Crise do coronavírus: previsão de PIB brasileiro cai para 0,02%, anuncia governo nesta sexta (20)

20 de março de 2020 - Por

Previsão de PIB brasileiro cai com o coronavírus

quem ama, compartilha!

Esse texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: -1,85% (67.069 pts)

Dólar: -1,5% (R$ 5,025)

Casos de coronavírus: 904 confirmados e 11 óbitos (fonte: Ministério da Saúde)*

Essa sexta-feira (20) começou otimista na Bolsa de Valores, mas zerou os ganhos ao longo da tarde e acabou seguindo a tendência internacional de queda. O principal responsável foi o coronavírus: nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump anunciou que a fronteira entre Estados Unidos e México será fechada parcialmente.

Por aqui, também sentimos a forte queda do preço do petróleo, já que a Arábia Saudita e a Rússia ainda não chegaram a um acordo. Para que se tenha ideia, essa commodity perdeu mais da metade do valor de mercado desde que a crise começou.

O Ibovespa acumulou queda de 18,88% essa semana, deixando ainda mais claro o impacto da pandemia de coronavírus na economia mundial. Já o dólar subiu 4,46% no acumulado da semana, chegando a bater R$ 5,22.

Por que você tem que saber? A tendência é que boa parte dos países fechem suas fronteiras por segurança, e isso pode gerar insegurança no mercado financeiro. Quando isso acontece, podemos esperar oscilações e mais incerteza. Já sabe: é hora de segurar os investimentos que você já tem para não realizar nenhuma perda.

Com coronavírus, previsão de PIB para 2020 despenca

Já era de se esperar que a crise causada pelo coronavírus, além de outros fatores pré-existentes, prejudicariam a projeção de crescimento do Brasil. Nesta sexta-feira (20), após a aprovação do estado de calamidade pública, o governo divulgou a expectativa de que nosso Produto Interno Bruno (PIB) cresça 0,02%. O número foi anunciado por meio do relatório de receitas e despesas do Orçamento de 2020.

Essa revisão vai ao encontro da previsão de diversas instituições financeiras, que já falam de recessão global causada pelo coronavírus. O JP Morgan, por exemplo, previu um PIB global de -1,1% em 2020.

Em terras brasileiras, o Itaú BBA revisou sua previsão de PIB do Brasil para uma queda de 0,7%. Já um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV) apontou uma perda de até 4,4% no PIB. Se essa previsão se confirmar, nós testemunharemos a maior queda nominal desde 1962 – o início da série histórica registrada no site do Banco Central.

Por que você tem que saber? O objetivo não é alardear, tampouco causar ansiedade em você, querida leitora. Mas é importante que você saiba que o cenário está desfavorável no mundo inteiro. Mais do que nunca, precisamos buscar fontes confiáveis de informação e entender que, sim, isso vai refletir no bolso de todos os brasileiros.

Previsão de PIB brasileiro cai com o coronavírus

Tesouro Direto foi três vezes suspenso nesta sexta-feira graças a oscilações no mercado financeiro

A primeira interrupção aconteceu antes das 10h da manhã. A segunda, por volta das 11h45. Já a última paralisação se deu às 16h depois de uma forte oscilação nas taxas. Porém, como das outras vezes, os investidores conseguiram continuar a compra e venda de Tesouro Selic.

Por que você tem que saber? Com as taxas do Tesouro Direto oscilando tanto, reiteramos o que já havíamos pontuado nos resumos anteriores: o momento é de segurar os títulos que você tem e esperar. Qualquer movimentação feita pode te render prejuízo.

Trabalhadores com redução de jornada por causa do coronavírus receberão 25% do seguro-desemprego

Junto à redução de jornada, os empregados também terão seus salários diminuídos no período. Por isso, aqueles que passarem por essa situação e ganharem até dois salários mínimos (R$ 2.090) poderão solicitar o seguro-desemprego. Será concedido 25% do benefício por três meses, com valores que variam de 261,25 a R$ 381,22.

No entanto, fique atenta: no futuro, os trabalhadores que já tiverem sacado esses 25% neste momento poderão receber apenas 75% do benefício, em vez de 100%.

Por que você tem que saber? Essa medida pode ser de grande valia para salvar as finanças caso você sofra essa queda na renda. Apenas lembre-se que não poderá contar com parte desta grana no futuro.

Coronavírus: em meio à crise, governo corta beneficiários do Bolsa Família

Indo na contramão do anúncio feito essa semana – de que novas famílias entrariam no rol de beneficiários do Bolsa Família –, o governo corta 158,4 mil famílias do programa social em meio à pandemia do COVID-19. Dos afetados, 96.861 (61,1%) são da região nordeste.

Para o UOL, o Ministério da Cidadania alegou a emancipação de 330 mil famílias. Contudo, também em entrevista ao portal, o doutor em Economia Social e pesquisador do Bolsa Família, Cícero Péricles de Carvalho, disse: “Impressiona que, num momento em que todos os países afetados pela epidemia estão ampliando suas políticas sociais como forma de enfrentar os impactos da crise nos setores mais pobres da população, o governo brasileiro reduza a cobertura no seu mais eficiente programa de combate à pobreza.”

*Até o fechamento do texto. O Ministério da Saúde não está mais divulgando o número de casos suspeitos, além de estar com a plataforma instável.

Matéria atualizada em 20/03/2019 às 18h51, com novos casos confirmados e óbitos causados pelo coronavírus.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

Coronavírus derruba a Bolsa nesta sexta

27 de março de 2020

As más notícias sobre o coronavírus chegaram do mundo inteiro, o que afetou a Bolsa e o mercado financeiro. E como isso vai te impactar? Veja aqui!

Projeção do PIB para este ano é de zero, segundo Banco Central

26 de março de 2020

Impacto do coronavírus na economia é grande. Além disso, 3,28 milhões de pessoas deram entrada no seguro-desemprego nos EUA. Tudo isso vai te afetar, sim; veja como

Apesar de crise política e coronavírus, bolsa tem alta

25 de março de 2020

Boas novas vindas dos EUA no combate ao coronavírus animaram o mercado financeiro, apesar do discurso de Bolsonaro na terça (24). Veja como isso te afeta.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas