Como o valor do dólar interfere nos seus investimentos?

18 de junho de 2018 - Por

valor-do-dolar

quem ama, compartilha!

Se você faz investimentos, deve estar preocupada com o valor do dólar nos últimos meses. Seja você uma investidora com experiência ou uma iniciante nesse universo, é importante acompanhar a variação da moeda, principalmente em uma época de economia tão instável. Assim, você conseguirá se preparar para as oscilações do mercado.

O CEO e fundador do aplicativo Renda Fixa, Francis Wagner, explica que, com o dólar alto, os produtos brasileiros se tornam mais competitivos no mercado internacional e as exportações aumentam, enquanto as importações diminuem. Portanto, empresas listadas na Bolsa de Valores que são exportadoras tendem a se valorizar. Por outro lado, as que dependem de suas importações se desvalorizam.

“O que esperar desse cenário irá depender muito em qual produto de investimento o dinheiro foi aplicado. Se for em Fundos Cambiais, terá uma boa rentabilidade. Porém, se aplicou em ações, poderá ter sofrido alguma perda. Alguns produtos de renda fixa também sofreram impacto. Vimos que alguns títulos do Tesouro Nacional sofreram uma desvalorização considerável no início de junho, mas respeitando o prazo de resgate, a investidora não precisa se preocupar”, ressalta Wagner.

Para Múcio Zacharias, professor de Economia da IBE Conveniada FGV, é preciso estar preparada para este cenário, que deve durar, pelo menos, até o final do ano. “A previsão é de que o dólar irá bater os R$ 4 até o final do ano. O mercado está muito temeroso, porque, por duas vezes seguidas, tivemos problemas pós-eleições e que não acabaram até o mandato seguinte”, comenta.

O que esperar do mercado financeiro?

O ano de 2018 tem sido, sem dúvidas, um período de incertezas e instabilidade. Mesmo sendo difícil assegurar qualquer projeção, o mercado financeiro aponta uma elevação do dólar justamente por conta desse cenário de inseguranças.

A dica de Zacarias é nunca parar de investir, independentemente do cenário econômico. “O investimento é uma reserva, e você não sabe quando irá precisar dela. Em relação à renda variável, você não pode investir na Bolsa de Valores por dois ou três anos, são pelo menos cinco anos. Logo, é preciso manter a calma e esperar o mercado se equilibrar”, pondera.

dolar-influencia-investimentos

Neste caso, qual a aplicação está mais atrativa?

Em meio a essa flutuação do dólar, podemos ficar perdidas na hora de definir onde investir. Contudo, para que os seus investimentos não tenham resultados indesejados, é importante manter a calma e analisar bem as opções disponíveis. Produtos de investimento que acompanham a moeda estrangeira podem ser bastante vantajosos, como os Fundos Cambiais. Porém, entrar agora, com a moeda em alta, talvez não compense muito. Por conta das taxas, o lucro pode ser pequeno se levarmos em consideração o custo de oportunidade do investimento.

Para Wagner, investir em produtos mais defensivos é algo que deve ser levado em consideração nesse momento, visto que, por conta do período de instabilidade econômica, o melhor é estar protegida. É importante se atentar aos prazos de resgate dos ativos para não perder parte da sua rentabilidade.

“Por outro lado, levando em consideração o momento de queda do Ibovespa, as ações de algumas empresas estão relativamente mais baratas. Neste caso, ir contra o mercado pode ser bastante vantajoso. Já para quem é mais avessa ao risco ou prefere ter garantia e segurança em um cenário de incertezas, os investimentos em renda fixa pós-fixados podem ser interessantes”, conclui Wagner.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Gabriella Bertoni
Gabriella Bertoni
Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

taxa-selic-a-6-ao-ano-o-que-muda-na-sua-vida

1 de agosto de 2019

Após 16 meses, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu a taxa Selic em 0,5 ponto percentual, de 6,5% para 6% ao ano. O novo corte coloca a taxa básica de juros da economia brasileira no menor patamar histórico desde 1999. A redução ficou dentro das expectativas dos especialistas que esperavam […]

como-mudar-de-vida-juntar-dinheiro-50-reais

1 de julho de 2019

É possível mudar de vida DE VERDADE juntando apenas R$ 50 por mês se você investir corretamente. Carol Sandler mostra como é fácil, confira!

erro-dinheiro-inflacao-investimentos-01

9 de maio de 2019

A regra básica na hora de cuidar das suas finanças: dinheiro parado é dinheiro perdido. Você perde para a inflação e ainda deixa de ganhar.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas