Mulheres em viagens corporativas ainda são minoria, segundo estudo

25 de julho de 2018 - Por

mulheres-viagens-corporativas-desigualdade-de-genero 01

quem ama, compartilha!

*Nathalia Marques

Não é novidade que no mundo corporativo nós, mulheres, ainda temos um longo caminho a conquistar. Ainda lutamos por espaço em cargos de liderança, por respeito no ambiente de trabalho e por salários igualitários. Todavia, o que talvez seja novidade, não muito boa, é que ainda temos outra questão para somar à nossa luta: mulheres em viagens corporativas ainda são minoria.

Um estudo realizado pela hoteleira Wanup entrevistou seis mil viajantes corporativos europeus, em 2017, e constatou que 62% dos viajantes corporativos, na Europa, são homens e apenas 38% são mulheres.

Ok, talvez você possa estar se questionando o fato de o estudo refletir uma realidade na Europa, e não na América Latina. Você tem razão. No entanto, temos que levar em consideração que os países europeus ocupam o topo do ranking do Índice Global Gender Gap, do Fórum Econômico Mundial.

Esse ranking classifica 144 nações com base em quão perto estão da igualdade de gênero. Nesse sentido, vale questionar: se as mulheres em viagens corporativas são minoria na Europa, como será essa realidade na América Latina, que ocupa péssimas posições no Índice Global Gender Gap?

Provavelmente não muito boa. Infelizmente, não temos pesquisas para comprovar isso efetivamente. Mas, diante da desigualdade que temos por aqui, essa questão também deve pairar sobre nós. Justamente por isso acredito que essa também é uma luta que devemos travar. As mulheres precisam avançar nas viagens corporativas.

Os motivos? São muitos. As viagens corporativas são momentos excepcionais para promover a expansão dos negócios. Elas permitem ao colaborador aperfeiçoamento profissional por meio de congressos e eventos.

mulheres-viagens-corporativas-desigualdade-de-genero 02

Não podemos esquecer também que nessa categoria entram as viagens de incentivo, que são aquelas que as empresas oferecem como recompensa por um bom desempenho profissional.

Ou seja, as viagens corporativas, de forma geral, são excelentes instrumentos para que as mulheres possam se desenvolver profissionalmente e para que possam mostrar que são capazes de gerar bons resultados para as empresas. Entretanto, se elas não são escaladas para as viagens, isso se torna algo difícil, não é mesmo?

Mulheres devem viajar a negócios e receber assistência adequada

Outro fato que precisa ser levado em consideração é que as mulheres que viajam a trabalho precisam receber assistência adequada por parte das empresas. Principalmente quando viajam para países que são hostis aos nossos direitos.

Levanto esse tema pois uma pesquisa da Global Business Travel Association (GBTA) constatou que, nos Estados Unidos, apenas 18% das políticas de viagens das empresas abordam especificamente a segurança das mulheres.

O estudo questionou 183 gestores de viagens e apontou que 61% deles acham importante levar em consideração a segurança das mulheres ao implementar programas de gestão de risco.

Infelizmente, a preocupação não se concretiza na prática. Com isso, mulheres que viajam a trabalho acabam não recebendo a assistência adequada em relação à segurança pessoal.

Por que o aumento das mulheres em viagens corporativas é importante?

A igualdade de gênero ainda é uma luta longe de ser conquistada efetivamente. A desigualdade pode ser observada em todos os setores da sociedade e precisamos dar atenção às suas nuances.

Pode ser que para você aumentar o número de mulheres em viagens corporativas não seja algo relevante. No entanto, essa desigualdade é uma das nuances do machismo, enraizado na sociedade, e isso impacta de forma direta o desenvolvimento profissional de muitas mulheres.

Por isso, dar atenção e lutar por essas nuances é essencial para conquistar a igualdade que tanto almejamos e merecemos.

*Nathalia Marques é jornalista de formação e conta passagens por diversos veículos de imprensa, mas foi como repórter de turismo que encontrou sua paixão. Ela também é feminista e em 2015 decidiu juntar jornalismo, viagem e empoderamento feminino para criar o M pelo Mundo, site de informações e dicas de viagem para mulheres.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Nathália Marques
Nathalia Marques

Leia em seguida

acessibilidade-os-cuidados-que-as-empresas-ignoram

3 de dezembro de 2019

Os cuidados com acessibilidade no ambiente de trabalho variam de acordo com o tipo de deficiência da funcionária. Saiba mais.

definir-prioridades-pode-aumentar-a-sua-produtividade

23 de setembro de 2019

Você não precisa fazer grandes mudanças na sua rotina para ser produtiva sem surtar ao fazer muitas coisas ao mesmo tempo. É possível organizar e dar conta do grande volume de atribuições do dia a dia, se você definir prioridades e ficar ciente que nem tudo que é importante é urgente. Da mesma forma, nem […]

como-aliviar-estresse-exercicios 01

17 de junho de 2019

Você não precisa de grandes gesto para relaxar no trabalho. Esses exercícios ajudam a aliviar o estresse e podem ser feitos sem atrapalhar sua rotina. Aprenda!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas