Mais mulheres solteiras estão comprando a casa própria

5 de janeiro de 2017 - Por

mulher-solteira-casa-propria

quem ama, compartilha!

Culturalmente, comprar a casa própria é o sonho de boa parcela da população brasileira. Nesse perfil, geralmente, imaginamos encontrar famílias já estruturadas, certo? Pois este cenário está mudando – pelo menos nos Estados Unidos. De acordo com um relatório da National Association of Realtors (maior associação de comércio dos Estados Unidos), 17% das pessoas que adquirem um imóvel por lá são mulheres solteiras.

Leitura complementar

O Que Vale Mais a Pena: Comprar ou Alugar?

O Que Vale Mais a Pena: Comprar ou Alugar?

Ver mais

Essa é uma mudança e tanto: para que se tenha ideia, em 1981, elas representavam apenas 11%. Uma das hipóteses para o crescimento é o número crescente de mulheres que criam seus filhos sozinhas, sejam elas solteiras, divorciadas ou viúvas – aqui, a casa própria representaria uma espécie de segurança financeira para seus pequenos. Nos EUA, segundo um levantamento do Pew Research Center, o número de lares com mães nessa situação cresceu de 1,9 milhão em 1960 para 8,6 milhões em 2011.

No Brasil a situação não é muito diferente. Dados do IBGE mostram que, em 2010 (data do último Censo), 38,7% dos domicílios eram comandados por mulheres. Destes, em mais de 42% a mulher vivia apenas com os filhos, sem marido ou companheiro.

mulher-solteira-casa-propria

Vale, ainda, lembrar que essa mudança acontece em um cenário onde as mulheres ainda ganham menos que os homens. O levantamento da National Association of Realtors também mostrou que a renda média anual das mulheres solteiras que compram suas próprias casas é de US$ 55.300 (aproximadamente R$ 178.608). Homens solteiros que também estão adquirindo seus imóveis – que representam 7% do total – têm renda média anual de US$ 69.600 (aproximadamente R$ 224.794).

Os responsáveis pela pesquisa esperam que as mulheres solteiras representem uma fatia cada vez maior do mercado, não apenas pela questão do empoderamento feminino, mas também por conta da taxa de casamentos em queda.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

empoderamento-feminino-independencia-financeira

4 de fevereiro de 2019

O que empoderamento feminino tem a ver com independência financeira? Tudo! Entenda o motivo, repasse para as amigas e empodere-se!

mentiras-mitos-feminismo-movimento-feminista-feminazi

17 de outubro de 2018

É verdade que feministas defecam na porta de igrejas? Feminismo é o contrário de machismo? O movimento feminista defende seios de fora? Descubra!

fire-independencia-financeira-aposentar-cedo(1)

9 de outubro de 2018

Você já pensou no que fazer para se aposentar aos 40 anos através da educação financeira? O movimento FIRE aposta em um estilo de vida com menos consumo e preparação para o futuro. Confira!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas