Maus líderes prejudicam a carreira dos funcionários

14 de junho de 2016 - Por

maus-lideres-prejudicam-carreira

quem ama, compartilha!

Contar com uma boa liderança faz muita diferença na carreira. Quando nossa chefe é uma boa líder, sabemos que podemos depositar nossa confiança nela e temos mais chances de nos desenvolver. Além de liderar, ela serve como fonte de inspiração. Porém, nem todos têm essa sorte e é preciso ter jogo de cintura para lidar com a situação.

Como identificar uma boa liderança     

Segundo Vagner Sandoval, professor do IBE-FGV e especialista em gestão de pessoas, liderança e coaching executivo, uma boa líder é comunicativa e consegue tocar o coração das pessoas quando passa mensagens. “É empática e sabe lidar com as diferenças. Está presente no dia a dia da equipe e sabe gerenciar conflitos dentro do próprio time, ou entre áreas diferentes da empresa”, diz.

A humildade é outra característica importante. “Saber reconhecer quando erra, se disse algo que não deveria, por exemplo. Isso é muito valorizado”, afirma.

Segundo Sandoval, uma boa líder consegue atingir as metas da empresa, e sua equipe é unida e motivada. Quando os funcionários de uma equipe, mesmo cansados, sentem-se bem e alegres depois de se envolverem em um projeto que enfrentou muitas dificuldades, é sinal de que foram bem liderados.

conheca-caracteristicas-lideranca

A “hora da líder”

Não é apenas no dia a dia que se reconhece uma ótima líder. Ela pode se sobressair ainda mais em momentos de crise, conflito ou de necessidade de adaptação da equipe. “Essa é a melhor hora para a líder aparecer e fazer seu papel. Nesses momentos, uma futura liderança também pode se manifestar”, afirma. Segundo Sandoval, quando surge um problema e uma funcionária consegue resolvê-lo, pode até ser promovida por demonstrar habilidades de liderança.

Se você não está sob uma boa liderança

Se você não conta com um bom líder ou uma boa líder, é preciso ter jogo de cintura. O consolo é que quando a chefia não é boa, a equipe não é a única a saber. Segundo o especialista, o RH e outros gestores também percebem o problema.

Se você sabe quais são as falhas de seu (sua) chefe, uma alternativa é abordar o problema de forma indireta para não apontar a culpa, recomenda Sandoval.

Segundo ele, se o (a) chefe não é bom (boa) quando o assunto é comunicação, a funcionária pode sugerir, por exemplo: “O que acha de fazermos reuniões semanais com o time?”. A saída é ter sutileza para não deixar transparecer que a incompetência é de quem está na gestão.

Se você não tem a chefia dos sonhos, nem tudo está perdido. Sandoval reforça que nessas situações a funcionária pode ficar atenta para não repetir os mesmos erros.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

soft-skills-sucesso-profissional-01

15 de abril de 2019

Segundo levantamento do LinkedIn, criatividade é a soft skill mais desejada (e em falta). Conheça as outras características que podem fazer sua carreira deslanchar!

erros-gestao-funcionarios

8 de abril de 2019

O grande segredo para funcionários cheios de motivação no trabalho é cuidar deles desde a entrada na empresa. Veja como fazer isso na liderança da equipe.

fui-demitida-demissão-o-que-fazer-01

13 de março de 2019

Erguer-se após uma demissão é difícil, mas essencial para você conseguir um novo emprego rapidamente. O primeiro passo é aproveitar o feedback, veja mais!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas