X

Guia para cuidar das finanças na crise do coronavírus

A pandemia do novo coronavírus transformou a vida de todos. Nesse momento, além da atenção com a saúde, é primordial cuidar das finanças. As medidas de isolamento social para conter o COVID-19 estão gerando impactos negativos na economia brasileira. Muitas pessoas estão perdendo o emprego, tiveram salários reduzidos e os pequenos negócios enfrentam dificuldades para continuar funcionando.

O atual cenário exige ainda mais organização financeira e controle de gastos para lidar todas as incertezas da economia. Pensando nisso, reunimos algumas dicas te ajudar a cuidar das finanças nesse período de crise.

Organização financeira: salário e despesas

Aproveite esse momento de crise para ressignificar a sua relação com o dinheiro. É o momento de colocar o valor do aluguel, da luz, água, gás, telefone e internet na ponta do lápis e descobrir quanto você gasta para viver.

Ter um orçamento detalhado pode te ajudar a enxergar onde você gasta seu dinheiro e como utilizá-lo da melhor forma nesse momento de crise. Inicie anotando todos os seus gastos por uma semana, incluindo o delivery, supermercado, serviços de streaming, entre outros.

Utilize o modelo de orçamento 50/30/20 que é uma forma muito simples e prática de organizar a seu salário e despesas. Veja aqui.

Como cortar as despesas

Agora que você já organizou o seu orçamento, está na hora de listar todos os gastos que podem ser cortados, por exemplo, compra de supérfluos ou plano de celular para quem estiver trabalhando home office. Leia mais aqui.

Economizar nas contas básicas

A crise pode pesar no bolso de todas as pessoas, então, economizar é cada vez mais necessário. Quando falamos em cortar despesas, é comum pensar apenas nos supérfluos, mas é possível reduzir os gastos com as contas mais básicas como, água, luz e supermercado. Confira aqui.

O que fazer com as dívidas?

O primeiro passo para sair do barco das dívidas é conhecer o tamanho do problema. Para isso, você pode usar a planilha “Plano para Quitar Dívidas”, uma ferramenta especial que preparamos para ajudá-la a tomar o controle da situação. Veja aqui.

Vale destacar que os cinco maiores bancos do País (Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal), anunciaram o adiamento por até 60 dias do vencimento dos empréstimos e financiamentos para atenuar os impactos negativos do novo coronavírus na economia. No entanto, na prática a prorrogação não é tão simples assim. Saiba mais na matéria especial que publicamos, clique aqui.

Foto: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Carol Nogueira: Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix. Fale comigo! :) <a href="mailto:carolnogueira@financasfemininas.com.br">carolnogueira@financasfemininas.com.br </a>
Veja também
Disqus Comments Loading...