IPTU e IPVA: melhor parcelar ou pagar à vista?

14 de janeiro de 2020 - Por

iptu-e-ipva-a-melhor-opcao-e-parcelar-ou-pagar-a-vista

quem ama, compartilha!

Todo começo de ano é a mesma correria para lidar com o excesso de contas a pagar, especialmente o IPTU e IPVA. Há quem prefira parcelar para diluir a despesa no orçamento, enquanto outras pessoas fazem de tudo para pagar à vista e garantir um desconto. De qual time você deve fazer parte? A resposta é: depende. A seguir, entenda em quais situações parcelar e quando pagar os impostos em uma só tacada.

Quando pagar à vista é a melhor opção?

Para tomar a decisão de maneira sábia, é preciso analisar o seu comportamento financeiro ao longo do ano passado. Você se preparou para essas despesas e conseguiu poupar dinheiro ao longo dos meses? Se sim, é provável que pagar à vista seja a melhor opção. Os descontos são atrativos: em São Paulo, o IPTU sai 3% mais barato e, no Rio de Janeiro, 7%. Já o IPVA tem desconto de 3% em ambas as capitais*.

Se você tiver esse dinheiro aplicado em algum investimento, é preciso analisar se vale a pena tirá-lo para o pagamento. Hoje, não existe nenhum investimento de baixo risco que ofereça um rendimento maior do que o desconto obtido no pagamento à vista. Por isso, se você tiver essa grana, sacá-la e pagar os impostos de uma vez só pode ser uma boa decisão.

No entanto, é preciso tomar cuidado. Essa alternativa apenas é válida se você tiver certeza de que não comprometerá o orçamento familiar.

iptu-e-ipva-a-melhor-opcao-e-parcelar-ou-pagar-a-vista

Há quem acredite que vale a pena pedir um empréstimo para conseguir o desconto oferecido no pagamento à vista. Porém, nem sempre essa é a melhor atitude. Ela apenas é vantajosa se você conseguir um crédito com um CET (Custo Efetivo Total) menor do que os juros cobrados pelo governo no parcelamento dos impostos. Geralmente, as menores taxas estão nos créditos consignados, então, cheque essa opção.

Apenas tome cuidado para não se atrapalhar com as parcelas do empréstimo – você deverá conseguir pagá-las e ter uma folga para poupar dinheiro para bancar o IPTU e IPVA à vista ano que vem. Não vale a pena se endividar por causa de um desconto!

Quando parcelar os impostos?

Se você não conseguiu poupar dinheiro ao longo do ano passado para estas despesas, ou por algum outro motivo a parcela única pesará demais no seu bolso, essa pode ser a melhor opção – mesmo considerando os juros embutidos no parcelamento.

Ao considerar essa alternativa, veja se as parcelas cabem em seu orçamento – do contrário, as prestações podem acabar prejudicando seu planejamento financeiro e você acabará enrolada em meio a tantas contas a pagar. Se necessário, faça cortes em outras áreas do orçamento e nunca, jamais, apele para o cheque especial ou pagamento com cartão de crédito.

E fica a lição de casa: disciplina para poupar dinheiro ao longo do ano para, da próxima vez, quitar o IPTU e IPVA à vista e conseguir um belo desconto.

*Informações pesquisadas em janeiro de 2020.

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

restituicao-icms-conta-de-luz

19 de setembro de 2017

Uma família com conta de luz mensal de R$ 200 pode conseguir, em média, R$ 750 de restituição de ICMS. Proteste mostra como obter o dinheiro de volta.

impostos-iptu-ipva

10 de janeiro de 2017

O início do ano é cheio de impostos para pagar, como o IPTU e o IPVA. Veja quando pagar a vista ou parcelar e como organizar o orçamento para quitar sem se endividar.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas