Em terra de inflação, quem tem dois tomates é rico!

9 de abril de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

A alta no preço do tomate é o assunto mais comentado na semana. O histórico do preço da fruta (sim, polêmicas à parte, o tomate não é um legume!) nunca foi estável, porque o plantio requer alguns cuidados especiais e isso dificulta baratear o custo final. Porém, entre os meses de março e abril de 2013 o valor da fruta disparou e se mantém alto desde então.

Agora o quilo do alimento pode chegar a custar até R$ 10 nos mercados brasileiros. Até para quem nunca vai ao supermercado percebe que o valor é anormal! Como o alimento é trivial no cardápio brasileiro, pelo preço, se tornou um produto de luxo nas mesa.

Mas espera aí: quando foi que o tomate virou algo de luxo?

A situação envolta do tomate nos faz refletir no assunto. Assim que descobrimos que a inflação está alta, pensamos: “o que eu tenho com isso?”. Aparentemente nada… até sentir a interferência no seu bolso, como no caso do tomate.

Por que o preço subiu?
A principal justificativa tem relação com o tempo. As chuvas intensas na área de produção contribuíram para que as lavouras fossem prejudicadas. Junto disso estão a diminuição de lavouras e seca no nordeste do Brasil. Também a inflação está alta e se mantém estagnada, contribuindo para que os preços dos produtos  aumentem no geral.

Expectativas de melhoras
Segundo especialistas, o preço do tomate tende a melhorar daqui um mês. Pode parecer pouco, mas é bastante tempo. Enquanto isso, é bom aproveitar os alimentos da época, como pepino e abobrinha. Os valores estão mais convidativos e também são saborosos.    

Repercutição do assunto
Além da mídia noticiar sobre o assunto, houve quem comentasse em protesto. Teve até cantina italiana que tirou o tomate do cardápio! Um dos principais argumentos foi de Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Pro Teste, em sua coluna para o jornal Folha de S.Paulo. “É fundamental, então, boicotar as mercadorias que se tornaram caras demais. Quem paga qualquer preço, simplesmente porque tem condições financeiras para tal, está prejudicando milhões que contam as moedas ao fazer as compras no supermercado”, disse. Leia mais no link.

Já nas redes sociais o assunto foi tratado em tom de piada. Selecionamos as melhores imagens:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E você, resolveu tirar o tomate da salada enquanto o preço não baixa?

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

tag-50-fatos-sobre-mim-carol-sandler

16 de abril de 2019

Se você sempre quis saber mais sobre a Carol Sandler, essa é sua chance! Qual é o signo dela? Sabia que ela tem uma cachorrinha chamada Flor? Descubra essas e outras curiosidades!

cadastro-positivo

10 de abril de 2019

Agora, todos serão automaticamente incluídos no Cadastro Positivo do Serasa, SPC e afins. Seus dados estão seguros? Quais são as vantagens? Descubra!

vieses-inconscientes-desigualdade-de-genero-carreira-01

3 de abril de 2019

Você não sabe, mas já pode ter sido prejudicada ou mesmo prejudicado alguém por causa de um viés inconsciente. Mas o que é isso? Como se proteger? Descubra!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas