Fui demitida, o que fazer para recomeçar?

13 de março de 2019 - Por

fui-demitida-demissão-o-que-fazer-01

quem ama, compartilha!

Aconteceu o inesperado: demissão. Ser demitida nunca é fácil, nem mesmo nos casos em que a pessoa já não está mais satisfeita com o trabalho. Pior ainda quando acontece depois de voltar das férias, por exemplo. A autoestima fica afetada, começam os questionamentos – tanto seus como dos outros –, e então é preciso se revigorar para dar a volta por cima para superar a perda do emprego.

Enfrentar um período de desemprego requer controle e equilíbrio. É difícil pensar nisso em um momento tão delicado, mas é o fundamental para que as coisas cheguem em seu lugar ao devido tempo. Se você está passando por isso neste momento, vamos a algumas dicas que podem ser preciosas!

Uma reserva financeira ajuda a encarar o período pós-demissão

Caso você tenha sido demitida de um emprego em que trabalhava em regime CLT, o seguro-desemprego e a indenização de 40% do FGTS devem ser suficientes para lhe manter por algum tempo. O ideal é que você não mexa no segundo benefício, afinal, ele será muito útil para o financiamento do seu primeiro imóvel, certo?

Caso seu acerto tenha sido baixo ou você trabalhava como pessoa jurídica, será preciso pensar em uma fonte alternativa para este momento. É uma situação em que um fundo de emergência pode ajudar, por isso a importância de sempre mantê-lo em dia!

Por mais que a situação seja delicada, não se desespere. Não desanime e tenha calma, outro emprego com certeza vai aparecer.

Use o feedback da demissão ao seu favor

Você já deu a notícia ruim em casa, chorou, falou mal do seu ex-chefe e se sentiu injustiçada. Depois de uma demissão, qualquer ser humano deve se dar ao direito de passar por essa fase! Mas não deixe que ela se prolongue! Vamos ser bem honestas, não será de lamúrias que você vai conseguir se reposicionar no mercado.

Para dar a volta por cima, será preciso fazer, antes de mais nada, um processo de autoavaliação. Pense novamente na última conversa que teve com sua ex-chefe. Caso tenha sido dado algum conselho sobre sua conduta na rotina de trabalho, avalie criticamente o que foi falado e pense sobre os defeitos que precisa corrigir.

Avalie também seus pontos positivos, relembre os momentos em que sua participação foi fundamental na empresa, que sua contribuição ajudou diretamente a trazer bons resultados. Conhecendo bem seus trunfos, fica mais fácil “vender seu peixe” no mercado.

fui-demitida-demissão-o-que-fazer-02

Depois da demissão: planeje seu currículo para sair do desemprego

Vamos fazer uma faxina naquele arquivo abandonado em alguma pasta do seu computador? Um currículo bem montado é o principal cartão de visitas de uma pessoa. Antes mesmo da primeira conversa, da primeira impressão, será esse o primeiro contato de seu futuro empregador (a).

Seja objetiva e fortaleça suas qualidades. Não deixe de destacar projetos mais vultuosos em sua experiência profissional. Mostre suas habilidades sem fazer rodeios. Jamais monte um currículo extenso demais, principalmente se for encaminhado para grandes empresas. Lembre-se que junto ao seu estarão outros muitos currículos e o tempo dos avaliadores é curto, não faça com que ele perca o interesse em ler o seu por estar longo demais.

Se estiver disposta a mudar de cidade, não se esqueça de colocar o DDD antes do seu telefone. Destaque no corpo do e-mail que você tem disponibilidade para mudança, para evitar que seu currículo seja descartado.

Prepare-se para as entrevistas de emprego (e para deixar a demissão para trás)

Te ligaram de uma empresa super bacana e você está prestes a arrumar um super emprego, hora de se preparar para a entrevista! Sabemos que é um momento de nervosismo, mas quanto mais calma você estiver, maiores serão as chances das coisas darem certo. Se programe para não se atrasar, mas caso aconteça algum imprevisto, tenha o telefone do entrevistador em mãos para avisar sobre o problema.

Vista-se de um modo condizente com a sua profissão. Muita gente aconselha a esconder piercings ou tatuagens, mas isso pode não fazer a menor diferença dependendo da sua área de atuação. No caso de locais mais conservadores, o ideal é mesmo se manter com um visual sem os adereços.

Seja espontânea nas respostas, dê respostas diretas e de um jeito simpático. Não se alongue demais nas respostas, assim a conversa pode ficar mais dinâmica. Encare esse momento como realmente uma conversa e mostre o seu melhor. Independente de dar certo ou não, você sairá dali sabendo que fez sua parte.

Mantenha a perseverança. Muita gente passa meses desempregada, outras pessoas têm a felicidade de encontrar um novo emprego em um estalar de dedos. Saiba que ouvir alguns “nãos” ou mesmo não receber resposta nenhuma – mesmo diante de uma promessa de ligação – é desagradável, mas acontece. Não pense que isso é motivo para ficar desanimada ou que você não tem qualificação.

Por falar nisso, fique sempre antenada em relação a cursos, palestras e workshops na sua área de atuação. Muitos deles são gratuitos, te ajudam a se aperfeiçoar e podem contribuir para enriquecer seu currículo.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

16 de setembro de 2019

Sabe aqueles dias que a hora não passa e você está com parte do tempo ocioso? Esse é um ótimo período para colocar algumas dicas em prática e aumentar a sua produtividade no dia a dia. Confira!

mulheres-na-musica-iniciativas-apoiam-a-producao-artistica-feminina

22 de agosto de 2019

A produção artística das mulheres vem furando a bolha do machismo e conquistando espaço no mercado musical, que ainda é dominado por homens. O projeto”Por elas que fazem a música”, da União Brasileira de Compositores (UBC), aponta que apenas nove mulheres figuraram a lista dos 100 maiores arrecadadores de direitos autorais da música brasileira em […]

conselhos-profissoes-carreira-masculina-machismo

2 de julho de 2019

Para lidar com o machismo em carreiras “masculinas”, uma das dicas é reprogramar o cérebro. Veja esse e mais conselhos baseados em pesquisas.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas