Importados no Brasil: por que pesam tanto no bolso?

7 de outubro de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

Quando você fica sabendo do lançamento de um smartphone super bacana e bem mais moderno que o seu ou daquela televisão que tem mil e uma funções, as mãos com certeza coçam para comprar na primeira loja que colocar as novidades na vitrine. Mas a tarjinha com o preço com certeza faz sua consciência pesar.

Para não ficar de fora das novidades tecnológicas e também não terminar o mês abaixo do zero na planilha de orçamento, aposto que você pensou em pelo menos duas saídas: pedir a alguém que esteja viajando para comprar o produto para você ou então ser paciente e esperar passar um bom tempo, até que o preço do aparelho desejado caia.

A primeira opção não é a mais aconselhável, porque há o risco de o seu aparelho ficar retido na fiscalização do aeroporto e você ficar no prejuízo, mesmo tendo pagado mais barato por ele lá fora. Na maioria dos casos, a quantidade de tributos que incidem sobre o produto que você está trazendo do exterior deixam a mercadoria mais cara do que o valor estabelecido pela loja. E é justamente sobre isso que vamos falar agora.

impostos deixam importados mais caros

Custo alto dos importados

Você já parou para pensar porque tudo custa mais caro aqui do que em outros países? No Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar da Europa os tênis bacanas, as roupas de grife e os aparelhos eletrônicos são importados. A maioria das coisas vem da Ásia, mas ainda assim tudo chega pelo dobro do preço ou até mais.

A primeira explicação é a pesada carga tributária brasileira. Enquanto na maioria dos países existe um tributo único para incidir sobre os produtos, no Brasil nós temos uma lista deles (IOF, ICMS, ISS, IPI, entre outros). Isso gera um aumento desnecessário dos custos, tendo em vista que, em alguns casos, um imposto incide sobre o outro, gerando o que é conhecido como “efeito cascata”.

Para se ter uma ideia, um perfume importado chega a ter 78% do seu valor em impostos, segundo informações do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

perfumes têm muitos impostos

Inversão de valores

Não há como contestar: muita gente acaba se levando pela ideia de que tudo que é mais caro tem mais qualidade. Mas veja como esse pensamento é errado: várias marcas que aqui são tratadas como padrão de excelência, como a Gap e Calvin Klein, lá fora são tidas como produtos populares.

No caso dos carros a situação se repete. Levantamento feito pelo portal Terra aponta que o valor gasto por um brasileiro para comprar um Fiat Uno é o mesmo que um europeu gasta para comprar um Honda Civic. Dá para comparar?

A nossa ideia de achar que estamos pagando mais para termos mais qualidade, ou mesmo por simples questão de status, reforça um mercado mais caro.

Por isso, atenção: olhe bem o preço dos produtos que você está comprando, compare, veja se tem alguma alternativa mais em conta!

E você, o que pensa sobre os importados no Brasil? 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

16 de julho de 2019

Nesta terça (16), Carol Sandler, fundadora do Finanças Femininas e coaching financeira dá um grande passo em sua carreira com o lançamento da TV Carol, a primeira TV digital por streaming de uma influenciadora brasileira. A nova plataforma vai expandir horizontes e ampliar o alcance dos conteúdos sobre educação financeira para empoderar mais mulheres. Será […]

15 de julho de 2019

Poupar para o futuro pode ser desafiador. Esta regra pode ajudá-la a saber se está no caminho certo ao planejar a aposentadoria.

12 de julho de 2019

Muitas mulheres que desejam fazer laqueadura têm seu pedido negado. Veja quais são os requisitos legais para realização do procedimento.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas