Investir aos 25, 35 e 45 anos

3 de julho de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

Começar a investir é o desejo de muitas mulheres. Este é um bom sinal! Acredite na sua capacidade e siga em frente. O assunto não precisa ser tabu ou um bicho de sete cabeças. Mesmo que seja pouco, dar o primeiro passo já é um grande avanço e você pode chegar mais longe do que imagina. Pode ter certeza que depois que começar não vai querer parar nunca mais – afinal, quem cuida bem do seu dinheiro garante que vai ter mais para o amanhã.

A primeira coisa para prestar atenção é entender qual é o momento da sua vida. Em cada fase temos um comportamento e uma quantidade de recursos para dispor em nossos investimentos. Entenda qual é o seu momento, o que combina com seu estilo de vida e siga em frente. Assim as chances de errar diminuem e o seu rendimento pode ser melhor. Confira o que fazer em cada idade:

Com 25 anos: Estamos numa fase esplêndida – nosso corpo está impecável, preocupações são mínimas e temos dinheiro para dispor. Antes de constituir uma família, ficamos mais livres para aceitar correr um pouco mais de riscos na hora de investir – afinal, você não é responsável pelo sustento da casa, filhos, etc. Essa é a idade ideal para começar, aprender e nunca mais parar de fazer seu dinheiro render. Se fizer da forma certa, pode pensar na sua aposentadoria com tranquilidade e tendo uma liquidez boa.

Então já sabe? Todo mês poupe parte do seu salário para fazer um investimento. Pode ser alguma Previdência ou um Fundo de Investimento. O segredo é diversificar para não correr riscos excessivos, mas ainda assim você pode neste momento incluir em seu portfólio alguns investimentos considerados arrojados ou mesmo agressivos. Fique tranquila, porque essa quantia não precisa ser alta. Com 20% da sua renda aplicados mensalmente dá para juntar um bom dinheiro. Crie este hábito e passe para suas amigas e familiares.

Com 35 anos: A regra aqui é não se perder nos gastos! A partir do momento que você for morar sozinha, casar ou tiver filhos, precisa manter as rédeas no orçamento bem curtas. Agora, mais do que em qualquer outra fase da vida, você precisa de uma planilha de gastos e acompanhá-la com muito cuidado. Anote tudo que entra e tudo que sai – até aquela despesa que julga ser pequena e superflua! Os vilões dos orçamentos são as despesas variáveis – cafezinho, supermercado e conta do telefone são alguns exemplos.

Se até agora você não começou a investir, fique atenta. Quanto mais cedo fizer, melhor, mas isso não deve ser motivo para o desespero. Aproveite as oportunidades para aplicar sua renda em Tesouro Direto ou Fundos de Renda Fixa. O nível de risco aceita aqui é moderado, sem entrar em ações ou outros ativos mais agressivos. Você ainda consegue ter uma noção da rentabilidade mensal. Neste estágio precisamos pensar não só em nós, mas também na nossa família e segurança. Pense na sua velhice e conquiste o seu conforto!

Com mais de 45 anos: Se você já investe, este é um bom momento para repensar sua estratégia. Reavalie o seu horizonte de investimento e pense por quanto tempo você quer deixar o seu dinheiro investido. Agora, você já conhece bem o processo, sabe os rendimentos que costuma conseguir e pode olhar para o futuro de uma forma diferente. Quais aplicações já deram o que tinham de dar e podem ser resgatadas? Qual nível de risco você quer para você a partir de agora?

Outra vantagem é que nesta época, com carreiras consolidadas e uma vida de investidora, você já tem mais recursos para aplicações mais complexas e conhecimento de sobra para aguentar o tranco! Aproveite, agora é uma boa hora para se sofisticar ainda mais.

Qual é a sua fase de vida?

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

15 de julho de 2019

Poupar para o futuro pode ser desafiador. Esta regra pode ajudá-la a saber se está no caminho certo ao planejar a aposentadoria.

11 de julho de 2019

Você decidiu fazer um investimento em renda fixa, mas está confusa com a sopa de letrinhas de CDB, LCI e LCA? Calma! Não fique apavorada, porque é muito fácil e vamos te ensinar tudo que você precisa saber para investir. A renda fixa é uma aplicação segura e o primeiro passo para quem deseja embarcar […]

8 de julho de 2019

Você quer começar a investir seu dinheiro, mas não sabe como começar? A primeira coisa que você deve fazer é montar a sua carteira. Aprenda aqui como!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas