Mulheres recebem menos ajuda financeira dos pais do que os homens depois dos 30 anos

8 de maio de 2019 - Por

mulheres-dinheiro-pais-independencia-financeira 01

quem ama, compartilha!

Conforme chegam na casa dos 30 anos, os homens recebem mais ajuda financeira dos pais quando comparados às mulheres da mesma idade. A descoberta veio de um levantamento do banco americano Merrill Lynch, que reuniu dados sobre a vida financeira de jovens adultos.

No relatório, a instituição relata que “as mulheres conquistam a independência financeira mais rapidamente” do que eles. A lacuna de gênero aumenta de acordo com a idade. Dos 18 aos 24 anos, o percentual de moças e rapazes que recebem ajuda financeira dos pais é praticamente igual – 83% e 82%, respectivamente.

Quanto mais velhas, maior a independência financeira

Conforme os anos passam, o percentual de mulheres nessa situação cai mais intensamente: entre os 30 e 34 anos de idade, 62% dos homens recebem suporte financeiro dos pais, enquanto o percentual entre as mulheres é de 49%.

Desigualdade de gênero: com menos ajuda dos pais, mulheres acumulam mais dívidas

A boa notícia é que mais jovens mulheres estão se formando – 42% contra 31% dos homens entrevistados. No entanto, entre os participantes, 2/3 das dívidas com financiamento estudantil está nas mãos de mulheres.

mulheres-dinheiro-pais-independencia-financeira 02

Além disso, os salários continuam desiguais entre os gêneros: a média salarial masculina dos entrevistados de 25 a 34 anos é de US$ 864 (aproximadamente R$ 3.430), enquanto a feminina é de US$ 766 (aproximadamente R$ 3.040). Ou seja, as mulheres recebem menos ajuda, têm maiores dívidas e menores salários.

Chama a atenção o fato de que a maior prioridade das jovens adultas, de acordo com o relatório, é guardar dinheiro ou pagar dívidas (72% contra 60% entre homens). Em contrapartida, a maior prioridade deles é “aproveitar a vida” – 40% contra 28% delas.

Segundo o levantamento, 70% dos jovens adultos entrevistados recebem ajuda financeira de seus pais, sendo que 58% não conseguiria manter o atual padrão de vida sem a ajuda de seus criadores. O suporte também é dado a 41% dos jovens adultos que já possuem suas próprias casas.

Enquanto isso, 75% dos participantes definem o “ser adulto” como serem financeiramente independente dos pais. Ao todo, pais e mães estariam gastando mais de US$ 500 bi ao ano – aproximadamente R$ 1.989 tri – com seus filhos nessa faixa etária.

A pesquisa foi feita com mais de 2.700 pessoas que moram nos Estados Unidos. Para conferir o relatório completo, clique aqui (em inglês).

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

vieses-inconscientes-desigualdade-de-genero-carreira-01

3 de abril de 2019

Você não sabe, mas já pode ter sido prejudicada ou mesmo prejudicado alguém por causa de um viés inconsciente. Mas o que é isso? Como se proteger? Descubra!

empoderamento-feminino-independencia-financeira

4 de fevereiro de 2019

O que empoderamento feminino tem a ver com independência financeira? Tudo! Entenda o motivo, repasse para as amigas e empodere-se!

cotas-mulheres-cargos-lideranca-conselho-administrativo-mercado-de-trabalho 01

17 de janeiro de 2019

Além de reduzir desigualdade de gênero no mercado de trabalho, cotas para mulheres em conselhos administrativos melhoraria a economia. Entenda.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas