Preciso fazer estoque de alimentos com o coronavírus? Veja como fazer sua parte no consumo consciente

20 de março de 2020 - Por

preciso-fazer-estoque-de-alimentos-com-o-coronavirus

quem ama, compartilha!

O temor provocado pelo avanço da pandemia do novo coronavírus resultou em uma corrida às compras, pessoas fazendo estoque de alimentos e o esvaziamento das prateleiras. Todavia, esse movimento impulsionado pelo medo do desabastecimento de alimentos pode prejudicar os consumidores que, por exemplo, não têm condições financeiras para comprar uma grande quantidade de produtos de uma vez só.

Entre os itens mais procurados estão os produtos básicos de alimentação, limpeza e higiene, como o tão requisitado álcool em gel – que, a partir do dia 23, será comercializado pelo preço de custo nos supermercados do Estado de São Paulo, segundo a Associação Paulista dos Supermercados.

Afinal, há risco de desabastecimento por causa da pandemia?

Em nota, a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) informou que a “logística de abastecimento segue dentro da normalidade, assim como os estoques, e não há nenhum risco imediato de falta de alimentos no país”.

A entidade afirma que realiza o monitoramento diário, por videoconferência, das associações para atualizar a situação dos mercados, supermercados e hipermercados com “o objetivo de minimizar os impactos, dar mais agilidade na identificação de possíveis problemas e no encaminhamento de soluções”, diz o documento.

Além disso, a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) informou que os supermercados continuarão funcionando, apesar dos decretos temporários de fechamento dos comércios.

“Até o momento, o setor supermercadista registrou a falta apenas de álcool gel. Demais produtos continuam com o abastecimento normal nos supermercados. A falta de alguns itens nas gôndolas é devida à crescente demanda nas lojas, ou seja, um problema de reposição”, diz.

Segundo a Abras, o setor está atendendo em horários diferenciados para as pessoas acima de 60 anos – consideradas mais vulneráveis ao coronavírus. Também está adotando medidas de proteção para os funcionários e compreende a necessidade do distanciamento social, mas solicitam a manutenção dos serviços essenciais.

Consumo consciente: como planejar as compras do supermercado em tempos de coronavírus

Ainda não há, por enquanto, a necessidade de estocar alimentos em casa. Portanto, é importante considerar o coletivo e ser solidária com as outras pessoas. Reunimos algumas dicas para uma ida eficaz ao supermercado e o consumo consciente.

Elaborar um cardápio semanal

Faça um planejamento do que vai cozinhar durante a semana, assim você evita comprar produtos que você não vai consumir. Na hora de montar o cardápio, pense e liste os alimentos que podem render diferentes pratos, como carne moída e batata.

Lista de compras é essencial

Em tempos de coronavírus, em que a recomendação é evitar aglomerações, a lista de compras é essencial. Dessa forma, você mantém o foco no seu cardápio com a quantidade exata de alimentos e evita ficar circulando pelos corredores Com tudo anotado, você vai direto na sessão de cada produto, sem escalas.

Dê preferência aos mercados de bairro e pequenos agricultores

Vivemos um momento turbulento e com a crise gerada pelo coronavírus, muitos pequenos negócios podem sofrer um prejuízo enorme e até encerrar as atividades. Procure os mercados de bairros, sacolão e pequenos agricultores para comprar alimentos, sobretudo, frutas, verduras e legumes.

Considere os “atacarejos”

Nesses estabelecimentos é possível comprar produtos com preços mais vantajosos. No entanto, a quantidade de itens costuma ser grande, por isso avalie se realmente compensa comprar. Dependendo do produto, como detergente, você pode dividir as embalagens com a sua vizinha idosa que por fazer parte do grupo de risco do coronavírus deve evitar aglomerações. Será muito legal se você aproveitar a ida às compras para trazer algo a quem não pode sair de casa de jeito nenhum.

Principais cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus

  • Evitar locais fechados e com grandes aglomerações;
  • Seja rápida e evite tocar em diversas embalagens;
  • Higienize as mãos com água e sabonete ou álcool gel assim que sair do local;
  • Seguir a etiqueta respiratória: se tossir ou espirrar use a dobra do cotovelo para evitar contaminar as mãos. Se usar um lenço de papel, jogue fora imediatamente;
  • Não coçar olhos, nariz e boca;
  • Limpar os produtos que comprar quando chegar em casa.

 

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Carol Nogueira
Carol Nogueira
Repórter do Finanças Femininas, fã de David Bowie e John Coltrane. Passa o tempo livre pesquisando textos da Sylvia Plath e assistindo séries na Netflix.
Fale comigo! :) carolnogueira@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

Coronavírus derruba a Bolsa nesta sexta

27 de março de 2020

As más notícias sobre o coronavírus chegaram do mundo inteiro, o que afetou a Bolsa e o mercado financeiro. E como isso vai te impactar? Veja aqui!

Projeção do PIB para este ano é de zero, segundo Banco Central

26 de março de 2020

Impacto do coronavírus na economia é grande. Além disso, 3,28 milhões de pessoas deram entrada no seguro-desemprego nos EUA. Tudo isso vai te afetar, sim; veja como

Apesar de crise política e coronavírus, bolsa tem alta

25 de março de 2020

Boas novas vindas dos EUA no combate ao coronavírus animaram o mercado financeiro, apesar do discurso de Bolsonaro na terça (24). Veja como isso te afeta.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas