Consumo consciente: como aderir ao Desafio 6 meses sem compras

Consumo consciente: como aderir ao Desafio 6 meses sem compras

Quando Carol Sandler aderiu ao Desafio 6 meses sem compras, ela só queria repensar sua forma de comprar e estar mais atenta ao consumo consciente. O que ela não esperava era que tantas leitoras e inscritas no nosso canal do YouTube também topariam entrar nessa com ela.

Por que alguém ficaria 6 meses sem comprar nada? Os motivos vão desde economizar até mudar a maneira que vemos nosso dinheiro. Independente da razão, o resultado é sempre incrível: menos consumismo, mais consciência e, claro, dinheiro no bolso.

Por que o Desafio 6 meses sem compras estimula o consumo consciente?

Quando você repensa seu jeito de consumir, as finanças pessoais agradecem – e muito. Duvida? Então, veja o depoimento da própria Carol sobre como o Desafio 6 meses sem compras mudou sua visão sobre compras, consumismo e até a incentivou a escrever um livro – o Detox das Compras (Ed. Benvirá). Também relembramos alguns momentos de “fraqueza” – afinal, ninguém é de ferro – e como superá-los. Assista até o final!

Carol ensina: como aderir ao Desafio 6 meses sem compras e dar adeus ao consumismo?

Existem alguns desafios prontos, como o #desafiodocloset, que já inclui uma série de regras (não repetir roupa, contar todos os dias, compartilhar tudo nas redes sociais todos os dias, contabilizar quanto você deixou de gastar, etc), mas eu não gosto de rigidez, nem de tantas regras. Por isso, criei o meu próprio desafio e te convido a fazer o mesmo. Essas são as diretrizes que determinei para mim mesma:

1) Não pude comprar nenhuma roupa, sapato, bolsa ou acessório nestes seis meses

A ideia aqui é ficar sem supérfluos para mim. Muita gente me perguntou como fazer com filhos ou presentes, e expliquei que o desafio é para mim, e não para os outros – mas já percebi que essa minha parcimônia com as minhas compras me deixou mais crítica em muitos outros gastos. Parece que é contagioso.

2) Não contabilizei o que deixei de gastar

Por um motivo simples: não quero ficar passando vontade. Por isso, passei a evitar passeios no shopping e campanhas de e-mail marketing das minhas lojas preferidas. Assim, dizer que deixei de gastar x ou 2x em um mês ou seis vira uma ficção: eu teria gastado mesmo tanto dinheiro com aquilo?

3) Precisei manter o alerta ligado

Não comprar roupas e acessórios por seis meses pode ser uma boa desculpa para compensar e passar a gastar mais com outros tipos de supérfluos: objetos de decoração, presentinhos para a minha filha, e assim por diante. Comprar algo sempre traz uma sensação gostosa, e preciso tomar cuidado para não compensar demais com outros tipos de gastos.

4) Livro pode!

Não parei de comprar livros nestes seis meses, mas tomei uma decisão simples: só comprei o próximo livro que iria ler. Se vi uma crítica de um livro bacana ou alguém me deu uma sugestão, eu coloco o título em uma lista que criei de próximas leituras. E quando estou já para terminar o meu livro atual, já escolho na lista o próximo e só então compro a obra.

Mas essas são apenas as minhas regras. Por exemplo, muita gente me escreveu perguntando sobre produtos de beleza. Como eu compro apenas a maquiagem e os cremes que uso no meu dia-a-dia, não incluí esta categoria no meu desafio. A minha ideia aqui é de poder questionar os gastos que eu não acho que estão saudáveis – e você pode fazer o mesmo se quiser aderir.

Gostou do vídeo? Clique aqui e veja muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Você gostou desse conteúdo?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close