chegada do dinheiro, avalia.

Amigos

Outro senso comum que o autor questiona é a crença de que o dinheiro vai te afastar dos seus amigos. O fato de você se mudar para uma casa grande ou ter um carro caro seria o suficiente para afastar pessoas que estiveram contigo por muito tempo. Mas se isso for verdade, vale a reflexão: os amigos que se afastaram por este motivo eram realmente amigas? Valia a pena manter a companhia de alguém que não consegue ficar bem com o seu sucesso?

Os amigos de verdade estarão contigo, tenha você um patrimônio de bilhões de dólares ou uma conta bancária no vermelho. No momento da escassez ou da fartura, eles estarão lá. A riqueza pode servir como uma lupa para você perceber as pessoas que te querem bem daquelas que não lidam bem com o sucesso alheio. Além disso, ele ressalta outras vantagens que o dinheiro pode trazer, como a possibilidade de viajar, conhecer pessoas novas e abrir portas.

Para finalizar, o autor avalia que dinheiro pode até não comprar felicidade, mas pode melhorar as coisas que você mais valoriza na vida. Se você ainda não é uma pessoa rica, mas tem ambição de fazer crescer seu patrimônio, o autor mostra que dá para enxergar o dinheiro longe do papel de vilão.

Fotos: Shutterstock

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

fundos-de-investimento-renda-fixa-ou-poupança

13 de fevereiro de 2019

Simulação da Anefac mostra que, com a Selic a 6,5% a.a., poupança bate fundos de renda fixa com taxa de administração alta. Descubra quais!

10-atitudes-ser-feliz 01

6 de fevereiro de 2019

Já parou para pensar em como ser feliz? Acredite: a resposta está MUITO perto de você. Sorrir é a primeira atitude! Conheça outras e coloque em prática JÁ!

comprar-ou-alugar-imovel-quinto-andar

5 de fevereiro de 2019

Alugar um apartamento ou casa para morar é uma tarefa que pede atenção e cuidado para nao cair em ciladas. Veja dicas para escolher um imóvel para alugar!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas