Dívidas no cartão de crédito: como se livrar delas?

14 de março de 2017 - Por

divida-cartao-de-credito

quem ama, compartilha!

Dívidas no cartão de crédito estão no topo das reclamações que recebemos no Finanças Femininas. São histórias de mulheres que começaram com um pequeno débito e acabaram devendo até R$ 70 mil para o banco. Os juros rotativos sempre foram os maiores vilões – ultrapassaram 486% em janeiro! –, no entanto, o Banco Central anunciou nova regra onde, a partir de abril, os bancos serão obrigados a oferecer uma alternativa para a cliente pagar com juros menores depois de 30 dias.

Apesar da notícia parecer ótima, ainda não se sabe como isso será feito, pois cada instituição financeira poderá definir quais alternativas oferecerá às clientes. Elas não são obrigados a parcelar a dívida, por exemplo. Também não há limite para os juros cobrados – eles apenas precisarão ser menores do que os do rotativo.

Por que gastar no cartão de crédito é tão prazeroso?

Mesmo sabendo que a dívida de cartão de crédito é tão cara, convenhamos: usá-lo para fazer compras é tentador. Isso porque você não vê o dinheiro saindo da carteira, então, não sente o impacto que aquilo terá em suas finanças.

divida-cartao-de-credito

Soma-se a isso os truques do comércio para lhe fazer gastar mais – quem nunca caiu no velho “compre dois, leve três”? Com isso, você faz uma compra que não estava planejada e, sem perceber, deixa a fatura ainda mais recheada. A situação piora se você decidir parcelar a compra, pois essa parcela se juntará às demais que você fez (e talvez nem se lembre), o que dará origem a uma verdadeira bola de neve.

Todos esses fatores fazem com que o cartão de crédito seja uma verdadeira ameaça a uma vida financeira saudável quando usado da maneira errada.

Efeito Avestruz

Fica difícil pagar uma fatura tão cara, o que faz muitas caírem no tão temido rotativo. Há quem simplesmente ignore as contas chegando e o fato de que elas estão se multiplicando – o famoso Efeito Avestruz.

Aí começam as ligações do banco, querendo a todo custo renegociar a dívida e, por vezes, querendo empurrar novos empréstimos e condições abusivas. Por isso, é preciso respirar fundo e saber renegociar da maneira certa.

É sobre isso e muito mais que Carol Ruhman Sandler, fundadora do Finanças Femininas, e Karina Alves, editora do site, falam no episódio #7 do podcast Mapa da Mina. Além de ensinar você a renegociar sua dívida no cartão de crédito, elas revelam quais são os truques do comércio para fazer você gastar mais – assim, você não precisa cair nessas ciladas novamente. Clique abaixo para ouvir.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

cadastro-positivo

10 de abril de 2019

Agora, todos serão automaticamente incluídos no Cadastro Positivo do Serasa, SPC e afins. Seus dados estão seguros? Quais são as vantagens? Descubra!

investir-ou-quitar-dividas

18 de março de 2019

Você quer investir, mas tem uma dívida pendente. É melhor quitar a dívida ou aplicar essa grana? Se você errar, pode arruinar seu bolso! Veja a resposta.

como-limpar-nome-sujo 01

29 de janeiro de 2019

Só de ouvir o nome SCPC e Serasa já sente um frio na barriga? Calma! Veja como limpar o nome sujo, renegociar as dívidas e ter mais opções de crédito.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas