Organização financeira: você sabe como organizar o seu salário?

22 de abril de 2020 - Por

organizacao-financeira-voce-sabe-como-organizar-o-seu-salario

quem ama, compartilha!

Sempre falamos da importância da organização financeira, mas por que muitas vezes deixamos de fazer algo tão essencial? Entre os brasileiros, 48% não controla o seu orçamento, segundo dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Desse percentual, 25% admitem controlar as despesas de “cabeça” e 20% não fazer nenhum registro dos ganhos e gastos.

Este descuido com os gastos te deixa mais vulnerável às compras por impulso, pode te levar a gastar mais do que deveria com cartão de débito ou crédito e, consequentemente, ao endividamento. Quanto mais você entende e conhece suas finanças, mais fácil fica para estabelecer suas prioridades e cortar exageros.

É importante encontrar um método que te ajude a ter organização financeira e disciplina no controle do seu dinheiro. Ao contrário do que muita gente pensa, isso não precisa ser difícil ou cansativo.

Para dar o empurrão que você precisa para se organizar de vez, listamos aqui algumas dicas.

Organização financeira: modelo de orçamento 50/30/20

Trata-se de fórmula super prática e simples para a sua vida financeira, feita para organizar o seu salário de forma sistemática e evitar apertos financeiros.

O sistema ajuda ainda a impor disciplina, pois fica fácil estipular quanto se pode gastar e não deixa brechas para o consumo sem planejamento. Então, para começar a organização financeira, divida o seu salário líquido (o valor que cai na conta após a cobrança de impostos) em três partes: 50%, 30% e 20%.

Vale destacar que o modelo é adaptável a sua realidade e você pode fazer 70/30/10 ou 60/20/10.

A Carol Sandler fez um vídeo explicando como adaptar o 50/30/20 ao seu orçamento doméstico. Veja a seguir.

O que são os gastos essenciais?

São os gastos com alimentação, aluguel, saúde, transporte, telefone e internet. Ou seja, as despesas com as quais você precisa arcar todos os meses para viver. O ideal é que 50% do seu salário sejam suficientes para bancar essas despesas essenciais, que garantem o básico do seu padrão de vida. No entanto, esse percentual pode ser 60%, 70% dependendo da sua condição financeira.

E o que são os gastos supérfluos?

Você merece ter o seu lazer garantido. Afinal, é para isso que você trabalha! Mas o futuro também é muito importante e não dá para gastar o resto do seu salário em compras na internet, não é mesmo?

Para não abrir mão dos merecidos mimos, separe 30% do seu salário líquido para os gastos supérfluos. Isso inclui fazer compras, presentes para amigos e familiares, jantares, viagens, entre outros.

Reserva de emergência: quanto dinheiro devo guardar?

O ideal é reservar 20% para a sua reserva de emergência para situações imprevistas. No entanto, com a crise decorrente da pandemia do coronavírus talvez não seja possível guardar esse percentual, por isso tente guardar um valor menor. O importante é sempre poupar dinheiro para não passar aperto.

Se você já estiver endividada, este valor pode ser destinado inicialmente para a quitação de dívidas. Vale também reavaliar a redução dos gastos supérfluos para que aqueles 30% possam ajudar na missão de se livrar do endividamento.

Fotos: AdobeStock.

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

voce-sabe-a-diferenca-entre-orcamento-e-planejamento-financeiro

29 de maio de 2020

Orçamento e planejamento financeiro são fundamentais para fazer o controle de gastos, mas possuem uma pequena diferença entre eles. Descubra!

educacao-financeira-para-criancas-veja-como-falar-sobre-dinheiro

28 de maio de 2020

A educação financeira para crianças é essencial para ter uma vida econômica saudável na fase adulta. Descubra como falar sobre dinheiro com a criançada.

educacao-financeira-infantil-vai-alem-da-mesada-veja-dicas

25 de maio de 2020

A mesada é uma experiência importante na educação financeira infantil, mas para ter efetividade você pode aliá-la a outros ensinamentos. Descubra!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas