Dia do idoso: momento de pensar em aposentadoria

1 de outubro de 2015 - Por

dia-do-idoso

quem ama, compartilha!

Nesta mesma data, em 2003, foi aprovado o Estatuto do Idoso. Para marcar essa importante garantia, hoje comemoramos o Dia do Idoso. O respeito aos mais velhos é um ensinamento que vem desde muito cedo. E as vezes passamos alguns percalços na vida quando ignoramos a orientação e passamos por cima dos conselhos que eles dão. Afinal, se a juventude está aqui para rever conceitos e trazer transformações, é a sabedoria dos mais velhos que auxilia os passos dos mais jovens nos momentos de incerteza.

A data de hoje provavelmente vai te inspirar a dar aquele abraço apertado em seus avós ou parentes que já estiverem na terceira idade. Mas resolvemos aproveitar a data para falar de outro assunto: você pensa em como será sua vida quando já estiver idosa? Planeja-se para isso? Não importa o quão jovem você seja hoje, se ainda não começou a pensar em sua aposentadoria, a hora certa é agora.

Disciplina para poupar todo mês

Na hora de organizar seu orçamento, o objetivo não é somente deixar todas as suas contas no azul. Isso já é um bom passo, mas pensar nas reservas financeiras é tão importante quanto. Uma sugestão muito utilizada por planejadores financeiros é a regra dos 50, 30 e 20. Ou seja, 50% do seu salário vai para as contas fixas (aluguel, transporte, alimentação, água, luz, etc), 30% para despesas variáveis, como compras e despesas com lazer, e 20% para economizar.

Da mesma forma que você já tem em mente que precisa separar uma determinada quantia do salário todo mês para pagar o seu aluguel, é preciso que faça o mesmo com a quantia que vai usar para economizar. Seu “eu” futuro agradece a economia.

dia-do-idoso

Previdência privada

O mercado oferece ferramentas para que você faça uma aposentadoria privada, como o VGBL e o PGBL. Ambos possuem benefícios fiscais, mas contam com muitas taxas e encargos, além de regras específicas na questão da incidência do Imposto de Renda.

Se um dos dois planos for a sua opção, é importante ficar atenta a isso, tendo em vista que as taxas elevadas podem superar os benefícios e fazer a previdência privada tornar-se um mau negócio. Vale a pena dar uma olhada neste artigo que o economista Samy Dana produziu sobre o tema.

Juros altos favorecem renda fixa

O Brasil tem hoje uma taxa de juros de 14,25%, com previsão de subir ainda mais, tendo em vista o mau momento da economia. A taxa tão elevada nos coloca como o país que mais paga juros no planeta. O dado é ruim quando você tem uma dívida ou pretende tomar um empréstimo de longo prazo, por exemplo. Tendo em vista que os juros altos encarecem o crédito.

Em contrapartida, você tem a opção de tirar benefício da alta dos juros, aplicando seu dinheiro em investimentos de renda fixa atrelados aos juros, ou mesmo prefixados e corrigidos com a inflação. É possível, por exemplo, encontrar títulos do Tesouro Direto com vencimento em 2050, com rendimento alto. Recentemente, o economista Mucio Zacharias mostrou a rentabilidade de diferentes instrumentos no mercado que seguem a taxa básica de juros, confira aqui.

Desta forma, você também pode planejar sua aposentadoria por conta própria, escolhendo o investimento mais adequado para a sua renda e seus objetivos.

Fotos: Shutterstock

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

escolhendo-investimentos-pelo-nivel-de-risco

21 de agosto de 2019

Quer investir mas não sabe qual o risco da aplicação? Confira algumas dicas para saber como deve escolher a forma como vai direcionar seu dinheiro.

vale-a-pena-aplicar-sempre-no-mesmo-titulo-do-tesouro-direto

20 de agosto de 2019

Você já sabe que é importante investir todos meses para ter bons rendimentos no futuro. Contudo, muitas investidoras de primeira viagem ficam na dúvida se devem aplicar seu dinheiro sempre no mesmo título do Tesouro Direto, ou arriscar e investir em outra modalidade. Se você segue o modelo de orçamento 50/30/20, utilizado pela Carol Sandler […]

taxa-selic-a-6-ao-ano-o-que-muda-na-sua-vida

1 de agosto de 2019

Após 16 meses, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu a taxa Selic em 0,5 ponto percentual, de 6,5% para 6% ao ano. O novo corte coloca a taxa básica de juros da economia brasileira no menor patamar histórico desde 1999. A redução ficou dentro das expectativas dos especialistas que esperavam […]

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas