Ibovespa se recupera e fecha com alta de 1,09% após Guedes acalmar o mercado

30 de setembro de 2020 - Por

Ibovespa se recupera e fecha com alta de 1,09% após Guedes acalmar o mercado

quem ama, compartilha!

Este texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: +1,09% (94.603 pontos)
Dólar: -0,37% (R$ 5,61)
Casos de coronavírus: 4.787.637 confirmados e 143.243 mortes*

Resumo:

  • Desemprego atinge 13,1 milhões de brasileiros e taxa é a maior desde 2012;
  • Por outro lado, Caged diz que vagas formais chegaram a 249.388 em agosto;
  • Aplicação da vacina contra a covid-19 está prevista para começar em dezembro, diz Doria;
  • Número de endividados cai pela primeira vez desde maio, diz CNC;
  • Receita Federal libera pagamento do quinto e último lote de restituição do Imposto de Renda 2020 nesta quarta.

Após dois dias de perdas e ânimos exaltados, a bolsa brasileira começou a quarta-feira (30) com fôlego após o governo brasileiro dar dois passos atrás e recuar na decisão de utilizar os precatórios e verbas do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) para financiar o Renda Cidadã.

As notícias internacionais também influenciaram o desempenho do Ibovespa. O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, sublinhou de forma positiva as negociações com o Congresso para ampliar os gastos contra a crise.

Na segunda-feira (28), a maioria democrata na Câmara dos Deputados apresentou nova proposta de US$ 2,2 trilhões para estimular economia dos Estados Unidos, na tentativa de reiniciar as negociações paradas com a Casa Branca.

A aprovação do pacote pode agilizar a recuperação dos Estados Unidos pode acelerar e refletir na economia brasileira, apesar dos juros baixos e os problemas que o Brasil enfrenta para controlar seu endividamento – de 75% do PIB em 2019.

No terceiro pregão da semana, o Ibovespa subiu 1,09%, fechando o dia em 94.603,38 pontos. Na semana, as perdas acumuladas são de 2,47% e no mês de setembro são 4,80%.

No câmbio, as contas públicas preocupam os investidores. Eles, por sua vez, buscam lucros recentes e aplicam o dinheiro em outros mercado afora e esse comportamento acaba pressionando o dólar a subir, afinal a moeda americana é necessária para adentrar mercado estrangeiros.

Nesta quarta, o dólar comercial teve queda de 0,37% e ainda assim encerrou o mês com alta acumulada de 2,50%, aos R$ 5,6181.

Taxa de desemprego sobe para 13,8% em julho e atinge 13,1 milhões de brasileiros 

O número de pessoas desempregadas no Brasil aumentou e chegou a 13,8% no trimestre encerrado em julho – é o maior patamar da série histórica iniciada em 2012. Foram fechados 7,2 milhões postos de trabalho em apenas três meses, atingindo 13,1 milhões de brasileiros, aponta a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua), divulgada nesta quarta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados indicam aumento de 1,2 ponto percentual em relação ao trimestre encerrado em fevereiro (12,6%), e de 2 pontos percentuais em relação ao mesmo trimestre de 2019 (11,8%). O resultado reflete os impactos da pandemia da Covid-19, que está afetando a economia desde março.

O número de pessoas desalentadas – que não buscaram trabalho, mas que gostariam de conseguir uma vaga e estavam disponíveis para trabalhar – subiu e soma 5,8 milhões.

Já a população ocupada recuou para 82 milhões, queda de 8,1% em relação ao último trimestre e 12,3% entre maio e julho de 2019.

Ibovespa se recupera e fecha com alta de 1,09% após Guedes acalmar o mercado

Vagas formais no Brasil somam 249.388 em agosto, diz Caged

Apesar da alta taxa de desemprego, o país abriu 249.388 vagas formais de trabalho em agosto, indica o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira (30) pelo Ministério da Economia.

Para chegar a esse resultado, o Caged contabilizou os dados positivos nos cinco setores pesquisados, incluindo serviços, que foi o mais impactado pela pandemia do novo coronavírus e estava com saldo negativo.

O grande destaque ficou com a indústria que abriu 92.893 postos de trabalho em agosto. O saldo positivo é seguido pelos setores da construção (+50.489), comércio (+49.408), serviços (+45.412) e agropecuária (+11.213).

De acordo com o Caged, foram fechadas 849.387 vagas no acumulado dos oito primeiros meses do ano. O número reflete os impactos da pandemia de Covid-19. No mesmo período de 2019, o Brasil abriu 593.467 vagas.

O Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, que permite redução temporária de salário e jornada ou a suspensão do contrato de trabalho, é o responsável pelo desempenho positivo, segundo o Ministério da Economia.

Doria anuncia vacinação contra Covid-19 a partir de 15 de dezembro 

A notícia que todas esperavam ouvir chegou. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que a aplicação da vacina contra a covid-19 no estado de São Paulo está prevista para começar no dia 15 de dezembro pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para cumprir o cronograma, no entanto, o governador afirmou que ainda é necessário finalizar a fase de testes — que deve ocorrer em até 30 dias — e obter a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A vacina é formulada pelo laboratório chinês Sinovac e para que a população seja vacinada, o governo de São Paulo assinou, nesta quarta, um acordo para a compra de 46 milhões de doses para o estado e transferência de tecnologia para produção. Serão 6 milhões prontas e as outras 40 milhões produzidas pelo Instituto Butantan.

A prioridade é imunizar os profissionais de saúde. Serão duas doses aplicada em um intervalo de 14 dias e o governo acredito que o processo deve durar até o fim de março de 2021.

Leve queda no endividamento não anula impactos da pandemia 

Em setembro, o número de brasileiros endividados caiu 0,3 ponto percentual comparado ao mês de agosto. Foi a primeira redução desde maio com os impactos da pandemia do novo coronavírus. Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O estudo considera as alterações mensais das dívidas no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, crédito consignado, empréstimo pessoal e parcelas de carro e de casa. De acordo com o levantamento, agosto foi o pior do patamar histórico justificado por três altas consecutivas do indicador. Em setembro, o acumulado passou para 67,2%.

Entretanto, a pequena queda deste mês não anula os impactos da pandemia do novo coronavírus que afetou a renda de muitas famílias. No acumulado de 12 meses, o endividamento subiu 2,1 pontos percentuais.

Já o total de famílias inadimplentes – que estão com as contas em atraso – também apresentou a primeira queda mensal desde maio, passando de 26,7% para 26,5% entre agosto e setembro, indica a pesquisa da CNC. No entanto, na avaliação anual, houve aumento de 2 pontos percentuais.

Receita Federal paga restituições do último lote nesta quarta 

Nesta quarta-feira (30), a Receita Federal liberou o pagamento do quinto e último lote de restituição do Imposto de Renda 2020. No total, 3.199.567 contribuintes receberão o valor que somam R$ 4,3 bilhões.

A contribuinte poderá acessar o site da Receita Federal para saber se teve a declaração liberada. A restituição ficará disponível no banco durante um ano e se a contribuinte não fizer o saque nesse prazo, deverá solicitar pela internet, informa o órgão.

*Até o fechamento do texto. Fonte: levantamento feito por jornalistas de G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) [email protected]

Leia em seguida

Cautela entre os investidores prevalece e Ibovespa fecha com queda 0,45%

9 de outubro de 2020

Apesar das perdas nesta sexta, o Ibovespa acumulou alta de 3,69% na semana influenciado pelo otimismo do exterior. Saiba mais.

Forte alta nas ações dos bancos impulsionam Ibovespa que subiu 2,51%

8 de outubro de 2020

O risco fiscal saiu do radar por hoje e o Ibovespa teve um dia de negociações positivas. Exterior também refletiu no mercado brasileiro. Veja mais.

Ibovespa cai com rumores sobre Auxílio Emergencial até 2021 e risco fiscal elevado no Brasil

7 de outubro de 2020

A forte instabilidade política e fiscal no Brasil ofuscaram os ventos positivos que sopraram do exterior. Leia mais.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas