Demissão de Moro faz Bolsa despencar e dólar alcançar R$ 5,74

24 de abril de 2020 - Por

Demissão de Moro faz Bolsa cair até 9,5% nesta sexta (24)

quem ama, compartilha!

Ibovespa: -5,45% (75.330 pts)

Dólar: +2,54% (R$ 5,66)

Casos de coronavírus: 52.995 confirmados e 3.670 óbitos (fonte: Ministério da Saúde)*

Resumo:

  • Sérgio Moro se demite do cargo de ministro Justiça e Segurança Pública;
  • Bolsa chegou a bater -9,5%; dólar, R$ 5,74;
  • mercado teme instabilidade e cogita a não permanência de Paulo Guedes, ministro da economia.

Conforme adiantado pelo jornal Folha de S. Paulo, o ex-juiz federal Sérgio Moro se demitiu do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública. O pedido foi feito publicamente em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (24) e trouxe acusações contundentes contra o presidente Jair Bolsonaro. A principal delas aponta interferência política do presidente na Polícia Federal.

Não havia outra forma de começar este resumo: a demissão de Moro desestabilizou o mercado financeiro de tal forma que a Bolsa quase entrou em circuit breaker durante a tarde, quando alcançou queda de 9,5%. O dólar bateu um novo recorde de R$ 5,7433 e chegou a ser negociado a R$ 6,91 em casas de câmbio, de acordo com apuração do InfoMoney.

Em relação ao dólar, o real está desvalorizando de tal forma que já cai mais do que o peso argentino, segundo o site Investing.com

Tudo isso está acontecendo em meio à pandemia causada pelo coronavírus.

A saída de Moro colaborou para que o Ibovespa fechasse a semana com queda de 4,6%. Já o dólar teve alta acumulada de 8% essa semana.

Por volta das 17h, Bolsonaro fez um longo discurso com sua versão dos fatos – e refutou as acusações feitas por Moro. Como a fala de aproximadamente 40 minutos se deu após o fechamento da Bolsa, a repercussão deverá vir na segunda-feira (27).

Demissão de Moro faz Bolsa cair até 9,5% nesta sexta (24)

Qual recado a demissão de Sérgio Moro manda para o mercado financeiro?

O grande medo dos agentes econômicos é que este seja apenas o começo de uma guinada nos rumos do governo Bolsonaro.

Em entrevista para o Valor Investe, o economista Silvio Campos Neto, da Tendências, analisou que o mercado financeiro “mudou totalmente”. Antes, acompanhava o quadro externo e as repercussões da pandemia causada pelo coronavírus. Agora, volta-se ao risco político.

A demissão gera grande insegurança política. Ao mesmo tempo, explode o conflito entre militares no Palácio do Planalto e Paulo Guedes, ministro da Economia. No resumo de ontem, falamos sobre o Plano Pró-Brasil, que não contou com a ajuda de Guedes na formulação. Nos bastidores, a área econômica já apelidou o projeto de “Dilma 3”, em referência ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da ex-presidente.

Por que você precisa saber? Essas movimentações mexem diretamente não apenas com seu bolso, mas também com sua vida em um todo. Além da instabilidade econômica, instala-se neste momento um clima tenso na política, que pode culminar em manifestações mais agressivas. Continuaremos atentas por aqui.

*Até o fechamento do texto

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

Vídeo da reunião ministerial mexe com o mercado e Bolsa fecha em queda

22 de maio de 2020

Mercado financeiro passou a sexta (22) tensa com a divulgação do vídeo da reunião ministerial, liberado ao final da tarde. Como isso afetou a Bolsa? Entenda.

Com saída de Teich, Bolsa tem queda de quase 2% nesta sexta (15)

15 de maio de 2020

Demissão, que teria ocorrido por desentendimento sobre uso da cloroquina para coronavírus, fez o Ibovespa despencar e dólar disparar. Saiba mais.

Dólar cai e Ibovespa fecha em alta em dia volátil; SP pode decretar lockdown

14 de maio de 2020

Depois de um pregão de fortes emoções para o mercado financeiro, o Ibovespa subiu nos últimos minutos. SP pode decretar lockdown. Veja essas e outras notícias do dia

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas