Compras online aumentam 61% com a pandemia; veja como evitar o consumismo

18 de maio de 2020 - Por

compras-online-aumentam-61-com-a-pandemia-evite-o-consumismo

quem ama, compartilha!

A pandemia do COVID-19 mudou o comportamento dos consumidores brasileiros e as compras online cresceram 61% após o isolamento social, segundo o estudo Novos hábitos digitais em tempos de Covid-19, realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com a Toluna.

O isolamento social intensificou a presença das lojas na internet para manter a continuidade do negócio. Com isso, as pessoas abraçaram as compras online que costumam ser mais práticas.“Os consumidores estão cientes do risco de contaminação ao sair de casa e por isso, ainda que saiam às ruas para comprar itens essenciais, têm apresentado um comportamento mais digital, usando apps para compra e pagamento, por exemplo”, pondera Eduardo Terra, presidente da SBVC.

Entre as categorias mais consumidas nas compras online estão cosméticos (31%), livros (26%) e vestuário (23%). O cartão de crédito é a forma de pagamento mais comum para 73% dos consumidores, outros 14% utilizam o boleto bancário e 8% PayPal ou PicPay.

A facilidade das compras online e os inúmeros anúncios da internet podem incentivar o consumismo e estourar a fatura do seu cartão de crédito. Por isso, listamos algumas dicas para você não se enrolar. Confira.

1- Compras por impulso: cancele o cadastro nas listas de email marketing das lojas

As dezenas de emails marketing das lojas enchem a sua caixa de entrada com novidades da estação, promoções tentadoras de itens que, muitas vezes, são desnecessários, mas despertam a vontade de comprar.

Para não cair no ímpeto de comprar por impulso, você pode cancelar seu cadastro nas lojas no rodapé do seu email. Caso não encontre, existe a possibilidade de marcar a mensagem como spam.

2- Compras online: cuidado com as falsas urgências

Algumas plataformas colocam temporizadores para avisar que, se você não comprar em 10 minutos, vai perder a chance de levar aquele produto. Não se deixe levar pela pressão de finalizar a compra e promoções relâmpago.

O prazo curto pode gerar a sensação de urgência e te fazer pagar por algo que talvez não quisesse. Não cai nessa!

3- Limpe os cookies do seu navegador com frequência

Sabe quando você clica uma vez em um produto e ele começa a te perseguir pela internet inteira? O nome disso é remarketing. Essa estratégia só funciona porque, quando a consumidora acessa um site, deixa “rastros” que são chamados de cookies.

Ao deletar os cookies, você remove esses rastros e impede que os anúncios fiquem te perseguindo. No YouTube existem vários tutoriais que ensinam a fazer isso.

4- Pare de seguir influencers que incentivam o consumismo

Usar look novo todo dia é algo impensável para as mulheres reais. É claro que é uma delícia ver looks inspiradores, contanto que isso não prejudique a sua saúde mental e do seu bolso. Não vá se endividar só para ter a bolsa que você viu no Instagram de uma blogueira. Na dúvida, não hesite e aperte o unfollow.

Quer mais dicas para evitar as compras por impulso? Assista o vídeo a seguir com a Carol Sandler e compartilhe com as amigas.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) carolnogueira@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

consumismo-saiba-como-evitar-compras-online-na-crise

2 de abril de 2020

Compras online podem facilitar o seu cotidiano, mas não podem ser uma desculpa para gastar dinheiro com itens que você não precisa. Saiba como evitar o consumismo.

produtos-importados-dicas-para-fazer-compras-online

14 de agosto de 2019

A grande variedade de produtos e os preços baixos incentivam as compras em sites chineses e norte-americanos. No ano passado, 23,1 milhões de brasileiros fizeram compras internacionais, segundo a pesquisa da Ebit, especializada em avaliar a reputação das lojas online. O chinês AliExpress é o favorito entre 51% dos consumidores brasileiros, seguido dos norte-americanos Wish […]

BLACK-FRIDAY-CYBER-MONDAY(2)

5 de novembro de 2018

Pesquisar os preços é apenas uma das medidas para você se dar bem ao fazer compras na Black Friday ou Cyber Monday. Veja outras dicas e fuja das roubadas!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas