Orçamento empresarial: como evitar ficar com as contas da empresa no vermelho

30 de agosto de 2018 - Por

orcamento-empresarial(2)

quem ama, compartilha!

Apenas quem tem um empreendimento sabe como demanda disciplina manter um orçamento empresarial bem estruturado para não fechar as contas no vermelho. E, com a aproximação do fim do ano, esse é o momento ideal para repensar nas finanças da sua empresa. Afinal, com um bom planejamento financeiro será possível continuar com os acertos e corrigir os erros.

Para o especialista em finanças Felipe Silveira, a melhor maneira de rever o orçamento anual da empresa é analisar os últimos 12 meses e descobrir onde estão os gastos que podem ser evitados e cortados sem trazer prejuízos à empresa. “Além disso, acompanhe o cenário macroeconômico do País para conseguir se antecipar aos fatos e se planejar para os próximos seis meses”, pontua.

Seja organizada ao fazer o seu orçamento

Em meio a uma rotina agitada e com diferentes áreas da empresa para lidar, é fácil se perder entre os números e deixar passar algo importante. Por isso, o primeiro passo para conseguir fazer um orçamento bem estruturado é ter organização. Aqui, você precisará planejar a entrada e saída de dinheiro e as receitas e despesas da sua empresa ao longo do ano. Cada gasto e rendimento precisam ser computados para você se preparar para o ano seguinte.

“Nesse aspecto, não basta fazer só o orçamento, porque quando você planeja algo, você cria expectativas dentro das possibilidades dos cenários elaborados, mas há sempre algumas variáveis que podem fazer com que ele aconteça fora do planejado. Então, também é necessário fazer uma boa execução desse planejamento e o seu controle”, comenta Alcidney Sentallin, professor de gestão financeira e gestão de negócios da IBE Conveniada FGV.

Planeje, acompanhe, execute e controle

Essas podem ser consideradas as quatro palavras mágicas para evitar que a sua empresa fique no vermelho. Esses hábitos te ajudarão a executar aquilo que está sendo planejado e estabelecer o controle orçamento da sua empresa. Estar preparada para gerir o seu negócio é fundamental para ter sucesso e não cair no mundo das dívidas.

“A gestão é uma arte e é para quem está preparada. Não existe uma receita e tudo dependerá da particularidade de cada negócio. Se você for capaz de fazer o planejamento da sua empresa, souber analisar o que ela tem de bom e tiver a capacidade de avaliar quais são os fatores que podem impactar o seu negócio, sua empresa nunca estará no vermelho”, ressalta Sentallin.

Identifique os primeiros sinais de problemas

O primeiro sinal de uma empresa com problemas de caixa é a necessidade constante de procurar fontes de financiamento. Não há nada de errado para uma empreendedora pegar empréstimos com o intuito de investir em seu negócio, mas jamais deixe que esse custo seja maior do que aquilo que você fatura.

orcamento-empresarial(1)

“Ficar ou não no vermelho por um período é uma questão circunstancial e os motivos para isso precisam ser avaliados. Não deixe para depois o seu controle financeiro. Se você ainda não o tem, providencie o mais rápido possível. Uma boa gestão do empreendimento é uma gestão baseada no fluxo de caixa e na realidade da empresa”, pondera Sentallin.

Outra dica de Silveira é diminuir os gastos desnecessários que não estão ligados à atividade principal da empresa. “Além disso, faça investimentos com os valores que estejam parados no caixa, ainda que sejam mais conservadores. Faça também um provisionamento de no mínimo 6 meses sempre baseada em 2 fatores: os últimos 12 meses e o mesmo período no ano anterior, para saber em quais meses terá uma entrada menor e saber como evitar ficar no vermelho”, aconselha.

Planejamento é a chave para a tranquilidade financeira no ano seguinte

Se você tomou todas essas medidas e vai conseguir fechar o ano com mais tranquilidade, esse é o momento de se preparar para conquistar uma receita ainda maior no próximo ano. Agora que você tem um levantamento de como foram os anos anteriores, fica mais fácil prever o que vem pela frente.

Por exemplo, se você já sabe que janeiro, fevereiro e março não são bons meses para vendas, precisa aumentar o seu rendimento nessa reta final de 2018. “Aqui vale acrescentar: utilize um recurso presente nas grandes empresas, que é o fundo de reserva. Quando você tem um momento bom de mercado, é preciso guardar parte do dinheiro para eventuais problemas”, conclui Sentallin.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Gabriella Bertoni
Gabriella Bertoni
Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

investir-ou-quitar-dividas

18 de março de 2019

Você quer investir, mas tem uma dívida pendente. É melhor quitar a dívida ou aplicar essa grana? Se você errar, pode arruinar seu bolso! Veja a resposta.

como-limpar-nome-sujo 01

29 de janeiro de 2019

Só de ouvir o nome SCPC e Serasa já sente um frio na barriga? Calma! Veja como limpar o nome sujo, renegociar as dívidas e ter mais opções de crédito.

eliminar-dividas-segredos 01

21 de janeiro de 2019

Para pagar dívida, o primeiro passo é listar tudo que você está devendo. Quer saber quais são os outros passos? Veja as dicas para quitar suas dívidas aqui!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas