Conheça Libra, a nova criptomoeda do Facebook

3 de julho de 2019 - Por

quem ama, compartilha!

O Facebook mergulhou no universo financeiro e no final de junho anunciou a criptomoeda Libra. A nova moeda digital só deve ser lançada em 2020 e pretende alcançar 1,7 bilhões de pessoas que não têm conta bancária e assim poderão realizar transações financeiras online.

O que é a nova criptomoeda Libra?

Segundo a rede social, a Libra é uma “moeda global e uma infra-estrutura financeira” construída e alimentada por uma nova versão de blockchain – tecnologia responsável por garantir a segurança das transações financeiras que utilizam bitcoin e outras criptomoedas – criada pelo Facebook.

Mas atenção, não confunda a moeda digital com a libra esterlina, que é a moeda oficial do Reino Unido. O nome que batiza a criptomoeda do Facebook vem da medida básica de peso romana homônima.

O Facebook deve encontrar alguns obstáculos, já que a companhia enfrenta sucessivos pedidos de regulamentação. Mediante os rumores de lançamento da Libra, membros do Senado dos EUA solicitaram esclarecimentos ao CEO Mark Zuckerberg.

Nova criptomoeda: quem vai controlar a moeda digital Libra?

Para monitorar o desenvolvimento da moeda digital, o Facebook fundou um coletivo de empresas chamado Associação Libra, independente, sem fins lucrativos e com sede na Suíça. A corporação será responsável por validar as transações financeiras no blockchain, administrar a reserva de Libras e alocar os fundos para causas sociais.

A lista de empresas que contribuíram com U$ 10 milhões para fazer parte do grupo de fundadores da Associação Libra inclui companhias de tecnologia como PayPal, Ebay, Spotify, Uber e Lyft, além de organizações financeiras e de capital de risco como Andreessen Horowitz, Thrive Capital, Visa e Mastercard.

Dentro da Associação haverá um conselho formado por um membro de cada corporação, que votará as decisões políticas e operacionais.

Como adquirir a nova criptomoeda do Facebook?

Ainda não existem detalhes de como obter a Libra, mas a participação de empresas de pagamento como Visa e Mastercard sugere que os usuários comprem a moeda. Outra opção comum no universo das criptomoedas é o “air drop”, ou gota de ar em tradução livre, que distribui pequenas quantias da moeda de graça para impulsionar o ecossistema.

A manipulação da Libra será por meio do Calibra, carteira digital criada pelo Facebook que permitirá o envio de dinheiro para qualquer pessoa utilizando apenas o smartphone. O aplicativo também estará disponível no Messenger e WhatsApp. Ainda não existe previsão sobre os primeiros países que terão acesso a moeda digital.

De acordo com o Facebook, haverá uma pequena taxa por transação financeira no blockchain. Muitas das cobranças serão transferidas aos fornecedores, que podem absorvê-las ou transferi-las para os usuários. A ideia é facilitar o uso da Libra com vários fornecedores para transações do cotidiano. Sendo os primeiros investidores do projeto, as companhias Uber e Lyft sinalizarão o pagamento com a moeda digital em seus aplicativos.

A Calibra é segura?

Para tranquilizar os usuários em relação à segurança do aplicativo financeiro, o Facebook disse ao jornal britânico The Guardian que vai utilizar tecnologias para evitar a lavagem e fraude de dinheiro, além de oferecer suporte em tempo real aos usuários.

“Nós vamos utilizar as mesmas verificações e processos anti-fraude que bancos e cartões de crédito utilizam e teremos sistemas automatizados que vão monitorar proativamente as atividades para proteger e prevenir comportamento fraudulento”, afirmou a empresa.

O Facebook também destacou que os dados financeiros da Libra ficarão separados dos perfis dos usuários. A companhia disse que blockchain é “pseudônimo” e, como muitas redes de criptografia, permitirá que os usuários mantenham um ou mais endereços não vinculados às suas identidades na vida real.

Matéria adaptada do site do jornal britânico The Guardian.

Fotos: AdobeStock e Reprodução/The Guardian

 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Avatar
Carol Nogueira

Leia em seguida

blockchain-o-que-e-bitcoin

5 de julho de 2018

Afinal, o que é a tecnologia por trás do bitcoin tem de tão revolucionária? Como ela funciona? O blockchain tem mais a ver com o diário que você tinha na adolescência do que você imagina. Entenda de um jeito simples e fácil!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas