Conheça os melhores investimentos de 2012

2 de janeiro de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

Ano novo, planos novos! Se você quer começar a investir o seu dinheiro, primeiro precisa saber como está o mercado – se os juros estão altos ou baixos, se a inflação está comendo todos os retornos, se a Bolsa de Valores anda valendo a pena. Com base no levantamento feito pelo site da revista Exame, nós te explicamos tudo o que você precisa entender se para ver quais foram os melhores investimentos de 2012.

Nós já explicamos o problema da inflação: ela causa o aumento generalizado dos preços, que não é acompanhado pelo seu salário. O resultado é que você perde poder de compra. A inflação terminou no ano passado em 5,78% ao ano (medida pelo IPCA-15), acima do que o governo estabeleceu como meta – 4,5%. Mas quem apostou em inflação no ano passado se deu bem, sabia? Os títulos do Tesouro Direto, vendidos pelo governo, que são atrelados à inflação, conhecidos como NTN-B, foram o melhor investimento do ano! Estes papeis tiveram uma alta de até 47%, dependendo do vencimento deles.

Quer saber qual foi o pior investimento do ano? A famosa poupança, que teve valorização de apenas 3,3%. Como a inflação foi de 5,7%, se você aplicou seu dinheiro na poupança, o resultado foi que você saiu perdendo em 2012. Já os fundos de Renda Fixa, que costumam ser opções mais seguras de investimento, tiveram um retorno de 11,3% no ano passado – bem melhor do que a poupança!

E a Bolsa? Valeu a pena aplicar em ações? A verdade é que depende de qual ação você está falando. O índice Ibovespa, que é utilizado como um termômetro da Bolsa, avançou 7,4%  no ano passado. Ou seja, muito risco para um resultado muito pequeno. Mas se você for olhar ações específicas, o ano passado teve espaço para enormes ganhos e perdas. Os papeis da Hypermarcas subiram 95,5% em 2012! Já os da OGX perderam 67,8%…

Neste cenário, como você consegue escolher as melhores opções para 2013? O segredo é começar a olhar, ler bastante e conversar com pessoas. Nós já comentamos aqui como o cenário para investir está mais complexo agora que os juros no Brasil estão em um patamar tão baixo, de 7,25% ao ano. Mas o mercado traz sempre apostas novas. Neste ano, conforme apurou o jornal O Estado de S. Paulo, produtos de investimentos com isenção de cobrança de Imposto de Renda devem ter grande procura em 2013, como fundos imobiliários, as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), por exemplo.

No nosso site, você encontra matérias que vão te ajudar a começar a investir o seu dinheiro e pode também fazer um teste para descobrir qual é o seu perfil de investidora. Conhecendo mais, você vai poder reconhecer e escolher as melhores opções para você, que cabem nos seus objetivos e apetite por risco! Além disso, vamos trazer novidades constantes ao longo do ano, de olho sempre nas melhores aplicações e retornos.

Você gostou? Conte para a gente como investiu em 2012 ou pretende começar em 2013!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

15 de julho de 2019

Poupar para o futuro pode ser desafiador. Esta regra pode ajudá-la a saber se está no caminho certo ao planejar a aposentadoria.

12 de julho de 2019

Muitas mulheres que desejam fazer laqueadura têm seu pedido negado. Veja quais são os requisitos legais para realização do procedimento.

pink-tax-o-que-e-machismo

5 de julho de 2019

Produtos “femininos” são até 12% mais caros do que os “masculinos” – e a culpa é da Pink Tax. Se você quer economizar, entenda o fenômeno e veja como fugir.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas