Vale a pena contratar uma assistência funeral?

11 de maio de 2020 - Por

2_vale-a-pena-contratar-uma-assistencia-funeral

quem ama, compartilha!

Perder um ente querido sempre será um grande baque. A situação se torna ainda mais pesarosa quando, somada ao luto, a família não tem uma assistência funeral ou um plano funerário para lidar com as questões burocráticas e precisa desembolsar um bom dinheiro para arcar com todas as despesas referentes ao funeral. Pode parecer algo dispensável agora, mas acredite: ter um bom planejamento financeiro pode tornar o momento menos difícil.

“Quanto mais cedo se programar para isso, menor o impacto”, afirma Alcidney Sentallin, professor de Gestão Financeira da IBE-FGV e consultor de negócios. O docente explica que o planejamento financeiro parte do pressuposto de prever algo – que pode ser positivo ou negativo. Por exemplo, se você deseja comprar um carro, irá se planejar para tal. Casos de falecimento definitivamente não são desejados, mas convém se planejar, pois essa é uma situação inevitável.

Assistência funeral: o que é? Como contratar?

Só o fato de você poder contratar este serviço em um momento de tranquilidade já é uma grande vantagem em relação a ter que tomar decisões, cuidar de detalhes e gastar muito dinheiro sob grande impacto emocional. Assim, na hora em que você precisar, profissionais credenciados estarão lá para cuidar de tudo. Além disso, algumas empresas prestadoras de serviços funerais aproveitam o momento de fragilidade para estabelecerem preços abusivos sobre os produtos e serviços – justamente quando não se tem cabeça para pensar que aquilo está caro demais. É possível fugir dessa situação ao contratar uma assistência funeral.

Existem diversas modalidades de cobertura dos serviços funerais que, embora tenham nomes parecidos, têm algumas diferenças fundamentais entre si.

2_vale-a-pena-contratar-uma-assistencia-funeral

Auxílio funeral

Trata-se de uma cobertura que garante o reembolso das despesas do funeral. Contudo, isso acontecerá apenas depois de todo o processo, quando a família deverá apresentar os recibos à entidade que concedeu o auxílio. “A diferença em relação à assistência funeral é que aqui, em caso de falecimento, existe o valor financeiro disponível para isso, mas o contratante que terá que ir atrás de tudo, o que pode ser desgastante nesse momento delicado”, aponta Sentallin. Essa modalidade é cada vez mais rara entre as seguradoras, que preferem oferecer a assistência.

Assistência funeral

É a mais difundida e aconselhada de todas do serviço funerário. Isso porque, ao contrário do auxílio – onde os familiares devem ir atrás de tudo –, essa modalidade traz profissionais que cuidarão de tudo para o segurado, desde o traslado do corpo até detalhes do enterro ou cremação. Assim, você não precisará lidar com burocracias nesse momento de fragilidade. Costuma estar incluso em pacotes de Seguro de Vida, o que barateia seu custo. Porém, também é possível contratar separadamente junto às seguradoras.

Plano funerário

Também conhecido como seguro funeral, é comercializado por cemitérios ou empresas funerárias. Por isso, todos os serviços prestados estão vinculados somente à empresa que vendeu o plano.

Qual o valor da assistência funeral?

Geralmente, a assistência funeral costuma ser vinculada ao Seguro de Vida e existem pacotes a partir de R$ 15 mensais*, segundo Cristiane Azevedo, gerente de produtos da Youse. “O Seguro de Vida Youse é individual, mas a assistência funeral pode ser contratada individualmente ou para a família. Neste caso, ainda, a assistência pode ser acionada para o próprio cliente, cônjuge ou filhos”, diz.

Ainda é possível encontrar plano funerário familiar completo a partir de R$ 75 para cuidar de todas as burocracias e despesas do funeral. Para Sentallin, é um dispêndio que demanda disciplina financeira, mas que pesa pouco no bolso e se torna automático depois de um tempo. “Por isso, nunca recomendei que nenhum cliente cortasse esse serviço ao fazer corte de gastos no orçamento”, completa. Em suma, a sua tranquilidade e de sua família não têm preço – melhor ainda quando ela, de fato, sai barata.

*Preços consultados em maio de 2020.

Matéria atualizada às 17h38. 

Fotos: AdobeStock.

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

guia-para-se-aposentar-com-tranquilidade

22 de janeiro de 2020

Aposentar com tranquilidade é o sonho de muitas pessoas, mas para alcançar essa meta é necessário organização financeira. Saiba como garantir o seu futuro!

dia-dos-namorados

12 de junho de 2019

Começar a juntar dinheiro a dois é um grande passo no relacionamento. Neste dia dos namorados, te mostramos como fazer isso da melhor maneira possível. Confira!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas