Endividada? Este motivo fará você passar longe de empréstimo para negativados

27 de março de 2017 - Por

emprestimo-para-negativados

quem ama, compartilha!

Procurar um empréstimo para negativados é uma das primeiras atitudes que quem está com o nome sujo toma para se livrar do problema. Segundo a Serasa Experian, janeiro deste ano bateu o recorde de inadimplentes: 59,7 milhões de pessoas, representando 40% da população adulta. Na ânsia de resolver logo a situação, as chances de cair em uma cilada são grandes.

A começar pelos altos juros impostos pelas instituições financeiras que oferecem empréstimo para pessoas negativadas. Quanto maior o risco de o cliente não pagar, mais altas são as taxas. Como o indivíduo já está endividado, a instituição coloca os juros lá em cima. Para que se tenha ideia, na Simplic, que oferece o serviço online, o Custo Efetivo Total (CET) – que diz respeito a todas as taxas e encargos que você pagará ao contratar um empréstimo, incluindo os juros, tributos, seguros e tarifas – pode bater incríveis 3.740% ao ano. Ao adquirir um crédito tão caro, você certamente ficará muito mais enrolada para livrar-se da pendência.

Por isso, a recomendação do Serasa Experian é, antes de tentar o empréstimo, buscar a renegociação junto aos credores – a instituição, inclusive, promove feirões periodicamente para facilitar a conciliação. Organize-se e veja se consegue dedicar até 30% do orçamento para quitar os débitos. Depois, com firmeza e disposição, você pode conseguir renegociar as parcelas e até mesmo a taxa de juros – veja mais dicas para renegociar dívidas aqui. O importante é saber que o empréstimo negativado não pode ser considerado como solução, muito pelo contrário.

emprestimo-para-negativados

De acordo com o Serasa Experian, basta o pagamento de uma parcela da dívida para que o nome saia da lista de maus pagadores. Depois que isso acontecer, você conseguirá empréstimos com taxas de juros muito mais atrativas do que as oferecidas para quem está com o nome sujo.

Golpe do falso empréstimo para negativados

Também é comum que estelionatários – que se passam por instituições financeiras – entrem em contato por telefone com quem está com o nome sujo afirmando que concederá crédito sem burocracia, e com ticket máximo altíssimo, de até R$ 500 mil.

Leitura complementar

Plano para Quitar Dívidas

Plano para Quitar Dívidas

Ver mais

No desespero, pouca gente percebe alguns sinais dados pelos golpistas. O primeiro deles é pedir que a devedora pague uma taxa salgada antes de liberar o dinheiro, alegando ser uma condição para que isso ocorra. No entanto, depois do depósito, os estelionatários somem e quem sofreu o golpe fica sem ver a cor do dinheiro.

Além disso, muitos destes estelionatários se passam por empresas ligadas a bancos conhecidos. No entanto, o boleto referente àquela taxa necessária para a suposta liberação do dinheiro é emitido por outro banco, deixando claro que a empresa não está relacionada à instituição que alegou estar. Isso quando o documento não está em nome de uma pessoa física, e não jurídica. Estranho, não?

Você pode tomar algumas atitudes para se prevenir. A primeira é sempre desconfiar de qualquer tipo de crédito fácil. Procure em órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, e em sites como o Reclame Aqui se há reclamações contra aquela empresa. Também é indicado ligar no Banco Central, fone 145, ou verificar no site do órgão se ela tem autorização para realizar empréstimos para negativados.

Contudo, o melhor para seu bolso é limpar o nome sem recorrer aos empréstimos para pessoas negativadas. Se você deseja aprender como fazer isso, Carol Ruhman Sandler ensina de um jeito muito fácil neste vídeo:

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

video-dívida-com-agiota

2 de agosto de 2019

Pegar dinheiro emprestado com agiota é uma cilada das grandes, mas é possível sair da dívida sem perder mais dinheiro. Carol Sandler conta como!

consumismo-consumo-divida-leitora-financas-femininas 01

27 de março de 2019

Por causa do consumismo, ela causou um grande estrago em seu orçamento. Como ir da absoluta falta de controle ao comando sobre sua grana? Nossa leitora conta como fez!

como-aumentar-score-de-credito-guia-bolso

9 de janeiro de 2019

Seja para tomar um empréstimo ou fazer um cartão de crédito novo, tem muita gente querendo saber como aumentar o score de crédito. A tarefa não é simples e pede dedicação, mas convidamos um expert para te ajudar: Thiago Alvarez, fundador e CEO do GuiaBolso, aplicativo de finanças que também tem seu próprio score. Sim, […]

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas