Os exageros das festas infantis: como os gastos excessivos podem prejudicar o seu filho (e o seu bolso)

5 de setembro de 2018 - Por

festa-infantil-luxuosa(2)

quem ama, compartilha!

Mais de cem convidados, buffet à vontade, drinks de todos os tipos, decoração clássica e até DJ para animar a pista de dança. Imaginou uma festa de casamento bem farta? Errou o palpite, estamos falando dos exageros nas festas infantis. Os valores podem ser astronômicos e o pior: não é difícil encontrar por aí pais endividados para produzirem uma festa que não cabe no orçamento.

De acordo com a psicóloga Juliana Orrico, o ato de comemorar um aniversário traz inúmeros benefícios psicológicos, sociais e para a saúde no geral pois, ao festejar, estreitamos as relações com os amigos e familiares. Além disso, a festa torna-se sinônimo de diversão e alegria, o que promove a diminuição do estresse crônico, aumentando assim o sistema imunológico. Porém, o que muitas famílias não pensam é em como isso pode prejudicar as crianças, que crescem com a sensação de que tudo deve ser grandioso e ostentador.

“Quando estas festas são feitas com o objetivo de ostentar e competir com outras famílias para ver quem possui maior padrão aquisitivo, não se estabelece uma relação saudável de troca. Os valores passados para as crianças são deturpados porque, enquanto indivíduos, devemos ter consciência do individual e também do coletivo ao qual estamos inseridos”, comenta Orrico.

Qual o real valor do dinheiro para os pequenos?

Ensinar o valor do dinheiro para as crianças vai além de mostrar-lhes o quanto custa um brinquedo ou dar uma mesada semanal. Esse é um conceito que passeia pela noção de coletividade, afeto e gratidão. Mas o que as grandes festas de aniversário tem a ver isso?

Segundo a psicóloga Lidiane Silva, o meio onde estamos inseridos e as experiências do dia a dia influenciam na formação da percepção, ideias e até mesmo no comportamento da criança que está em pleno desenvolvimento. Ou seja, festas grandiosas com requinte podem acarretar na formação de um perfil mais exigente. Muitas crianças se espelham não somente no comportamento e na fala dos pais, mas também são influenciadas pelos gostos e preferências deles.

“O impacto negativo das festas grandiosas é que a criança pode querer sempre o mesmo perfil e esse padrão de evento, o que coloca os pais em uma situação de conflito com o filho caso não possam suprir. É essencial um bom diálogo e explicação para que a criança compreenda, com o passar dos anos, a essência da comemoração do seu aniversário. O mais importante não é o tamanho da festa, mas a imensidão da gratidão por comemorar mais um ano de vida”, pontua Silva.

Nem tudo precisa ser grandioso, mas sim cheio de amor

Quais são as suas maiores lembranças das festinhas de aniversário da infância? Provavelmente são de seus amigos correndo em meio às brincadeiras, o sabor do seu bolo favorito e a quantidade de amor que você recebeu de todos os familiares. Ao pensar nisso vem a pergunta: por que os pais de hoje investem tanto em megaproduções?

“Muitos pais, ao proporcionarem uma festa a seus filhos, querem não somente comemorar, mas ofertar aos amigos e familiares o melhor, um ambiente agradável, boa distração e comida excelente. Porém, fazer algo grandioso somente para ser aceito em uma sociedade ou para ser igual aos outros muda o contexto desse momento, onde até mesmo a essência do aniversário se perde”, pondera Silva.

festa-infantil-luxuosa(2)

A justificativa mais comum entre os pais que costumam apostar em grandes festas para os pequenos é a de realizar os próprios sonhos que não puderam vivenciar na infância.

“Por conta disso, eles querem compensar na fase adulta em processos inconscientes. Observamos isso quando os pais não respeitam a vontade do filho e interferem na escolha até mesmo do personagem que será o tema principal da festa. Os sonhos dos pais somados às vontades dos filhos e ao possível padrão social, aliados à falta de racionalidade, deixam a família endividada. E essa realidade só será percebida após a realização do evento, quando o cérebro tira o foco da área de interesse da pessoa, que era desde a organização até a realização da festa”, ressalta Silva.

Prepare-se para economizar!

Sabemos como é difícil controlar as despesas para realizar uma festa e como é fácil se perder e gastar muito mais do que o planejado, causando assim um impacto negativo no orçamento familiar. Para que isso não te atrapalhe a longo prazo, é preciso manter o foco e saber o que é realmente importante para você e sua família nesse momento.

“Sempre faça um planejamento. Ele é importante para te auxiliar, inicialmente, na provisão de recursos. Assim, é mais fácil se preparar, mas também manter-se dentro dos limites previstos. Além disso, ter um orçamento ajuda a priorizar gastos, na medida em que supérfluos serão preteridos em favor de gastos mais essenciais. Outra dica fundamental é programar-se com antecedência. Quanto mais tempo disponível, mais fácil será administrar as finanças da festa do seu filho”, ressalta a especialista em finanças Andrheya Dória.

Para não acabar endividada em função de uma festa infantil, é fundamental ter uma planilha de gastos, para não correr o risco de se perder nas despesas. Além disso, confira a lista de convidados e, se necessário, convide uma quantidade menor de pessoas. Para economizar, vale pesquisar preços em lojas de atacado, colocar a mão na massa e fazer as comidinhas e docinhos em casa.

“Os pais precisam se conscientizar de que as crianças gostam de diversão e de momentos de alegria que ficarão eternizados em suas lembranças. Comemorar mais um ano de vida é uma essência que não pode ser perdida por conta das vontades dos adultos. Uma festa luxuosa e com muitos convidados pode, inclusive, assustar a criança e deixá-la tímida. Cabe aos pais, com comemorações de grande ao pequeno porte, ensinar aos seus filhos a essência das comemorações em uma festa de aniversário, que é comemorar com alegria, amor e muita gratidão”, conclui Silva.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Gabriella Bertoni
Gabriella Bertoni
Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

educacao-financeira-pais-de-primeira-viagem 01

19 de fevereiro de 2019

Dar exemplo é apenas a primeira dica para pais de primeira viagem ensinar educação financeira para crianças. Carol Sandler ensina aqui outros segredos fáceis de aplicar!

feriado-prolongado(2)

6 de setembro de 2018

Se divertir no feriado prolongado não quer dizer gastar muito dinheiro. Separamos 5 dias baratinhas ou gratuitas para curtir o Dia da Independência do Brasil. Confira!

aplicativos-para-economizar

26 de julho de 2018

Agora não tem mais desculpa para poupar e fazer sua grana render. Não utiliza todo o pacote de dados do celular? Ou acha que está pagando caro na TV por assinatura? Selecionamos 5 aplicativos para te ajudar a economizar já!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas