Especulação

29 de novembro de 2012 - Por

quem ama, compartilha!

Especulação é como chamamos os movimentos de compra e venda causados pela expectativa de alta ou baixa no preço de um ativo, real ou financeiro, em geral no curto prazo, sem levar em conta a real capacidade desse ativo em gerar rendimentos. Um especulador compra uma ação de uma empresa não porque acha que ela é lucrativa e pagará bons dividendos, mas apenas porque espera vendê-la por um preço maior do que ele a pagou. Quando você compra um apartamento esperando ganhar apenas porque ele vai se valorizar, e não pelos aluguéis que você vai receber, você está especulando. Ao contrário do que muitos pensam, a especulação não é ilegal e, muitas vezes, pode ser um ”mal necessário” para estimular a liquidez no mercado. Por exemplo, em um determinado momento pode não haver ninguém que conhece e acredita nas atividades da empresa cujas ações você possui e, se não houvessem especuladores que apenas acreditam que elas vão se valorizar, mesmo que sem saber porque, não haveria ninguém pra comprá-las quando você as desejasse vender.

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

7 de dezembro de 2012

Grau de investimento ou Investment Grade, em inglês, é quando um país possui um risco muito baixo e é considerado pela economia mundial um investimento seguro e sólido. Quem declara isso são as  agências de rating, que avaliam o risco de calote de uma empresa ou país.

Fundos de investimento são o agrupamento de recursos de investidores, chamados cotistas, que aplica em títulos, ações, certificados ou até em outros fundos. O gestor do fundo é o responsável por fazer os investimentos com o objetivo de garantir boa rentabilidade aos cotistas. Existem várias classes de Fundos com perfis e mandatos bem diferentes: Fundos Referenciados, Fundos de Renda […]

Nos Estados Unidos temos o FOMC, Federal Open Market Comittee (Comitê Federal do Mercado Aberto do Fed, o banco central do país), que é o equivalente ao Copom no Brasil. O FOMC é o comitê que decide a taxa de juros dos Estados Unidos, a Fed Funds.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas