Conflito entre EUA e China tem novo capítulo e provoca queda na Bolsa

13 de julho de 2020 - Por

Conflito entre EUA e China tem novo capítulo e provoca queda na Bolsa

quem ama, compartilha!

Este texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: -1,33% (98.697 pontos)

Dólar: +1,21% (R$ 5,38)

Casos de coronavírus: 1.866.176 confirmados e 72.151 mortes*

Resumo:

  • Segunda-feira começou com otimismo graças a notícias de uma vacina contra coronavírus, mas Ibovespa recuou depois de novo capítulo do conflito entre China e EUA;
  • mercado projeta recessão ligeiramente menor em 2020, mostra Focus;
  • Programas de empréstimo do governo cobrem só 6% do crédito que pequenas empresas precisam em 2020;
  • Caixa libera novos saques do FGTS para nascidos em março nesta segunda;
  • inflação para terceira idade se mantém acima do resto da população.

Até rolou um otimismo sobre a recuperação da economia mundial no começo do dia, mas a Bolsa encerrou esta segunda-feira (13) em queda. Nosso Ibovespa acompanhou o movimento de perdas do mercado americano, causado mais uma vez pela tensão entre China e Estados Unidos.

Desta vez, o governo Trump rejeitou as reivindicações chinesas sobre o Mar do Sul da China. Isso representa, na prática, que os EUA estão mudando sua política de não interferir em disputas territoriais na região – o que deixou os investidores em alerta.

“Estamos deixando claro: as reivindicações de Pequim de recursos offshore na maior parte do Mar da China Meridional são completamente ilegais, assim como sua campanha de bullying para controlá-los”, afirmou Mike Pompeo, secretário de Estado dos Estados Unidos.

Além da alta voltagem entre os países, também influenciou no recuo dos índices a decisão do governador da Califórnia, nos EUA, de ordenar o fechamento de bares e outras atividades diante do constante aumento de casos de coronavírus no estado estadunidense.

De acordo com relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), foi registrado um novo recorde de 230.370 novos casos de COVID-19 em 24 horas neste domingo (12) – Estados Unidos, Brasil, Índia e África do Sul são os países que lideram os registros. Por aqui, a média de novos casos por dia nos últimos 7 dias é de 37.370.

No começo do dia de hoje, o mercado estava animado com a notícia de que a FDA, agência reguladora de medicamentos dos EUA similar à Anvisa, classificou como “fast-track” duas potenciais vacinas contra o vírus que estão sendo desenvolvidas pela Pfizer com a BioNTech. Esse status deve facilitar os processos de aprovação, o que aumentou o otimismo do mercado financeiro em relação a uma retomada econômica mais rápida.

 

Conflito entre EUA e China tem novo capítulo e provoca queda na Bolsa

Mercado projeta recessão ligeiramente menor em 2020, mostra Focus

Profissionais do mercado financeiro voltaram a melhorar as expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2020: passou de uma retração de 6,50% para 6,10%.

Este dado faz parte do relatório “Focus”, divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC) a partir da opinião de economistas de mais de 100 instituições financeiras.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

Já a expectativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do País, subiu de 1,63%, na projeção divulgada semana passada, para 1,72%. Apesar do aumento de 0,9 ponto percentual, o número segue abaixo da meta central, de 4%, e também do piso do sistema de metas, que é de 2,5% neste ano.

Programas de empréstimo do governo cobrem só 6% do crédito que pequenas empresas precisam em 2020

Diante das dificuldades de micro e pequenas empresas para se manterem na crise provocada pela pandemia do coronavírus, o governo federal criou diversos programas de empréstimo para este público que somam R$ 12,489 bilhões de crédito concedido, de acordo com o Ministério da Economia.

No entanto, isso representa apenas 6,18% de todo o volume que essas empresas devem precisar neste ano, mas não vão conseguir, segundo o estudo “Crédito para os pequenos em tempos de pandemia”, da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A pesquisa aponta que a demanda por crédito não atendida deve somar R$ 202 bilhões em 2020.

Caixa libera novos saques do FGTS para nascidos em março nesta segunda

Conforme consta no calendário de novos saques do FGTS, a Caixa Econômica Federal liberou nesta segunda-feira o crédito para cerca de 5,1 milhões de trabalhadores nascidos em março.

Em um primeiro momento, o valor, que será depositado em poupança social digital da Caixa, poderá ser utilizado apenas para pagamentos e compras feitas com cartão de débito virtual. Saques em espécie ou transferências serão liberados a partir de 22 de agosto para estes trabalhadores.

Inflação da terceira idade se mantém acima do resto da população

O índice que mede a inflação para consumidores com mais de 60 anos de idade – IPC-3i –, teve queda de 0,03% no segundo trimestre de 2020. No entanto, registrou alta alta acumulada de 2,54% em 12 meses.

Este resultado está acima dos 2,22% acumulados no mesmo período pelo IPC-BR, índice do resto da população.

Já no primeiro trimestre deste ano, a taxa do IPC-3i foi de 0,88%. Desta forma, houve queda de 0,91 ponto percentual para o semestre seguinte, devido ao decréscimo de seis das oito classes de despesas que compõem o índice. O grupo que teve maior queda nos preços foi Transportes, que passou de 0,42% para -2,93%.

*Até o fechamento do texto. Fonte: levantamento feito por jornalistas de G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde

Fotos: AdobeStock

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) [email protected]

Leia em seguida

Ações dos grandes bancos têm desvalorização e arrastam Bolsa para o vermelho

4 de agosto de 2020

Itaú liderou as quedas na Bolsa e 66 das 75 ações do Ibovespa fecharam em baixa. O que houve para quase todo mundo cair junto? Entenda de um jeito simples!

Bolsas do mundo fecham no azul, mas Ibovespa fica no zero a zero

3 de agosto de 2020

Crescimento da indústria na zona do euro e China impulsionaram as bolsas do mundo, mas o Ibovespa amargou o zero a zero. Entenda o motivo.

Bolsa cai 2%, mas fecha o mês no azul pela quarta vez consecutiva

31 de julho de 2020

Apesar da queda do dia, esperança com uma possível vacina contra o coronavírus ajudou julho a fechar em alta. Saiba o que mais rolou no mercado financeiro.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas