É um bom momento para investir em renda variável?

30 de março de 2016 - Por

investir-renda-variavel

quem ama, compartilha!

Com a queda recente do dólar, pelo menos em comparação a patamares ainda mais elevados em meses anteriores, surge o questionamento se este seria um bom momento para se investir em câmbio. Muitos preços de ações negociadas na Bovespa também vêm “apanhando”, tornando-se mais atrativas para quem queira comprá-las e entrar na bolsa. Mas será que o risco vale a pena? Ou será melhor esperar o mercado se acalmar e se “firmar”?

Os investimentos em câmbio e na Bolsa são chamados de renda variável. Nesta modalidade, você não sabe quanto vai ganhar (nem se vai ganhar) na hora que você faz a aplicação. Este tipo de investimento é, portanto, mais arriscado – especialmente em momentos de crise. No entanto, antes de dizer que não vale à pena, precisamos entender melhor cada uma das opções.

Entre os investimentos em câmbio, os principais são “fundos cambiais” e “fundo multimercado macro”. O investimento em câmbio é considerado de risco, e por isso, o ideal é que quem decidir investir nesse tipo de ativo tenha bastante conhecimento sobre os mercados. Vale ressaltar também que todo fundo é administrado por um gestor, ou seja, uma pessoa responsável por escolher quais ativos farão parte do fundo. Sendo assim, é preciso que você tenha confiança no gestor que estiver à frente do fundo de investimento.

“Investir em câmbio é de alto risco, principalmente no momento atual (chamamos de investimento especulativo). Os riscos tanto de ganhos quanto de perdas são maiores neste momento”, afirmou Márcio Barros, doutor em finanças e professor do IBE-FGV.

De acordo com ele, como este é um período de baixa (na cotação do dólar), o investimento está atraente. “Imaginamos que a cotação possa subir em breve. Ainda tem um bom espaço para subir, isso seria positivo”, disse ele.

investimento_renda_variavel

“A incerteza é que a economia (brasileira) poderia se estabilizar e isso seria um risco (para esta aplicação)”, afirmou ele, acrescentando que, nesse caso, quem investiu em câmbio não teria tanto lucro ou poderia até ter perdas.

Ele destacou que a economia mundial também enfrenta incertezas e que isso influencia no comportamento das moedas. “A economia chinesa está trazendo impactos diretos na economia e no mundo”, exemplificou.

No caso de investimentos na bolsa de valores, também considerados de risco, em meio ao atual cenário de incertezas políticas e econômicas, a decisão sobre  valer a pena ou não permanecer na bolsa dependerá dos objetivos de cada investidora.

“Se for objetivo de longo prazo, dependendo da carteira de ações, há forte possibilidade de ganhos, porque as ações estão baratas. É um bom momento para comprar (no que diz respeito aos preços das ações). Mas se a pessoa for precisar do dinheiro no curto ou no médio prazo, é melhor ir para a renda fixa.”, alerta o especialista.

“É preciso monitorar qual foi a carteira de ações que se comprou. Se tiver ações em empresas que correm risco de insolvência, talvez seja melhor sair da bolsa. Em alguns casos, o preço das ações pode virar pó”, alertou Barros.

Vale lembrar que o investimento em renda variável é para quem tem sangue frio, alguma experiência para investir e um perfil um pouco mais agressivo quanto à tomada de riscos, justamente pela exposição ser maior. Se você ainda não tem nenhuma experiência com investimentos em câmbio ou mercado de ações, talvez este não seja o melhor momento para assumir este risco.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!  

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

poupar-dinheiro-apos-os-35-saiba-como-planejar-a-aposentadoria

10 de outubro de 2019

Segundo uma pesquisa, 59% dos brasileiros não se preparam para aposentar. Se você faz parte desse percentual e está com mais 35 anos, não precisa se preocupar. Ainda dá tempo de poupar dinheiro para ter um futuro tranquilo. Saiba mais!

renda-fixa-turbinada-aprenda-a-investir-em-debentures

8 de outubro de 2019

O mercado financeiro oferece uma opção de investimento em renda fixa para turbinar seus rendimentos: as debêntures. Saiba como investir em debêntures e ficar mais próxima de realizar os seus sonhos.

investimentos-5-erros-comuns-de-quem-acredita-que-sabe-demais

26 de setembro de 2019

Ler um pouco sobre investimentos faz algumas pessoas acharem que já entendem tudo e cometerem ESSES erros. Saiba quais para não perder dinheiro!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas