Descubra como calcular o preço de venda do seu produto ou serviço

4 de maio de 2020 - Por

descubra-como-calcular-o-preço-de-venda-do-seu-produto-ou-serviço

quem ama, compartilha!

Calcular o preço de venda de um produto ou serviço é uma dúvida recorrente de quem está montando o próprio negócio ou faz trabalhos autônomos. Essa é uma questão difícil, mas para início de conversa você não deve ficar com frio na barriga.

Somos remuneradas pelo trabalho que desenvolvemos, seja ele fixo ou um freela. É claro que tudo tem um preço e deve ser cobrado o valor justo, caso contrário você não estará sendo honesta consigo mesma – e com o seu trabalho. Para te ajudar, listamos algumas dicas para saber quanto cobrar no seu negócio.

Como calcular o preço de venda do meu produto ou serviço?

1 – Pesquise o segmento do seu negócio

Quanto mais informações você tiver sobre o seu serviço ou produto, melhor. E não precisa ir muito longe para conseguir isso. Faça uma pesquisa sobre o segmento na internet, converse com pessoas que fazem a mesma coisa que você, questione-se quais serão os seus diferenciais e faça testes com potenciais clientes por meio das redes sociais. Quando o produto já existe, é mais fácil calcular o preço de venda e equilibra-lo com o valor oferecido pelos concorrentes.

2 – Conheça o seu custo de produção 

Saber o custo de produção é fundamental definir o preço de venda do seu produto ou serviço. Se você presta serviços, quanto custa a sua estrutura para poder trabalhar? Caso o seu negócio seja do segmento alimentação, quanto custa para produzir determinado prato? Estes serão seus gastos fixos e que manterão a produção funcionando. Você deve conhecer este valor, para embutir no seu preço e garantir que, quando for receber, não ficará no vermelho frente a todos os seus gastos.

descubra-como-calcular-o-preço-de-venda-do-seu-produto-ou-serviço

3 – Contabilize o gasto com contratação de pessoas

Dependendo do tamanho da sua empresa ou negócio, você vai precisar gastar com a contratação de pessoas para ajudar a produzir, então coloque na ponta do lápis quanto isso vai custar e divida por produto feito. Vai ficar mais caro, mas se for necessário, o preço do seu produto também vai aumentar – se não puder subir mais o preço, vai ter que encarar este gasto como um investimento no negócio para fazê-lo crescer. Olhe para este tipo de gasto como algo que vai se pagar ao longo dos meses – e tenha o seu plano de negócios pronto para saber quando o negócio começará a se pagar.

4 – Faça projeções de lucro 

Fazer o que ama é maravilhoso, mas para manter a motivação (pagar suas contas e investir) é necessário ter dinheiro. Para conseguir isso, você precisa lucrar com seu trabalho. Cuidado com a ambição nesta hora! Se você meter os pés pelas mãos pode acabar com seu negócio. Então, faça projeções de lucro considerando um cenário ruim, dentro das expectativas e acima delas. Lembre-se sempre de investir continuamente no negócio: só assim você consegue crescer no longo prazo.

5 – Organize o orçamento com uma planilha de gastos

Para o seu negócio ir para frente, precisa de organização. Este é um dos principais detalhes para manter a produção ativa. Uma forma de controlar tudo isto é através de planilha de gastos, lista de tarefas e relatórios de crescimento. Isso será imprescindível para garantir a prosperidade do seu negócio. Além disso, registre todos os acordos feitos com contratos de trabalho.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

conseguir-freelas-freelances-jobs

26 de setembro de 2016

Ser freelancer tem diversas vantagens. Para você desfrutar todas elas, veja essas dicas e consiga os melhores jobs de sua área.

como-cobrar-freelance

9 de setembro de 2016

Precisando garantir uma renda extra? Carolina Ruhman Sandler ensina a cobrar pela sua hora de trabalho para você fazer freelances sem ficar no prejuízo.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas