Onde investir por apenas um ano?

3 de abril de 2018 - Por

onde-investir-por-um-ano 01

quem ama, compartilha!

Eu sempre falo que investimento é algo para o longo prazo. Afinal de contas, para você poder ver o seu dinheiro render de verdade, você precisa saber onde investir e dar tempo para os juros compostos entrarem em ação – o ganho de juros em cima de todos os outros rendimentos anteriores. Quanto mais tempo você deixa o seu dinheiro aplicado, mais você ganha.

No entanto, o que fazer se você tem apenas um ano para deixar o seu dinheiro aplicado? A inflação está baixa, mas não quer dizer que não existe, e ainda assim você consegue descolar algum rendimento para a sua grana. Melhor do que nada, não?

Exatamente. Se você, por qualquer motivo, tiver pouco prazo para investir, não deixe a oportunidade passar. Atualmente, existem duas opções para quem vai precisar do dinheiro em pouco tempo:

1. Poupança

Por não ter cobrança de IR e pela facilidade na aplicação, a caderneta é a opção ideal para aplicações de curto prazo e para o seu fundo de emergências. Com a Selic em 6,5% ao ano, a poupança rende cerca de 4,5% ao ano.

Se você aplicar R$ 1.000 na poupança por 1 ano, após este prazo, terá R$ 1.045. Parece pouco, mas se você deixar este dinheiro parado na conta corrente, com uma inflação de 3,5% projetada para o ano de 2018, em um ano os seus R$ 1.000 irão valer apenas R$ 965 em valores de hoje. Ou seja: em um ano, você deixa de perder R$ 35 e ainda ganha R$ 45.

onde-investir-por-um-ano 02

2. LCI

Se você tem apenas um ano para investir e sabe que não vai precisar daquele dinheiro em hipótese alguma antes de um ano, uma LCI pode ser uma boa alternativa. O título também não tem cobrança de IR, mas tem uma carência mínima de seis meses a um ano para você poder resgatar – por isso, você não pode investir tudo o que tem guardado neste tipo de papel. Em um ano, uma LCI a 98% do CDI rende cerca de 6,37% ao ano. No nosso exemplo, se você aplicar R$ 1.000 nesta LCI, em um ano terá R$ 1.063.

A diferença nestes dois casos é pequena – e é o prazo curto que explica isso. Se você tivesse dez anos, e não apenas um, para investir o dinheiro, os R$ 1.000 na poupança virariam R$ 1.552 e na LCI, R$ 1.854. Quanto maior o prazo, você tem mais tempo para deixar os juros compostos renderem juros em cima dos juros – e quem ganha é você.

No entanto, se você já sabe que vai precisar daquele dinheiro em um ano, não deixe ele parado na conta corrente. Se fizer uma aplicação, vai poder compensar o efeito da inflação e ainda ganhar um pouco a mais, ok?

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

renda-fixa-turbinada-aprenda-a-investir-em-debentures

8 de outubro de 2019

O mercado financeiro oferece uma opção de investimento em renda fixa para turbinar seus rendimentos: as debêntures. Saiba como investir em debêntures e ficar mais próxima de realizar os seus sonhos.

investimentos-5-erros-comuns-de-quem-acredita-que-sabe-demais

26 de setembro de 2019

Ler um pouco sobre investimentos faz algumas pessoas acharem que já entendem tudo e cometerem ESSES erros. Saiba quais para não perder dinheiro!

com-a-selic-a-5-5-investimentos-em-renda-fixa-ainda-valem-a-pena

19 de setembro de 2019

A taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, caiu 0,5 ponto percentual e alcançou o patamar de 5,5% ao ano. Foi o segundo corte consecutivo de 2019, efetuado pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). O anúncio aconteceu nesta quarta (18) e confirmou a expectativa da maioria dos especialistas do […]

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas