Pense em seu futuro de forma estratégica

3 de novembro de 2016 - Por

Caixa_Seguradora_William_Thomaz

quem ama, compartilha!

*Post patrocinado pela Caixa Seguradora

Economizar dinheiro para uma boa aposentadoria é o pilar da educação financeira. O segundo passo é fazer essa economia de forma estratégica. Nesse aspecto, existem dois passos importantes para quem quer construir um bom patrimônio: disciplina para acompanhar o investimento e diversificação.

Com essa combinação, o primeiro-tenente William Thomaz, de 33 anos, está pavimentando o caminho para se aposentar com tranquilidade. Uma das suas escolhas foi a previdência privada. Cliente da Caixa Seguradora desde o ano passado, ele conta que já tinha um plano de previdência em outra instituição, mas comparou o mesmo produto pela Caixa e percebeu que não estava com a melhor rentabilidade. “Na outra instituição, eu arcava com uma taxa de administração de 1,8%. Na Caixa, essa taxa caiu para 1%. Resolvi migrar meu investimento e acompanho periodicamente o rendimento”, relata.

A atenção em observar a instituição que estava oferecendo melhor taxa de administração será recompensada no longo prazo, tendo em vista que o dinheiro vai render mais.

Outro passo estratégico do tenente William Thomaz é usar o benefício do plano de previdência de forma sábia. O produto que ele adquiriu é um PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), ideal para quem faz a declaração de Imposto de Renda completa e que tem a vantagem de oferecer dedução de 12% das contribuições da renda bruta anual do contribuinte.

Em vez de gastar o dinheiro da dedução, o tenente prefere reaplicar o dinheiro em Tesouro Direto, como forma de criar uma reserva à parte para usar quando quiser resgatar o dinheiro da previdência. “A grande sacada é reinvestir. Às vezes a pessoa gasta o valor da dedução sem perceber que está tirando dela mesma. Essa fatia que eu reaplico no Tesouro eu deixo guardada para cobrir o imposto que vai incidir sobre o meu patrimônio quando quiser resgatá-lo”, explica.

Além da previdência e do Tesouro Direto, ele conta que diversifica as aplicações também em CDB. Adepto do conselho de “não deixar todos os ovos dentro de uma mesma cesta”, ele conta que aprendeu a diversificar durante a carreira militar.

Como vantagem da previdência, ele destaca a rentabilidade. O produto que ele adquiriu, por exemplo, está atrelado a um fundo de ações. Em média, ele consegue um rendimento entre 12% e 13% ao ano.

Em dúvida sobre como construir seu patrimônio? Faça como o tenente William: acompanhe seus investimentos, diversifique e escolha um bom plano de previdência.

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Foto: arquivo pessoal

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Avatar

Leia em seguida

17 de julho de 2019

A rentabilidade é uma dúvida frequente das investidoras, mas agora que você sabe o que é CDB, LCI, LCA, CDI, e também já aprendeu tudo sobre Tesouro Direto e Tesouro Selic, chegou a hora de descobrir como comparar a rentabilidade do seu investimento. O primeiro ponto a entender é que enquanto o Tesouro Selic e […]

11 de julho de 2019

Você decidiu fazer um investimento em renda fixa, mas está confusa com a sopa de letrinhas de CDB, LCI e LCA? Calma! Não fique apavorada, porque é muito fácil e vamos te ensinar tudo que você precisa saber para investir. A renda fixa é uma aplicação segura e o primeiro passo para quem deseja embarcar […]

tudo-sobre-renda-fixa-tesouro-direto-cdb 01

24 de janeiro de 2019

Quer investir em renda fixa mas não sabe por onde começar? Conheça suas opções, entre Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs, RDBs e muito mais!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas