Pagar minhas dívidas ou começar a investir? Descubra!

8 de maio de 2020 - Por

pagar-minhas-dividas-ou-comecar-a-investir-descubra

quem ama, compartilha!

Sempre que as pessoas recebem um dinheiro extra ou conseguem poupar um valor mensal surge a dúvida: pagar minhas dívidas ou começar a investir? É tentador ter uma graninha na mão para começar a reserva de emergência ou outro investimento para realizar um sonho. No entanto, a dívida costuma ser a grande vilã das finanças pessoais.

Com a crise financeira decorrente da pandemia do coronavírus, a quantidade famílias endividadas no Brasil saltou para 66,2% em março de 2020 contra 62,4% no mesmo período do ano passado, segundo a pesquisa feita pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

De acordo com a pesquisa realizada pela Boa Vista, 52% dos consumidores brasileiros afirmaram que não vão conseguir pagar as contas ou só vão ter condições de arcar com parte das despesas nesse momento de pandemia do COVID-19. Diante desse cenário, a inadimplência pode disparar nos próximos meses e as pessoas podem se enrolar ainda mais.

Pagar as dívidas ou investir o dinheiro?

Para quem está endividada, conseguiu um dinheiro extra ou mesmo reservar uma parte da renda, a recomendação é pagar as dívidas primeiro. Isso porque dificilmente você vai encontrar um investimento que pague juros tão altos quanto os que são cobrados em uma dívida, como do cartão de crédito ou cheque especial.

As dívidas destas duas modalidade podem virar uma grande bola de neve que será difícil de derreter. Afinal, os juros total do rotativo do cartão de crédito passou de 322,6% para 326,4% em março deste ano. Já no cheque especial a taxa ficou em 130%.

Para começar a investir, mesmo na reserva de emergência, é necessário organizar a vida financeira. Se você recebeu um valor extra ou está conseguindo guardar dinheiro todos os meses, aproveite para pagar todas as suas dívidas. Caso não consiga pagar tudo de uma vez, vale a pena olhar no seu banco se você pode contratar um empréstimo pessoal para quitar esses débitos, assim você troca uma dívida mais cara por outra mais barata.

Quando você estiver sem dívidas, aí sim pode começar a investir sem culpa.

No canal do Youtube, a Carol Sandler falou sobre o assunto. Assista e compartilha com as suas amigas que estão na dúvida.

 

Foto: AdobeStock.

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

guia-como-pegar-dinheiro-emprestado-e-nao-se-enrolar

12 de maio de 2020

Por conta da crise financeira, muitas famílias vão precisar pegar dinheiro emprestado para pagar as dívidas. Veja o que você precisa considerar antes de fazer um empréstimo.

superendividamento-saiba-como-pagar-suas-dívidas

29 de outubro de 2019

Você definitivamente perdeu o controle do seu dinheiro e suas dívidas, que antes eram pequenas, de repente se tornaram dívidas enormes? Existe uma luz no fim do túnel para o superendividamento. Descubra.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas