Como organizar seus investimentos por objetivos de curto, médio e longo prazo

25 de setembro de 2018 - Por

organizar-investimentos(1)

quem ama, compartilha!

Débora Duarte, do Yubb

Na vida, nós temos muitos sonhos, não é mesmo? Para realizá-los, na maioria dos casos, dinheiro é necessário. Para conseguir mais renda, investir é a melhor opção. Mas qual é a melhor forma de organizar os investimentos para conseguir realizar tantos sonhos? Pode parecer complicado, mas o caminho é simples.

No post de hoje, o Yubb, seu buscador de investimentos gratuito e online, está no Finanças Femininas para te mostrar que é possível concretizar objetivos de curto (até 2 anos), médio (2 a 5 anos) e longo prazo (mais de 5 anos) se você criar uma carteira de investimentos completa e planejada. Confira o passo a passo:

1. Escolha seus objetivos

O primeiro passo é o mais fácil de todos. Na hora de investir, é importante ter objetivos bem definidos. Quais são as suas metas financeiras? Viajar? Fazer um intercâmbio? Casar? Comprar um imóvel ou um carro? Aposentar-se com tranquilidade? Escolha quais serão os seus objetivos. E não precisa ser um só, não! O ideal é que você tenha três objetivos para investir: um de curto, um de médio e outro de longo prazo.

2. Defina valores e prazos

Qual valor será necessário para você realizar esse sonho? Em quanto tempo você precisa desse dinheiro? Depois de escolher o objetivo, é preciso que ele seja algo palpável. Se o seu sonho é comprar um imóvel, por exemplo, defina qual será o tamanho do imóvel, em qual região do País para saber quanto dinheiro você vai precisar. A mesma coisa com o prazo: seja realista e faça as contas de quanto você precisa economizar por mês para conseguir concretizar o seu objetivo na data desejada.

3. Não se esqueça do longo prazo!

O brasileiro tem o hábito de ser imediatista. As pessoas pensam muito na viagem dali a 2 anos, mas se esquecem da aposentadoria que vai chegar em 30 anos. Na hora de organizar a sua carteira de investimentos, não se esqueça do longo prazo! Planejar objetivos de curto e médio prazo pode parecer bem mais divertido, mas não ignore os planos mais distantes, porque isso fará muita falta no futuro.

organizar-investimentos(2)

4. Escolha os investimentos

Como você já definiu os seus três objetivos, sabe quanto (R$) eles vão “custar” e quanto tempo você tem (meses), agora é o momento de definitivamente escolher quais serão os investimentos que vão te ajudar a ganhar mais.

Curto prazo: para o curto prazo, escolha investimentos mais conservadores, já que você não pode correr o risco de perder dinheiro. Tesouro SELIC, CDBs, LCIs e LCAs são opções rentáveis que possuem prazos curtos (ou até liquidez diária, dependendo da aplicação).

Médio prazo: no médio prazo, você também deve priorizar a segurança, mas pode arriscar um pouco mais. LCIs, LCAs e fundos de investimentos são boas opções.

Longo prazo: já no longo prazo, é importante priorizar a rentabilidade (ou seja, aceitar mais riscos) já que você terá mais tempo. Fundos de investimento e renda variável (ações, criptomoedas, COE, e etc) podem ser ótimas oportunidades. Para quem é mais conservador, os títulos públicos do Tesouro Direto costumam ter prazos longos e boa rentabilidade.

Entre no Yubb e escolha a melhor opção para o seu bolso!

5. Diversifique a carteira

Para ter um portfólio completo, é necessário ter uma grande diversificação de investimentos. Não basta escolher três aplicações para os três objetivos e pronto! É importante escolher diferentes tipos de investimento que preencham diversas partes da carteira para conseguir a melhor rentabilidade ao final do período.

6. Continue investindo

Criou uma carteira diversificada e está realizando todos os seus sonhos? A dica é: nunca pare! Investir precisa se tornar um hábito na sua vida (e um hábito praticado todos os meses). Concretizou o seu objetivo de curto prazo? Crie outro! Realizou o seu sonho? Sonhe de novo! Continue economizando, investindo e realizando sonhos. Dessa forma, tenho certeza de que você vai conseguir acumular um grande patrimônio e ter uma vida mais tranquila.

E você? Quais são os seus objetivos e como organiza seus investimentos para concretizá-los? Deixe sua experiência aqui embaixo nos comentários!

*Débora Duarte é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

com-a-selic-a-5-5-investimentos-em-renda-fixa-ainda-valem-a-pena

19 de setembro de 2019

A taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, caiu 0,5 ponto percentual e alcançou o patamar de 5,5% ao ano. Foi o segundo corte consecutivo de 2019, efetuado pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). O anúncio aconteceu nesta quarta (18) e confirmou a expectativa da maioria dos especialistas do […]

quais-os-melhores-titulos-do-tesouro-direto-para-investir

3 de setembro de 2019

No passado os títulos do Tesouro Direto eram aquela sopa de letrinhas do NTN-F, LTN, NTN-B e ficava difícil de compreender. Atualmente, os nomes estão bem mais amigáveis e existem duas categorias principais do Tesouro Direto: os títulos prefixados e os pós-fixados. Nos títulos prefixados, já fica definido quanto você vai ganhar na hora do […]

renda-fixa-qual-e-o-jeito-certo-para-investir-em-cdb-e-lci

29 de agosto de 2019

Para quem tem um perfil de investimento mais conservador, as duas opções são excelentes. Saiba o que fazer em cada um dos casos.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas