Investir na bolsa: conheça os 15 termos mais usados e perca o medo

23 de janeiro de 2018 - Por

investir-na-bolsa-de-valores-glossario

quem ama, compartilha!

Quem começa a investir na bolsa de valores já se depara com vários termos e jargões – a maior parte deles em inglês. Além da volatilidade e o medo de perder dinheiro, isso contribui para assustar as muitas investidoras que gostariam de se aventurar na renda variável.

A boa notícia é que aprender é mais simples do que parece, basta entender a lógica por trás deles. Por isso, elaboramos um glossário para você entrar no mundo da bolsa de valores com mais segurança. Veja!

Como investir na bolsa: os termos mais comuns

  1. Ação: é a menor parcela do capital social de uma empresa de capital aberto;
  2. Pregão: intervalo de tempo onde as ações são negociadas. Hoje em dia é mais comum o pregão eletrônico, em vez do viva-voz – a famosa cena de investidores ao telefone gritando –, mais comum no passado;
  3. Blue chip: ações de empresas tradicionais, de grande porte, com grande liquidez e procura no mercado de ações;
  4. Home broker: ferramenta oferecida por quase todas as corretoras por meio da qual os investidores podem enviar ordens de compra e venda via internet;
  5. Day trade: é a combinação de operações de compra e de venda realizadas com o mesmo título em um mesmo dia. Essa modalidade é indicada apenas para investidores experientes, porque exige experiência e uma boa estratégia para ter sucesso. É uma operação de ganhos muito rápidos e pequenos;
  6. Stop loss: ordem para vender uma ação se ela cair e atingir um determinado preço. Por exemplo, você comprou uma ação a R$ 50, então, coloca uma ordem stop loss a R$ 45. Assim, se a cotação atingir esse valor, a ordem é efetuada. Isso vai limitar sua perda a 10% do que investiu.

Quer conhecer mais termos da bolsa de valores e ficar craque em renda variável? Então, assista o vídeo a seguir, no qual Carol Sandler desmistifica a questão de vez:

Gostou do vídeo? Clique aqui e veja muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

como-inluir-mais-mulheres-no-mercado-financeiro

19 de novembro de 2019

O mercado financeiro ainda é restrito e por vezes machista com as mulheres. A mudança desse cenário passa por um conjunto de esforços. Saiba mais.

descubra-como-perder-o-medo-de-investir-em-acoes

13 de novembro de 2019

Para algumas mulheres, investir em ações pode parecer assustador, mas o mundo da renda variável não precisa ser um bicho de sete cabeças. Sandler e Rosa te contam tudo!

quais-os-melhores-titulos-do-tesouro-direto-para-investir

3 de setembro de 2019

No passado os títulos do Tesouro Direto eram aquela sopa de letrinhas do NTN-F, LTN, NTN-B e ficava difícil de compreender. Atualmente, os nomes estão bem mais amigáveis e existem duas categorias principais do Tesouro Direto: os títulos prefixados e os pós-fixados. Nos títulos prefixados, já fica definido quanto você vai ganhar na hora do […]

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas