Copa do Mundo: o que a eliminação da Alemanha ensina na hora de investir

3 de julho de 2018 - Por

copa-do-mundo-alemanha-eliminada-investir-dinheiro-investimentos-02

quem ama, compartilha!

Esteja você acompanhando ou não a Copa do Mundo, provavelmente ficou sabendo da eliminação da Alemanha ainda na fase de grupos – afinal, não faltaram brasileiros comemorando esse resultado, como vingança pelo 7×1 na Copa de 2014.

No entanto, não era esse o resultado que alguns economistas estavam esperando. De acordo com uma análise da UBS Global Wealth Management, a Alemanha seria a grande favorita para conquistar a Copa do Mundo de 2018, com 24% de chances. Na sequência viria o Brasil, com 19,8% de possibilidade e, na terceira colocação, a também eliminada Espanha, com 16,1%.

Essa análise foi feita por meio de ferramentas econométricas, que costumam ser usadas para avaliar oportunidades de investimentos. “Essas ferramentas são fórmulas matemáticas baseadas em informações históricas de dados econômicos, para prover informações futuras”, diz Estevão Garcia de Oliveira, coordenador dos cursos de graduação presencial de Administração, Gestão Financeira e Processos Gerenciais da Faculdade Fipecafi.

Aqui vem a pulga atrás da orelha: se uma empresa de investimentos “errou” a respeito de um resultado de Copa do Mundo, será que dá para confiar nessas ferramentas na hora de encontrar bons investimentos?

Alemanha eliminada = investimento ruim?

“Não se pode dizer que houve falha, mas sim que os cálculos estatísticos nunca conseguem confirmar o resultado e, sim, um percentual de acerto”, explica Jair Steola, professor de Economia da IBE Conveniada FGV.

Ou seja, apesar de a Alemanha ter sido considerada favorita, eram apenas 24% de chances de agarrar a taça – o que, no final das contas, não foi concretizado. Da mesma forma, isso pode acontecer com investimentos, especialmente quando falamos em renda variável.

copa-do-mundo-alemanha-eliminada-investir-dinheiro-investimentos-01

Em outras palavras, essas ferramentas não podem afirmar com 100% de certeza que algum investimento será bom: trabalha-se apenas com probabilidades. Isso significa que, por mais contundente que seja o argumento e o embasamento para determinar melhores possibilidades de ganho com um dado investimento, não se deve menosprezar as chances de revezes – uma vez que fatores completamente aleatórios podem ter um peso determinante na formação de um cenário.

Por que você não deve confiar 100% em previsões de investimentos

Conforme explicado por Oliveira, ferramentas econométricas se baseiam em informações históricas. No entanto, resultados passados não são condição para que haja a mesma performance futura, afinal, as variáveis mudam constantemente.

“O mercado financeiro muda constantemente, e pode ser afetado pela política, economia local e global. Ou seja, existem muitas variáveis que podem mudar as probabilidades calculadas anteriormente”, pontua Steola.

É por isso que o que ocorreu com a Alemanha também pode acontecer no mercado financeiro. “Não conseguimos prever 100% o futuro das variações do mercado, mas podemos mitigar os riscos”, afirma Oliveira. Estratégias de investimento podem dar errado, e é preciso saber como se proteger disso.

Como se proteger de perdas nos investimentos

Investir não é um bicho de sete cabeças, então, não precisa deixar tudo nas mãos da instituição que aplicar seu dinheiro. Antes de colocar sua grana em qualquer lugar, é preciso verificar o histórico da instituição financeira e, assim que possível, diversificar os investimentos.

“É sempre recomendado que se faça uma boa pesquisa do histórico da instituição financeira e do ativo e/ou fundo de investimento financeiro em que investir, sempre lembrando que a performance anterior não garante a performance futura. Nem sempre a estratégia de maior risco tem o retorno na mesma proporção”, orienta Oliveira.

Outra dica é checar qual tipo de aplicação lhe está sendo oferecida. Para entrar no clima da Copa, é como fazer um comparativo com o esquema tático de cada equipe. Se você é o treinador, sabe que precisa estudar o esquema tático do time adversário para aumentar suas chances de vitória. Aqui, o princípio é parecido. Se você deseja entender o que está acontecendo com o seu dinheiro, precisa pesquisar sobre a estratégia por trás dos investimentos. Quanto mais informada estiver sobre como as aplicações que te interessam funcionam, maiores as possibilidades de você fazer uma boa escolha. “Todo investimento tem que ser acompanhado de perto pelo investidor”, finaliza Steola.

Fotos: Fotolia e TENOR

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

como-investir-dinheiro-perguntas 01

17 de abril de 2019

Se você quer investir dinheiro, mas não sabe por onde começar, esse texto é para você! Entenda como investir, onde investir e escolher o melhor investimento.

investimento-imobiliario-ganhar-dinheiro-aluguel-casa-01

26 de março de 2019

Quer ganhar dinheiro com investimento imobiliário? O primeiro passo é saber como aplicar o dinheiro que você ganha ao alugar casa ou apartamento. Saiba mais!

fundos-de-investimento-renda-fixa-ou-poupança

13 de fevereiro de 2019

Simulação da Anefac mostra que, com a Selic a 6,5% a.a., poupança bate fundos de renda fixa com taxa de administração alta. Descubra quais!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas